Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Auxílio Gás: quando benefício será pago?

Valor de 50% do botijão de gás é pago a cada 2 meses.

Os cidadãos que fazem parte do programa Auxílio Gás não irão receber a quantia durante este mês de maio.

Isto é, visto que o pagamento do programa ocorre a cada dois meses. Portanto, uma nova parcela só será disponibilizada pelo governo durante o mês de junho. 

Assim, todos os pagamentos do benefício assistencial de 2022 deverão ocorrer somente nos meses pares. Além disso, é importante lembrar que estes ocorrem nas mesmas datas de pagamento do Auxílio Brasil, programa de transferência de renda que substituiu o Bolsa Família. 

Calendário de pagamentos

Segundo o Ministério da Cidadania, pasta responsável pela coordenação dos programas sociais, ambos os benefícios terão o pagamento escalonado. Dessa maneira, os depósitos ocorrerão de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada participante. 

Assim, o calendário oficial de pagamento do Auxílio Gás para o mês de junho ficou da seguinte forma: 

  • 17 de junho: NIS de final 1; 
  • 20 de junho: NIS de final 2; 
  • 21 de junho: NIS de final 3; 
  • 22 de junho: NIS de final 4; 
  • 23 de junho: NIS de final 5; 
  • 24 de junho: NIS de final 6; 
  • 27 de junho: NIS de final 7; 
  • 28 de junho: NIS de final 8; 
  • 29 de junho: NIS de final 9; 
  • 30 de junho: NIS de final 0.

Durante último mês, então, o valor do benefício foi de R$ 51. Isto é, quantia que corresponde a 50% do preço médio do botijão de 13 kg de gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha.

Ademais, em abril, cerca de 5,39 milhões de famílias brasileiras participaram do programa, totalizando um investimento de R$ 275 milhões.

O benefício obteve a sanção presidencial em novembro do ano passado. Nesse sentido, tem como objetivo ajudar as famílias vulneráveis na aquisição do produto, que sofreu uma forte alta nos últimos meses.

Quem pode receber o Auxílio Gás?

Poderão participar do Auxílio Gás do Governo Federal os grupos familiares que se enquadrem nas seguintes situações:

  • Famílias que possuem inscrição no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). Portanto, estes devem ter, também, renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo, ou seja, R$ 606 atualmente; 
  • Grupos familiares que possuam entre seus membros algum participante do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Isto é, trata-se de programa que paga um salário mínimo (R$ 1212) ao idoso com mais de 65 e ao cidadão portador de deficiência que não possuem condições para prover o seu sustento e de sua família; 

Além disso, a lei que regulamenta o benefício também estabelece prioridades para incluir novas famílias. Nesse sentido, famílias que possuam mulheres vítimas de violência doméstica com medidas protetivas de urgência poderão receber antes.

Qual o valor do Auxílio Gás?

A cada dois meses, todos os beneficiários do programa possuem direito ao recebimento de 50% do valor médio do botijão de 13 kg do gás de cozinha.

Para a definição do valor da parcela, portanto, é necessário analisar as mudanças deste preço. Assim, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) disponibiliza a cada mês em seu site, a quantia média dos últimos seis meses referentes ao preço nacional do produto.

O valor do benefício durante o mês de abril foi de R$ 51, que acabou correspondendo a metade do preço médio do produto somente no estado do Rio de Janeiro. Portanto, este fato fez com que o programa sofresse críticas por diversos parlamentares e especialistas do setor econômico e social.

Veja também: Vale Gás não cobre metade do produto em alguns estados

O Auxílio Gás possui duração de 05 anos. Desse modo, como o seu pagamento ocorre bimestralmente, a previsão é que haverá um total de 30 parcelas do benefício.

Como receber o benefício?

Para participar do programa, o cidadão não precisará fazer nenhum tipo de inscrição. Basta estar dentro dos critérios que será selecionado de forma automática pelo Ministério da Cidadania.

Veja também: Como receber o Vale Gás em junho

O pagamento das parcelas do Auxílio Gás ocorre junto das parcelas do Auxílio Brasil. Nesse sentido, segundo o Ministério da Cidadania, os cartões e senhas para sacar os valores pagos pelo Auxílio Brasil também servem para o recebimento do Auxílio Gás.

O saque poderá ser feito nas casas lotéricas, nas agências físicas da Caixa Econômica Federal, nos correspondentes Caixa Aqui e também por meio da utilização do aplicativo Caixa Tem.

Além disso, é importante lembrar que a parcela do benefício possui validade de 120 dias. Assim, caso os valores não sejam movimentados dentro deste prazo máximo a quantia será devolvida à União.

Segundo a pasta responsável pela coordenação do programa assistencial, os cidadãos que possuem dúvidas sobre o benefício poderão consultar os aplicativos Caixa Tem ou Auxílio Brasil. Nestes, então, é possível ter acesso a diversas informações sobre o benefício, como calendário de pagamento e disponibilidade, por exemplo.

Maiores informações também poderão ser consultadas através de:

  • Atendimento da Caixa, disponível pelo telefone 111.
  • Atendimento do Ministério da Cidadania, que pode ser acessado pelo número 121.

Dividendos da Petrobras poderiam pagar quatro meses de Auxílio Brasil

Durante a última semana, a empresa de petróleo anunciou que no primeiro trimestre de 2022 obteve um lucro de R$ 44,561 bilhões. Isto é, cerca de 3718% maior do que o lucro obtido pela empresa no mesmo período durante o ano passado, quando a estatal apresentou um lucro de R$ 1,167 bilhão.

Com isso, a União receberá cerca de R$ 31,5 bilhões em dividendos que serão repassados pela Petrobras aos cofres públicos.

Nesse sentido, especialistas apontaram que o lucro que a União obteve com a Petrobras seria capaz de financiar todos os gastos do Auxílio Brasil por quatro meses.

Bolsonaro critica política de lucros adotada pela empresa

Durante encontro com apoiadores, o atual presidente desferiu críticas a políticas de lucros da Petrobras.

Ademais, recentemente, Bolsonaro fez um apelo público para que a estatal não reajustasse o preço dos combustíveis no país. Assim, o presidente entende o lucro obtido pela empresa poderia ser diminuído para que o Brasil não sofresse tanto com a elevação do preço dos produtos.

Dessa forma, o preço do gás de cozinha, por exemplo, sofreria influência desta mudança, o que tornaria o Auxílio Gás desnecessário. Contudo, alguns críticos e especialistas entendem que esta não é a causa do aumento de preços.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

2 Comentários
  1. Lucio Germano Ramos Diz

    Tudo Bem.

  2. Lucio Germano Ramos Diz

    0k.Tudo Bem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.