Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (3 votes)

Auxílio 2021 compra meio bife, meio copo de leite e três colheres de arroz

Mesmo ainda sem o controle da pandemia da Covi-19, pelo contrário na segunda onda  e o registro de mais de 300 mil mortos, o governo federal diminui os valores das parcelas do auxílio emergencial 2021. Isso “se refletirá no agravamento da crise econômica e social”, destaca o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O alto de nível de desemprego também é uma realidade em um país que enfrenta drásticas quedas na economia. O novo valor do auxílio emergencial 2021 deve ser reduzido no cenário de aumento também “da informalidade, dos preços, particularmente dos alimentos, das contas públicas e dos gás de cozinha”.

Outro ponto destacado pelo Dieese, se não o principal e mais problemático, é a comparação do novo auxílio emergencial e o valor da cesta básica que “revela o quanto o montante é insuficiente”.

Na primeira fase do programa, o valor do auxílio foi de R$ 600. De acordo com o Dieese este valor poderia garantir, ao menos, um nível mínimo de segurança alimentar, o que mudou agora com este novo valor previsto para o auxílio 2021. 

A conta não fecha também no cenário, que antes a cesta básica nas capitais estava acima de R$ 500, agora o valor está ainda mais alto e ultrapassa R$ 600.

“Auxílio da fome”, diz Dieese

O novo valor do auxílio 2021 deixa a desejar e, de acordo com os cálculos do Dieese, o poder de  compra de uma família com dois adultos e duas pessoas está reduzido. Será possível comprar apenas com o dinheiro menos de meio bife por dia, menos de meio copo de leite, uma concha e meia de feijão e três colheres de arroz. Mais um tomate, meia batata e um pão e meio. E uma banana.

“Como facilmente se conclui dos dados, o novo auxílio não terá a menos condição de garantir segurança alimentar”, diz o Dieese. “Por isso, pode-se considerar que este auxílio é de fome”, completa.

O Dieese ainda alerta para uma questão histórica que gerou a necessidade de um grupo especifico. “O grande número de pessoas que precisou desta proteção está diretamente ligado ás escolhas econômicas e políticas dos últimos anos: baixo crescimento, forte desregularão dos direitos trabalhistas, redução dos serviços públicos e desestruturação do mercado de trabalho e de políticas de transferência de renda em nome de medidas neoliberais”, alerta.

5/5 - (3 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

4 Comentários
  1. Priscila Diz

    Vcs querem que eu tenha um enfarte porque só de ver o nome auxílio emergencial meu coração vai a milhão eu não recebi nem a primeira vocês vem falar de sexta

  2. Luiz carlos Diz

    O cidadão comem meio bife e tomam meio copo de leite por dia, isso dar pra sobreviver? ” Enquanto o governo tem salário e auxilio sapato, auxilio moradia, auxilio paletó, auxilio disso auxilio da quilo”custo dos dinheiro que sair do bolso dos brasileiros trabalhadores. Ai dão essa mixaria de 150 reais e sai aumentando tudo. Gás de cozinha, carne, alimentos, e etc. Isso e uma vergonha pra o governo Brasileiro. Ops !!!vergonha nao pq eles nao tem, nao sao ele que estao sem o dinheiro pra comprar e tem auxilio de tudo né.

  3. Rosilane Diz

    Receber as mensagens do auxílio do meu irmão

  4. Decepcionada. Diz

    Que governo…????🧐🧐🧐🧐.
    Governo pelo pouco que entendo 🤔🤔🤔🤨… É a quele que CUIDA DO SEU “POVO”.
    MÁS ESSE GOVERNO, CUIDA DELES MESMOS.
    GOSTARIA MUITO DE VER A PRIMEIRA DAMA, COM SEU “PRESIDENTE”.. HÁ!!! DIGO ESPOSO, FAZER UMA FEIRA PRÁ SUA FAMÍLIA COM ESSE VALOR; HÁ!! E JUNTO O SENHOR MINISTRO DA ESMOLA”ESMOLA”…. DIGO”ECONÔMICA”!!.👌🏾
    PALHAÇADA 🧐🧐🧐🤨🤨😠😠😠😠😤😤😤.
    ÀS ELEIÇÕES VÊM AÍ…. LEMBREM-SE.
    BRASILEIRO TÊM MEMÓRIA SIM!, ASSIM COMO SENTE FOME…!!!🧐🧐🤨🤨😠😠😤😤,OK!👌🏾👌🏾👌🏾👌🏾

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.