Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.8/5 - (6 votes)

Auxílio Brasil: Bolsonaro sinaliza que manterá valor de R$ 600 em 2023

Presidente disse em entrevista que poderá manter o valor do Auxílio Brasil na casa dos R$ 600 caso seja reeleito em outubro

Em entrevista para a emissora CNN Brasil na noite desta terça-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o aumento no valor do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600. Pela primeira vez, o chefe do executivo declarou que poderá manter o depósito do programa na casa dos R$ 600 também em 2023, caso seja reeleito este ano.

“Manteremos o Auxílio Brasil no valor de R$ 600 em 2023 dentro da responsabilidade fiscal”, disse o presidente na entrevista que foi concedida no Palácio do Alvorada. Pelas regras gerais atuais, o Auxílio Brasil no patamar de R$ 600 está confirmado apenas até o final deste ano de 2022. Logo depois, não há mais previsão dos pagamentos.

Ao dar a declaração, Bolsonaro busca fornecer uma resposta para as mais recentes críticas da oposição. Parlamentares de esquerda batem na tecla de que a PEC dos Benefícios prevê as liberações turbinadas do Auxílio Brasil apenas até pouco depois das eleições deste ano. Eles acusam o Governo Federal de realizar uma espécie de “estelionato eleitoral”.

A declaração de Bolsonaro é dada alguns dias depois de o seu principal opositor na disputa presidencial, o ex-presidente Lula (PT) afirmar algo semelhante. Durante um evento de pré-campanha, o petista criticou a PEC dos Benefícios e classificou o documento como “eleitoreiro”. Contudo, ele também disse que manterá o Auxílio de R$ 600 caso seja eleito em outubro.

Os pré-candidatos ainda não explicaram de fato como manterão o programa com o mesmo patamar turbinado. Segundo as regras legislativas, eles teriam que apresentar uma fonte de custeio para pagar a diferença. Outra opção seria acabar ou ao menos flexibilizar o teto de gastos públicos, como Bolsonaro está fazendo agora.

Antecipação

Nos últimos dias, o Governo Federal vem confirmando uma informação de bastidor de que o calendário do Auxílio Brasil será oficialmente antecipado. Nos últimos meses, os pagamentos aconteciam sempre na segunda quinzena de cada mês.

A partir de agosto, a lógica mudará, com as liberações acontecendo sempre no início de cada mês. Ainda não há uma confirmação de datas. Segundo informações da emissora CNN Brasil, o Planalto estaria em dúvida entre os dias 5 e 9 de agosto, para marcar o início dos repasses.

O Ministério da Cidadania explica que as mudanças acontecerão apenas a partir de agosto. Para este mês de julho, segue valendo o calendário antigo. Qualquer mudança nesse sentido, será informada com antecedência para os usuários.

Portaria do Auxílio Brasil

Na manhã desta quarta-feira (20), o Governo Federal publicou uma portaria no Diário Oficial da União (DOU). Trata-se do texto que confirma o aumento no valor do Auxílio Brasil dos atuais R$ 400 para R$ 600.

O mesmo documento também confirma a elevação dos depósitos do vale-gás nacional. Até aqui, o programa pagava uma média de R$ 50 por família. A partir do próximo mês de agosto, os repasses serão de R$ 120 a cada dois meses até o final do ano.

Outros projetos aprovados dentro da PEC dos Benefícios ainda carecem de regulamentação por parte do Ministério do Trabalho. São os casos do Pix Caminhoneiro de R$ 1 mil, e do auxílio-taxista, que ainda não tem um valor definido.

3.8/5 - (6 votes)
2 Comentários
  1. Andrea Diz

    Somente doido votará no Bolsonaro!!!! Um presidente que trouxe para o Brasil a fome, o desemprego, desrespeito as vítimas do covid-19 com um desprezo enorme por uma pandemia que ceifou a vida de milhares de brasileiros.

  2. Vanuza Diz

    A agora ele pode dar auxilio so porque e ano de eleicao,na pandemia muitos passaram fome nececidade e ele questionava que se desse ia quebra o País.como pode ser tão ridiculo esse presidente ,sinto vergonha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.