Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Cientistas afirmam que vacinas devem funcionar contra nova mutação do coronavírus

Os imunizantes contra o Covid-19 devem combater a nova mutação do coronavírus. De acordo com os pesquisadores. Inclusive, não há indícios de que as contaminações sejam mais graves. Contudo, esse vírus é cerca de 70% mais contagioso.

Essa nova cepa surgiu no Reino Unido há alguns dias. Dessa forma, sua transmissão mais rápida deixou os cientistas em estado de alerta. Portanto, vários países suspenderam voos vindos do território britânico. 

A Inglaterra também adotou providências para evitar o contágio. Assim, conheça a nova mutação do coronavírus no artigo. Também saiba mais sobre as variantes do Covid-19.

Voos cancelados devido a nova cepa

Recentemente, diversos países cancelaram seus voos para o Reino Unido. Após a descoberta de uma linhagem mais recente do coronavírus. Aliás, muito mais infecciosa do que as demais.

Diante disso, Alemanha, Itália, Israel e Canadá fecharam suas fronteiras. Assim, a intenção é restringir o contágio do novo SARS-CoV-2. Porém, cientistas acreditam que as vacinas em ação devem combater essa nova mutação do coronavírus

Contudo, o governo britânico foi taxativo. Por isso, adotou alguns procedimentos a fim de evitar a transmissão da nova cepa. Principalmente, nas porções leste e sudeste da Inglaterra. 

Vale ressaltar que nada indica que ela seja mais perigosa. Ou seja, a única certeza é de que ela é mais contagiosa.

As vacinas vão combater a nova mutação do coronavírus?

Os pesquisadores acreditam que essa nova cepa é muito parecida com as outras. Dessa maneira, estão certos de que as atuais vacinas irão combatê-la da mesma forma. Aliás, com a mesma eficácia.

As vacinas aprovadas são da Moderna e da Pfizer, com eficácia acima de 90%. Então, até o momento, ambas tiveram um forte impacto no corpo na produção de anticorpos

Os cientistas acreditam que os imunizantes irão agredir e destruir a nova cepa. Pois, pequenas mudanças genéticas no vírus não afetará o desempenho das vacinas a curto prazo. 

Entretanto, com o tempo, acredita-se que os imunizantes contra o Covid-19 tenham que ser alterados. Inclusive, como a da gripe comum, que é atualizada anualmente.

As mutações do coronavírus

Um vírus sofrer mutações é algo esperado. Contudo, a cepa recente tem ao menos 17 tipos. Aliás, isso é o que os torna tão contagiosos. 

Mesmo assim, os cientistas acreditam na eficácia das vacinas. Pois, elas possuem diversos anticorpos que neutralizam os vírus. 

Os médicos reforçaram a importância da utilização de máscaras. Além disso, também alertou para manter o distanciamento social e a higienização das mãos constantemente. 

Avalie o Texto.

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.