C6 Bank começa a enviar alerta nada aguardado por seus usuários

Nesta semana, o C6 Bank notificou os seus clientes por meio de mensagem sobre uma alteração importante que deve ocorrer nos próximos dias. No entanto, a notícia não agradou muito os clientes da fintech. 

Nesta semana, o C6 Bank notificou os seus clientes por meio de mensagem sobre uma alteração importante que deve ocorrer nos próximos dias. No entanto, a notícia não agradou muito os clientes da fintech.

Isso porque, de acordo com o anúncio, o banco digital vai passar a cobrar uma taxa de manutenção na conta de pagamento. Trata-se da conta direcionada apenas para transações de compra e venda, no débito. O C6 Bank confirmou a nova cobrança em uma resposta a uma cliente no Twitter.

De acordo com informações oficiais, as cobranças serão realizadas a partir do mês de abril. No entanto, os clientes ficarão isentos da taxa nas seguintes situações:

  • Ao gastarem acima de R$ 500 no cartão de débito ou crédito do C6 Bank;
  • Caso contratem um plano de aceleração de pontos do programa Átomos;
  • Ao contratarem o seguro do C6 Bank;
  • Ao contratarem um plano odontológico no C6 Bank;
  • Quem tiver mais de R$ 1 mil investidos no C6 Bank.

” C6 Bank decidiu mudar sua política de cobrança de tarifas apenas para parte dos titulares de conta pagamento. Os clientes com pouquíssimo relacionamento com o banco terão uma taxa de manutenção de R$ 4 ao mês. Clientes com utilização mínima de R$ 500 em cartões, contratação de serviços, seguros ou R$ 1000 em investimentos terão isenção dessa tarifa”, informou o banco digital.

Nubank pode liberar limite de até R$5 mil

Nubank é uma das maiores fintechs na América Latina. Os clientes do banco digital podem ter acesso a uma série de vantagens nos serviços ofertados, a ressaltar o cartão de crédito sem anuidade.

A saber, o cartão de crédito do Nubank é um dos mais requisitados atualmente no país. No entanto, a liberação do limite nem sempre agrada aos clientes, uma vez que o crédito pode ser bem abaixo do esperado.

Pensando nisso, o Nubank lançou uma ferramenta onde permite que parte do saldo da conta seja reservado para ser utilizado como crédito. Assim, o usuário que deseja realizar uma compra no valor de R$ 500, por exemplo, pode depositar o valor em sua conta e reservá-lo como limite.

Todavia, é válido ressaltar que o valor depositado na conta e utilizado como crédito fica indisponível para outros fins até que a fatura do cartão seja paga. Dessa forma, após a efetuação do pagamento, o valor é liberado para ser utilizado como o usuário desejar. Caso o pagamento não seja efetuado até a data de vencimento, o banco utilizará do saldo reservado para quitar a fatura.

Ademais, de acordo com o fintech, o cliente pode usar um saldo de até R$ 5 mil na função de construir limite no cartão de crédito. O cliente também consegue fazer compras nacionais e internacionais, tanto presencialmente como virtualmente.

Como utilizar a nova função do Nubank?

  1. Primeiramente, acesse o aplicativo Nubank;
  2. Entre no menu de cartões de crédito;
  3. Clique na opção “Ajustar limite”;
  4. Por fim, toque em “Reservar como limite” e informar o valor desejado.

Vantagens do novo serviço

A saber, a função pode ser muito útil para os clientes que não contam com crédito pré-aprovado, principalmente quando desejam realizar uma compra grande.

“Esse cartão funciona assim por um motivo simples: em vez de negar acesso a um cartão de crédito, estamos possibilitando que você construa um histórico de crédito com a gente: ao reservar um limite e pagar sua fatura por um tempo, nosso sistema pode fazer uma nova análise futura com base no seu comportamento e, com mais informações, te conceder um limite pré-aprovado”, explica o Nubank.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.