Bolsa Família: Comunicado oficial para quem tem NIS1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 em maio

Bolsa Família: Comunicado oficial para quem tem NIS 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 em maio

Usuários que fazem parte do Bolsa Família precisam atentar para um novo comunicado para este mês e maio

O maior programa de transferência de renda do país, o Bolsa Família deve atender pouco mais de 20 milhões de pessoas neste mês de maio. Ao menos estas são as projeções do Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, que responde pelas liberações do benefício.

Para este mês de maio, o Bolsa Família deve passar por algumas atualizações. Por isso, é muito importante prestar atenção aos comunicados que foram realizados pelo Ministério. Assim, será mais fácil se livrar de possíveis problemas que poderão aparecer nas próximas semanas.

Quem recebe Bolsa Família em maio

De acordo com informações do governo federal, as regras de entrada para o Bolsa Família de maio seguem as mesmas. Para ter direto ao benefício, é preciso:

  • Ter uma conta ativa e atualizada no sistema do Cadúnico;
  • Ter uma renda per capita de até R$ 218.

Mesmo as pessoas que cumprem estas regras de entrada, precisam aguardar até que os seus nomes sejam selecionados pelo governo federal. A entrada de novos beneficiários depende necessariamente do espaço orçamentário disponível para cada mês.

Para saber se você está entre os selecionados para os pagamentos do Bolsa Família em maio, não é preciso sair de casa. Esta consulta pode ser realizada através do aplicativo oficial do próprio programa, que já está disponível para download para celulares Android e iOS.

Calendário de maio

Com dito, os pagamentos de maio do Bolsa Família serão retomados na próxima sexta-feira (17). Para saber o dia exato da sua liberação, é necessário se basear no final do Número de Identificação Social (NIS). Veja no calendário abaixo:

  • Usuários com NIS final 1: 17 de maio;
  • Usuários com NIS final 2: 20 de maio;
  • Usuários com NIS final 3: 21 de maio;
  • Usuários com NIS final 4: 22 de maio;
  • Usuários com NIS final 5: 23 de maio;
  • Usuários com NIS final 6: 24 de maio;
  • Usuários com NIS final 7: 27 de maio;
  • Usuários com NIS final 8: 28 de maio;
  • Usuários com NIS final 9: 29 de maio;
  • Usuários com NIS final 0: 31 de maio.

Adicionais do Bolsa Família

O governo federal também já definiu a lista com os adicionais que serão pagos dentro do sistema do Bolsa Família para este mês de maio. Veja abaixo:

  • Benefício de Renda de Cidadania (BRC): R$ 142 por pessoa da família;
  • Benefício Complementar (BCO): valor adicional para garantir um total mínimo de R$ 600 por família;
  • Benefício Primeira Infância (BPI): acréscimo de R$ 150 por criança de 0 a 7 anos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): acréscimo de R$ 50 para gestantes e crianças de 7 a 18 anos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): acréscimo de R$ 50 por membro da família com até sete meses de idade (nutriz);
  • Benefício Extraordinário de Transição (BET): pago em casos específicos para garantir valores anteriores ao programa Auxílio Brasil até maio de 2025.
Bolsa Família: Comunicado oficial para quem tem NIS1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 em maio
Pagamentos podem ser movimentados pelo Caixa Tem. Imagem: Reprodução

Complemento do Bolsa Família

Neste momento, membros do governo federal estariam estudando a possibilidade de criar um novo complemento para os pagamentos do Bolsa Família. A informação ainda não foi confirmada oficialmente, mas está sendo divulgada por veículos de imprensa.

De acordo com informações de bastidores, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria realizado o pedido de criação do complemento. Ele teria delegado esta missão para os ministros da Fazenda, Fernando Haddad (PT) e da Casa Civil, Rui Costa (PT). As duas equipes estão analisando as possibilidades neste momento.

“Isso vai ficar para semana que vem (disse Haddad na última semana), que é o que o presidente pediu (análise de algum benefício semelhante ao auxílio emergencial durante a pandemia). Na segunda temos que preparar os atos sobre o estado e na sequência faremos esse anúncio depois das equipes técnicas se entenderem sobre o formato do programa e submeterem ao presidente”, disse o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.