Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Caixa ENCERRA pagamentos do auxílio emergencial após 7 meses

Chegou a vez dos trabalhadores nascidos em dezembro receberem a parcela do Auxílio Emergencial e que irá marcar o fim dos pagamentos do benefício social em 2021 após sete meses.

O benefício em 2021 foi pago para quase 40 milhões de famílias, sendo que 10 milhões estão inscritos no Bolsa Família e mais 5,3 milhões estão inscritos no Cadastro único do Governo Federal.

O depósito da sétima e que será a última parcela do Auxílio Emergencial terminou no último domingo, 31 de outubro com o pagamento para os trabalhadores informais e aqueles que estão inscritos no Cad Único. O benefício ao longo do ano teve pagamentos de R$ 150 até R$ 375, a depender da situação da família.

Como serão os depósitos da última parcela do Auxílio Emergencial?

O dinheiro, assim como nas outras parcelas, será depositado através das contas digitais, podendo ser movimentado livremente pelo app Caixa Tem. Para quem não quiser esperar as três semanas da fila até sacar o dinheiro em espécie, pode fazer um PIX para qualquer banco e receber o dinheiro em uma conta-corrente no mesmo minuto.

Após o pagamento dessa sétima parcela, os beneficiários vão deixar de receber pagamentos do Auxílio Emergencial. Os inscritos hoje no Bolsa Família serão migrados para o novo Auxílio Brasil, que será o novo programa social do Governo a partir do próximo mês.

O benefício em 2021 começou a ser pago em abril e houve uma prorrogação dos pagamentos que foi anunciada no mês de agosto. Desde então, muito se comentou sobre o Auxílio Emergencial prosseguir em 2022, porém o Governo acabou descartando.

Benefício em 2021 abrangeu um número menor de pessoas

Tivemos algumas mudanças para o pagamento do Auxílio Emergencial em 2021. Uma delas foi que apenas poderia receber o benefício quem já havia recebido os valores em dezembro de 2020.

A Caixa pagou ao todo 16 parcelas do Auxílio Emergencial entre 2020 e 2021. O benefício foi criado em abril do ano passado para ajudar a população mais vulnerável a não ser tão afetada pela pandemia de Covid-19, sendo que o Auxílio começou com valores de R$ 600 e R$ 1.200 para as mães solteiras.

O Auxílio a partir de setembro de 2020 teve um valor reduzido para a metade: R$ 300 e para as mães solteiras o pagamento foi para R$ 600. Em 2021, esse valor foi novamente reduzido.

Dados do Ministério da Cidadania revelam o quanto o benefício atingiu

De acordo com o Ministério da Cidadania, o Auxílio Emergencial atingiu 34,4 milhões no mês de outubro, sendo que 25 milhões não eram beneficiários do Bolsa Família e receberam o benefício por estarem inscritos no Cad Único.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu por várias oportunidades a flexibilização do teto de gastos para que pudesse financiar o novo programa, o que acabou gerando polêmicas e a demissão de 4 funcionários da pasta. O que irá acontecer é que o novo Auxílio Brasil dará continuidade ao que hoje é o Bolsa Família.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.