Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Auxílio Emergencial tem 5,3 milhões de elegíveis para o novo Bolsa Família

De acordo com informações do próprio Governo Federal, cerca de 5,3 milhões de usuários do Auxílio Emergencial têm chance de entrar no novo Bolsa Família

O Governo Federal começou na última semana os pagamentos do seu novo Auxílio Brasil. Para quem não sabe, esse é o programa que está substituindo o Bolsa Família já a partir deste mês de novembro. Só que neste primeiro momento, apenas os usuários que estavam no projeto anterior é que estão recebendo o dinheiro.

Estamos falando aqui de algo em torno de 14,5 milhões de brasileiros. São pessoas que já estavam no Bolsa Família até outubro passado. Todos eles entraram nesta primeira parcela do Auxílio Brasil de forma automática. Isto é, eles nem precisaram realizar qualquer tipo de cadastro para se inserirem no novo benefício.

Mas e os outros? O que acontece, por exemplo, com as pessoas que estavam no Auxílio Emergencial e que não estavam no Bolsa Família. Eles também poderão entrar no novo benefício? A resposta é sim. Mas para isso, eles terão que ter um cadastro ativo no Cadúnico. Pelo menos é o que se sabe.

Estima-se que o Auxílio Emergencial estava atendendo algo em torno de 29 milhões de pessoas que não faziam parte do Bolsa Família. Destes, apenas 5,3 milhões estão dentro do Cadúnico. Isso quer dizer que este é o contingente de indivíduos que estão elegíveis para o novo benefício.

Os outros também poderão entrar no Auxílio Brasil. Mas para isso eles precisarão entrar no Cadúnico também. A boa notícia é que não há um prazo para se fazer isso. De acordo com o próprio Ministério da Cidadania, o novo programa vai inserir novas pessoas todos os meses. Então quem não conseguir em dezembro pode seguir tentando depois.

Cadúnico não é garantia

Vale sempre lembrar que ter o nome do Cadúnico não é garantia de que o usuário vai conseguir entrar no Auxílio Brasil. Isso apenas significa que eles terão uma chance. É como se estar nesta lista fosse apenas uma inscrição.

Imagine portanto que o Governo ainda vai avaliar esses dados para definir quem vai poder entrar no novo programa em questão. Alguns irão conseguir fazer isso, e outros acabaram ficando pelo caminho. E isso não é mais segredo para ninguém.

Membros do próprio Governo Federal já estão confirmando que, no melhor dos cenários, o novo Bolsa Família só vai inserir mais 2,4 milhões de pessoas em dezembro. Os demais poderão seguir tentando depois, mas para 2022, muita gente vai acabar ficando de fora mesmo.

Estou no Cadúnico, mas não recebi Auxílio Emergencial

Os 5,3 milhões de brasileiros que estavam no Auxílio Emergencial e no Cadúnico não serão os únicos concorrentes às vagas do novo Bolsa Família. Quem está nesta lista e não recebeu o benefício também vai ter uma chance de entrar.

Em resumo dá para dizer que ter feito parte do Auxílio Emergencial não significa nada. O Governo vai olhar apenas quais são os nomes que estão no Cadúnico. Essa é portanto a principal porta de entrada no novo projeto.

Como dito, os pagamentos do novo Bolsa Família começaram ainda na semana passada. Estima-se que cerca de 14,5 milhões de brasileiros estejam recebendo o benefício. Os valores neste momento variam em torno de uma média de R$ 220 neste primeiro mês

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.