CHOCANTE: Duas moedas de 1 real podem valer R$ 1 mil. Veja como

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

CHOCANTE: Duas moedas de 1 real podem valer R$ 1 mil. Veja como

Saiba como duas moedas de 1 real podem chegar a valer R$ 1 mil, e entenda como identificá-las corretamente

Você já ouviu falar em numismática? Trata-se de uma espécie de ciência que estuda as moedas raras que existem no Brasil. De acordo com os numismatas, o nosso país conta com dezenas de milhares de peças que podem ser consideradas valiosas, e que podem ser encontradas por qualquer pessoa.

Neste artigo específico, nós vamos voltar ao ano de 1994, quando o Brasil começava a adotar o bem sucedido Plano Real. Foi justamente naquele momento que o Banco Central (BC) produziu duas peças que podem ser consideradas valiosas hoje em dia. São elas:

  • Moeda de 1 real do ano de 1994;
  • Moeda de 1 real do ano de 1994 com o Reverso Invertido.

Uma curiosidade importante sobre estas peças é que elas não são mais produzidas pelo Banco Central (BC), e portanto dificilmente você vai encontrá-las em um trocado no comércio. De todo modo, elas ainda possuem valor legal, segundo as informações oficiais.

Características das moedas

Abaixo, você pode ver uma lista com as principais características da moeda de 1 real do ano de 1994. Com estes dados em mãos, o processo de identificação dos exemplares pode se tornar mais fácil.

  • Material: aço inox;
  • Diâmetro: 24,0 mm;
  • Peso: 4,27 g;
  • Espessura: 1,20 mm;
  • Bordo: liso;
  • Eixo: reverso moeda (EH);
  • Circulação: de 01/07/1994 a 23/12/2003;
  • Desenho do Anverso: Efígie da República, dístico BRASIL e ramos de louro estilizados;
  • Desenho do Reverso: Valor, data e ramos de louro estilizados.
CHOCANTE: Estas duas moedas de 1 real podem valer R$ 1 mil. Veja como
Exemplo de moeda de 1 real do ano de 1994. Imagem: Reprodução

Valores das moedas

Como dito, estas moedas podem valer R$ 1 mil se forem encontradas em conjunto. Mas elas também podem valer muito dinheiro se forem encontradas separadamente. Lembre-se, no entanto, que os patamares projetados pelos catálogos numismáticos mais atualizados variam de acordo com o grau de conservação do exemplar.

  • Moeda de 1 real do ano de 1994:
MBC SOBERBA FLOR DE CUNHO
R$ 20,00 R$ 75,00 R$ 150,00
  • Moeda de 1 real do ano de 1994 com o Reverso Invertido: R$ 850.

Entendendo as classificações

Para os iniciantes, as inscrições acima podem parecer complexas. Afinal de contas, o que significa o termo Flor de Cunho, por exemplo? As classificações acima estão relacionadas ao estado de conservação de cada uma destas peças, segundo as informações de colecionadores. 

  • MBC

Para começar, vamos detalhar o que significa uma moeda MBC. Este termo significa “Muito bem conservada”. Para que a peça entre nesta classificação, ela precisa ter, no mínimo, 70% de sua aparência original. Os analistas também dizem que o seu nível de desgaste deve sempre ser homogêneo.

  • Soberba

Uma moeda soberba é a aquela que conta com pelo menos 90% dos detalhes originais preservados. Trata-se de uma peça que conta com pouco vestígio de circulação e de manuseio. No universo da numismática, este item é considerado intermediário, mas já se trata de um valor mais alto.

  • Flor de cunho

O termo Flor de Cunho vem da inscrição em inglês uncirculated. Trata-se de uma peça que não apresenta mais nenhum tipo de desgaste e nem de manuseio. Absolutamente todos os detalhes da cunhagem estão com a sua aparência original. Também não há nenhum indicativo de limpeza ou de química. Mesmo por isso, moedas flor de cunho são sempre as mais valiosas. 

O que é uma moeda reverso invertido?

Mas afinal de contas, o que seria uma moeda com reverso invertido? Para entender esta pergunta, é necessário sabe que o Brasil adota um sistema de padrão reverso moeda, ou seja, eixo horizontal (EH). As moedas que fogem deste padrão exigido são conhecidas como reverso invertido, e são consideradas muito raras. 

Basicamente, as moedas com reverso invertido são aquelas que possuem o reverso com alinhamento contrário ou invertido ao alinhamento original. Na prática, para saber se uma moeda tem este defeito, basta segurar a peça com a face em posição normal virada para você. Logo depois, basta girar de baixo para cima. 

Se o outro lado estiver de cabeça para baixo, estamos falando de uma moeda com reverso invertido, ou seja, uma peça valiosa. Vale frisar que qualquer item pode ser reverso invertido. Até mesmo centavos podem ter este tipo de defeito. Em todos os casos, a peça poderá valer mais. 

“Mas definir valor comercial à essas moedas é algo relativamente complicado, principalmente porque, como foram produzidas como erros durante o processo de cunhagem, não há registros da quantidade de moedas emitidas”, diz o especialista Plínio Pierry.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.