Bolsa Família: Governo bate martelo e anuncia pagamentos extras;

BOLSA FAMÍLIA: Governo bateu o Martelo e anunciou pagamentos EXTRAS; saiba quem pode receber

O Governo Federal continuará a pagar benefícios adicionais aos segurados do Bolsa Família em setembro. Isso vem acontecendo nos últimos meses, para felicidade dos beneficiários, que estão recebendo parcelas mais generosas do auxílio.

A saber, o Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda do país. Todos os meses, o governo realiza o pagamento do benefício à Caixa Econômica Federal, que fica responsável por repassar os valores devidos a todos os segurados do programa.

Aliás, o calendário de setembro do Bolsa Família já pode ser consultado pelos beneficiários. Em resumo, o repasse aos beneficiários acontece nos dez últimos dias úteis do mês, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) dos segurados. Assim, um novo grupo tem acesso ao benefício a cada dia útil.

Veja abaixo o calendário de pagamentos do Bolsa Família de setembro de 2023:

  • NIS de final 1: dia 18 de setembro (segunda-feira);
  • NIS de final 2: dia 19 de setembro (terça-feira);
  • NIS de final 3: dia 20 de setembro (quarta-feira);
  • NIS de final 4: dia 21 de setembro (quinta-feira);
  • NIS de final 5: dia 22 de setembro (sexta-feira);
  • NIS de final 6: dia 25 de setembro (segunda-feira);
  • NIS de final 7: dia 26 de setembro (terça-feira);
  • NIS de final 8: dia 27 de setembro (quarta-feira);
  • NIS de final 9: dia 28 de setembro (quinta-feira);
  • NIS de final 0: dia 29 de setembro (sexta-feira).

Em suma, o NIS permite ao Governo Federal identificar os cidadãos que recebem benefícios sociais no país. Portanto, é muito importante ficar atento aos documentos pessoais e à atualização dos dados, sempre que necessário, para que não haja risco de cancelamento do Bolsa Família.

Governo antecipa Bolsa Família em setembro

O governo federal confirmou a antecipação do pagamento do Bolsa Família a dois grupos de beneficiários em setembro. Os sortudos, que poderão acessar o valor antes da data definida, são os inscritos com o NIS de final 1 e 6. A propósito, em agosto, quem conseguiu receber antecipadamente foram os usuários com NIS de final 2 e 7.

Em síntese, o governo vem adotando a prática de antecipar os pagamentos definidos para as segundas-feiras. Assim, os beneficiários recebem o valor da parcela no sábado anterior à data, ou seja, dois dias antes do previsto no calendário oficial do Bolsa Família.

Seguindo essa lógica, os beneficiários com NIS de final 1, que teriam acesso ao auxílio na próxima segunda-feira (18), terão o direito de acessar o valor no próximo sábado (16), sem precisarem esperar que o fim de semana acabe. Então, caso você faça parte de um destes dois grupos de segurados, pode comemorar, que o Bolsa Família de setembro vai sair antes do programado.

Governo antecipa repasses do Bolsa Família para dois grupos de beneficiários em setembro
Governo antecipa repasses do Bolsa Família para dois grupos de beneficiários em setembro. Imagem: Agência Brasil.

Conheça os benefícios extras do Bolsa Família

Embora o governo ainda não tenha informado o valor que irá destinar ao Bolsa Família em setembro, os segurados já podem conferir quais são os benefícios adicionais que o Planalto vem pagando nos últimos meses. Como as famílias possuem características diferentes, cada beneficiário recebe um valor específico do Bolsa Família.

Em resumo, o programa possui diversos benefícios em sua composição que determinam qual será a parcela recebida pelos usuários. Isso acontece porque o governo tenta atender todos os segurados em suas particularidades, promovendo inclusão de todos os grupos.

Confira abaixo os benefícios do Bolsa Família:

1- Benefício de Renda de Cidadania

A regra garante o pagamento de R$ 142 para cada membro da composição familiar que esteja inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). Assim, o valor do benefício é multiplicado pela quantidade de indivíduos da família.

Por exemplo, uma família composta por cinco pessoas recebe R$ 710 por mês (R$ 142 x 5 = R$ 710). Caso haja dez pessoas, o valor da parcela chega a R$ 1.420 (R$ 142 x 10 = R$ 1.420). Isso mostra que o Bolsa Família pode pagar mais de um salário mínimo vigente (R$ 1.320), dependendo da composição familiar.

2- Benefício Complementar

Ao considerar o Benefício de Renda de Cidadania, as famílias unipessoais (compostas por um indivíduo) receberiam apenas R$ 142 no mês. Entretanto, o governo definiu a parcela mínima do Bolsa Família em R$ 600.

Para garantir o pagamento mínimo de R$ 600 a todos os inscritos, o governo federal complementa o valor do benefício a milhares de segurados. Isso acontece nas famílias compostas por até quatro pessoas, que teriam direito a, no máximo, R$ 568 (R$ 142 x 4 = R$ 568) no mês.

3- Benefício Primeira Infância

Desde março de 2023, o governo vem realizando o pagamento de R$ 150 por criança de até seis anos de idade. Portanto, as famílias que possuem crianças com sete anos incompletos estão recebendo esse benefício adicional, que ajuda a elevar o valor da parcela mensal do Bolsa Família.

4- Benefício Variável Familiar

O governo federal assegura o pagamento de um valor adicional de R$ 50 a crianças e jovens de sete a 18 anos, bem como a gestantes e lactantes integrantes da composição familiar.

5- Benefício Variável Familiar Nutriz

A partir deste mês de setembro, o governo vai pagar um adicional de R$ 50 para os indivíduos das famílias que possuem até sete meses incompletos. Dessa forma, as famílias terão um benefício a mais para aumentarem os cuidados com os bebês.

6- Benefício Extraordinário de Transição

Esse benefício tem como principal objetivo garantir que nenhum usuário do Bolsa Família receba uma parcela menor que o programa anterior (Auxílio Brasil).

Por fim, o repasses de todos esses benefícios ocorrem na mesma data de pagamento do Bolsa Família. Assim, os usuários que tiverem direito aos benefícios irão receber os valores conforme o calendário do principal programa social do país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.