Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5 principais maneiras dos golpistas usarem seu cartão de crédito roubado

Com certeza é um choque quando você acessa a Internet ou recebe uma mensagem e descobre o cartão de crédito roubado. Ou melhor, que golpistas conseguiram fraudaram seus dados e clonaram seu cartão a fim de fazer compras indevidas. E agora, o que fazer?

5 maneiras com que golpistas usam o cartão de crédito roubado

Imagine acordar um dia e ver que foram feitas compras em seu nome sem o seu consentimento? Isso ocorre quando golpistas pegam um cartão de crédito roubado e executam uma série de transações financeiras pesadas que não são do conhecimento do dono dos dados. Assim, milhares de reais somem em um piscar de olhos.

Felizmente, hoje em dia os cartões de crédito têm proteções contra fraudes não oferecidas pelos cartões de débito. Contanto que você relate os problemas minuciosamente, estará coberto por essas cobranças fraudulentas.

Mas isso te faz se perguntar: como os ladrões conseguem cometer o crime e como eles podem ter usado um cartão de crédito roubado? Pois, acredite: essas fraudes são comuns e acontecem com mais frequência do que se imagina.

Abaixo, listamos as cinco formas mais corriqueiras com os quais os golpistas fazem essas transações. Fique atento para não cair no golpe também.

1.Uma maratona de compras

Os ladrões conseguem clonar as informações dos cartões de crédito de várias maneiras: colocando vírus em sites, comprando dados, etc. Assim eles têm as cópias dos detalhes de que precisam, partem para uma espécie de “maratona de compras”.

Conquanto, o tempo é fundamental para esse tipo de golpista, pois eles sabem que, assim que você perceber o que está acontecendo, ligará para a operadora e cancelará o cartão. Além disso, os cartões de crédito hoje em dia deixam de funcionar por conta própria, sabia?

Se os algoritmos do banco detectam atividades suspeitas, como compras de muitos itens de alto custo de uma só vez ou compras feitas fora do estado, o cartão é bloqueado. Portanto, para a sua própria segurança, nunca faça nada fora do costume sem antes comunicar à financeira.

Ademais, com o cartão de crédito roubado em mãos, os ladrões entram em sites que tenham uma variedade de produtos. Eles escolhem itens que podem vender facilmente com um bom retorno, como eletrônicos, roupas e bijuterias.

Os ladrões conseguem clonar as informações dos cartões de crédito de várias maneiras
Os ladrões conseguem clonar as informações dos cartões de crédito de várias maneiras – Foto: Canva Pro

Esses golpistas são rápidos como um relâmpago, uma vez que podem acumular milhares de reais em compras em menos de 30 minutos. No momento em que o cartão é cancelado, já se fez um bom trabalho. Infelizmente, as lojas e as operadoras do cartão raramente os pegam.

2.Saques em caixas eletrônicos

A maioria das pessoas presume que um cartão de crédito roubado não será usado para saques em caixas eletrônicos, pois exige-se uma senha. No entanto, dependendo de como o ladrão conseguiu seu cartão, ele consegue sacar tranquilamente.

Caso o criminoso tenha roubado sua carteira ou bolsa inteira, muitas vezes ele pode obter pistas do conteúdo. Afinal, dentro terá a carteira de identidade, que inclui sua data de nascimento, ainda uma senha comum usada por muitas pessoas, o endereço, etc.

Sua melhor defesa aqui é escolher senhas fortes. Se a sua senha ainda estiver comprometida, denuncie o roubo do cartão o mais rápido possível. Felizmente, você não ficará em prejuízo pelo dinheiro retirado, desde que possa provar que foi resultado de roubo.

3.Cartão de crédito roubado como parte da venda de informações em lote

Quando violam-se os detalhes do seu cartão, nem sempre é intenção do golpista usar as informações em mercadorias ou saques em dinheiro. Ladrões mais sofisticados coletam um grande número de cartões e, em seguida, vendem esses detalhes aos cibercriminosos como parte de um “lote de trabalho”.

Curiosamente, esses cibercriminosos definem o preço dos cartões de maneiras diferentes, dependendo da quantidade de informações fornecidas. Ganha-se pouco, se tiver simplesmente o número do cartão e a data de validade.

Esses cartões são vendidos por alguns reais, porque a chance de ganhar uma boa quantia de dinheiro é mínima. Se adicionar o código de segurança, o preço sobe. Se passar a senha, o preço é mais alto.

O preço mais alto vai para vendedores que podem fornecer dados adicionais, incluindo comportamentos de compra e detalhes de questões de segurança. Obviamente, uma vez que os cibercriminosos tenham as informações, eles as usam rapidamente ou as revendem novamente. O mercado negro de números de cartão é vasto.

4.Vales-presente com cartão

Uma forma simples de lavagem de dinheiro é os criminosos usarem o cartão de crédito roubado para comprar um grande número de cartões-presente de alto valor. Se você pensar bem, é a maneira mais simples de transformar um passivo em dinheiro vivo e frio.

O golpista entra em sites famosos e efetua a compra de diferentes valores de cartões-presente. Assim, essa será uma ótima maneira de comprar produtos e serviços de comerciantes sem levantar suspeitas, pois é algo “legal” tecnicamente.

Depois dessa compra, o criminoso tem todo o tempo do mundo para gastar os cartões, sem precisar se preocupar com o cancelamento. Se quiser, pode até vender para outra pessoa, porque esses cartões são 100% legítimos. Mesmo que o golpista receba apenas metade do valor nominal dos cartões-presente, é tudo lucro para ele.

5.Compras online

Os ladrões têm muitas opções quando se trata de comprar mercadorias online com um cartão roubado. Somente o golpista mais idiota realmente usará um cartão roubado para que uma TV de tela grande seja entregue em sua casa.

A maioria das pessoas presume que um cartão de crédito roubado não será usado para saques em caixas eletrônicos, pois exige-se uma senha
A maioria das pessoas presume que um cartão de crédito roubado não será usado para saques em caixas eletrônicos, pois exige-se uma senha – Foto: Canva Pro

Ao invés disso, o criminoso pode fazer com que os produtos sejam entregues em um endereço que ele saiba estar vago. Os bandidos geralmente usam um esquema de recebimento de correspondência, que é basicamente um serviço de reencaminhamento que impossibilita o rastreamento do destino final do produto. Eles também configuram um esquema intrincado de “triangulação” em sites de leilão, como o eBay.

Resumindo, engana-se quem acha que o cartão de crédito roubado está imune. Os golpistas não perdoam ninguém e qualquer um de nós está sujeito a ser vítima de uma quadrilha como essa. Para que isso não aconteça, compre sempre em sites oficiais e confiáveis, nunca passe suas informações para desconhecidos e se resguarde de todas as formas que puder.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.