Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio Emergencial com prorrogação de R$600 tem discussões

A nova rodada do auxílio emergencial foi liberada, incialmente, em quatro parcelas com valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375 conforme a composição familiar. Porém, dois ou três meses serão adicionados ao período de vigência do benefício, sendo definido segundo o avanço da vacinação contra a Covid-19.

Considerando as declarações do ministro da Economia, Paulo Gudes, e o presidente da república, Jair Bolsonaro, a expectativa é que toda população adulta do país esteja vacinada até outubro, sendo assim, o governo pretende dá assistência aos cidadãos até que todos sejam devidamente imunizados.

Novas parcelas e valores

Como mencionado, o número de parcelas da prorrogação do auxílio emergencial se dará pela evolução do programa de vacinação no país. A intenção é que toda população adulta brasileira esteja vacina até o fim de setembro, logo, o benefício terá mais duas parcelas. No entanto, caso a vacinação se estenda até outubro, o auxílio terá mais três meses de vigência.

No que se refere aos valores concedidos na prorrogação, parlamentares defendem que o benefício pode ser liberado com um valor maior, equivalente a R$ 600. Entretanto, até o momento, a extensão do auxílio contará com os mesmos valores já em distribuição, de R$ 150 a R$ 375.

Além disso, com a promulgação da lei 14.171/21 no dia 11 de junho, chefes de famílias monoparentais podem receber o benefício de maneira retroativa, referente ao valor anterior do auxílio, R$ 600.

Essa lei foi estabelecida para restituir o pagamento de cotas duplas, que não foram distribuídas às famílias que tiveram conflito de informações sobre a guarda de filhos em comum e, devido a isso, receberam o valor incompleto do benefício.

Ademais, a medida também estabelece prioridade a cota dupla retroativa ao genitor feminino (mãe), mesmo que o pai tenha sido o primeiro a realizar o cadastro no sistema, alegando ser o provedor da família monoparental.

Veja também: Auxílio emergencial 2021: Calendário da 3º parcela e antecipação da 4ª

2 Comentários
  1. Rilck dieges amancio de araujo Diz

    Esse auxílio É uma vergonha , votei em Jair Messias bolsonaro mais esse valor que ele aplicou no auxílio é uma falta de respeito aos cidadãos brasileiros tendo em vista que esse dinheiro usado para pagar ao cidadões vem da própria população brasileira com os pagamentos dos impostos que por sinal é um dos mais caros do mundo.

  2. Rodrigo Gatto passeti Diz

    Só papo isso é uma vergonha esse auxílio muitos estão desempregados e só sabem quando vão voltar atrapalhar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.