Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Brasileiros estão entre primeiros a serem vacinados contra a Covid-19 em Israel

A Vacinação contra Covid-19 em Israel iniciou e os primeiros a receber a vacina foram brasileiros. Além disso, o país fechou acordo com Pfizer para garantir mais de 8 milhões de vacinas. 

Contudo, a população israelita ainda é relutante em receber vacinas contra Covid-19. Assim, o governo pensa em medidas que auxiliará o processo de vacinação. Entenda mais sobre o assunto no artigo.

Covid-19 em Israel: Brasileiros receberão as primeiras vacinas 

A Vacinação do Covid-19 em Israel iniciou-se em 19 de dezembro. Sendo assim, parte da população já está recebendo as primeiras doses da vacina contra o coronavírus. Além disso, brasileiros estão entre os primeiros que receberam a proteção contra o vírus. 

Uma carioca e psicoterapeuta, foi uma das primeiras pessoas a serem vacinadas em Israel. Além dela, a equipe do instituto infantil na qual ela trabalha, recebeu doses para garantir a imunização. 

Israel encomendou quatro milhões de doses

Foram encomendadas mais quatro milhões de doses da vacina do Covid-19 em Israel. Afinal, para que ocorra uma maior eficácia é necessário que haja duas aplicações. Assim, o país já fechou acordo com a Pfizer para garantir mais 8 milhões de doses.  

O primeiro israelita a receber foi o primeiro-ministro. Além dele, o ministro da saúde também recebeu a dose da vacina. Assim, para garantir aprovação da população, foi realizado o processo por meio de transmissão ao vivo.

População luta contra vacina do Covid-19 em Israel

Segundo pesquisas locais, a população israelita está lutando contra a vacina do Covid-19 em Israel. Pensando em mudar essa opinião, o governo pretende criar medidas. Confira quais são: 

  • “Passaporte verde”: Pessoas vacinadas recebem e podem sair da quarentena;
  • Permitido a ida em locais públicos;
  • Não necessita-se testes do vírus para viagens. 

Contudo, a mídia de Israel, noticiou os problemas devido à campanha. Já que, a população está recebendo ligações de planos de saúde sobre a vacina. Assim, aumentou o medo sobre o uso do produto.

Governo de Israel

Com o avanço do vírus no país, líderes israelitas querem fazer um novo bloqueio nacional. Entretanto, muitas medidas estão acontecendo desde setembro. Inclusive, são elas:

  • Fechamento de hotéis; 
  • Restaurantes abertos apenas apenas na função de entregas ou de retirada;
  • Lojas e feiras com um horário de abertura menor.

O país teve cerca de 370 mil casos confirmados e um total de 3 mil mortes. Certamente, o Covid-19 em Israel vem preocupando líderes locais. Por certo, deve-se aumentar as medidas restritivas até finalizar a vacinação.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.