Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Cartel: O que estudar para o Enem e concursos

Compreende-se como cartel econômico, um acordo de cooperação entre empresas que buscam obter o controle de um mercado específico. 

Para isso, elas acabam tabelando preços e limitando a chegada de concorrentes. Para selar o cartel as companhias tomam ações juntas, formando uma parceria. 

A saber, o cartel pode impactar negativamente os consumidores, pois elas restringem e impossibilitam a oferta de produtos. 

O assunto poderá aparecer em provas de concursos da área financeira, administrativa entre outras. Assim como em vestibulares de todo país, tal qual o Enem. Por isso, fique ligado no assunto, acompanhe!

Práticas utilizadas por um Cartel

Algumas práticas realizadas pelos cartéis são bastantes comuns, selecionamos as principais delas que impactam diretamente o mercado:

  • Combinação de preços: Combinasse o preço para conseguir controlar o mercado e evitar a concorrência entre as empresas que participam do cartel
  • Manipular a oferta: A oferta de produtos e serviços acaba sendo manipulada
  • Divisão de clientes: Busca-se a divisão de clientes e mercados de atuação

O ponto principal do cartel é a união para acabar com a livre-concorrência. Dessa maneira, as empresas que fazem parte do pacto, conseguem lucros maiores e domínio sobre o mercado. 

Por isso, o cartel impacta negativamente o consumidor, tendo em vista que ele terá poucas opções de produtos. 

Como funciona?

A cartelização pode ocorrer quando poucas empresas atuam em um mercado, formando uma espécie de oligopólio.

Desse modo, as companhias acabam enxergando que a cooperação entre elas é mais vantajosa que a competitividade. Desse modo, elas acabam agindo em comum acordo, em uma espécie de monopólio. 

Dessa maneira, o cartel começa a monopolizar os preços e ditar as regras do mercado. Por isso, ele acaba manipulando preços e quantidades deixando os consumidores de mãos atadas ao mercado. 

Efeitos

Os cartéis são considerados uma prática econômica que desfavorece o mercado, como o truste e o dumping. Podemos destacar vários pontos negativos, veja!

  • Diminuem a liberdade de escolha dos consumidores 
  • Controlam os preços de mercado, podendo colocar preços abusivos
  • Limitam a oferta de produtos e serviços
  • Prejudicam a entrada de concorrentes no mercado
  • Impossibilita a inovação, assim como a criação de produtos e serviços com novas tecnologias e processos produtivos 
  • Perde-se a competitividade atingindo indiretamente a economia 

O que diz a legislação?

O cartel prejudica severamente os consumidores e por isso considera-se crime. No Brasil, os cartéis são fiscalizados pela CADE “Conselho Administrativo de Defesa Econômica” que faz parte do SBDC “Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência”. 

Vale dizer, que a formação de um cartel pode acarretar em pena de 2 a 5 anos de prisão. 

No entanto, as penas podem ser aumentadas em 50% caso a formação do cartel ocorra em produtos e serviços essenciais à vida, ou em situações que cause um grave dano à coletividade. 

Já no campo civil, a companhia que participa do cartel deverá pagar multa de até 30% do lucro obtido. 

Ademais, os responsáveis pelo cartel também podem estar sujeitos a pagar 50% da multa paga pela companhia.

E então, gostou de saber mais sobre o assunto?

Não deixe de ler também –  Monopólio: O que estudar para Enem e concursos públicos.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.