ALERTA: veja como evitar que dinheiro do Bolsa Família seja devolvido ao governo

ALERTA: veja como evitar que dinheiro do Bolsa Família seja devolvido ao governo

Em alguns casos, dinheiro pago pelo Bolsa Família pode ser devolvido ao governo federal. Veja como evitar problema

Ao todo, pouco mais de 20 milhões de pessoas estão aptas ao recebimento do Bolsa Família do governo federal. De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, este é o maior programa de transferência de renda da história do país.

Até mesmo por isso, quem está dentro do projeto social normalmente teme uma exclusão. Afinal de contas, mesmo que o saldo não seja dos maiores, ele já ajuda no processo de pagamentos de contas, e até mesmo na compra de itens básicos de alimentação, higiene pessoal e limpeza.

Nos últimos meses, um tema vem preocupando o governo federal. Várias pessoas estão tendo o dinheiro retomado pelo poder executivo. Isso significa que depois de o pagamento ser realizado na conta do usuário, o saldo volta aos cofres públicos e a conta é desativada.

Por que a devolução acontece?

Mas afinal de contas, por que o dinheiro do Bolsa Família pode ser retomado em alguns casos? De acordo com as informações oficiais, este movimento ocorre apenas quando se percebe uma falta de movimentação da quantia. Neste caso, o poder executivo pode entender que aquela determinada família não tem interesse no valor.

A situação é ainda pior quando se sabe que além da devolução da parcela específica, a família também corre o sério risco de ter o benefício bloqueado ou cancelado. Por isso, é muito importante tomar cuidado para não ter o seu dinheiro retomado do governo.

Como evitar o retorno?

A boa notícia é que não é muito difícil se livrar deste problema. De acordo com informações do governo federal, o cidadão pode evitar a devolução realizando a movimentação do dinheiro dentro do prazo exigido de 120 dias, ou seja, quatro meses.

Essa contagem começa a valer a partir da data de pagamento do benefício para o seu grupo. Quem tem Número de Inscrição Social (NIS) final 8, por exemplo, recebe o Bolsa Família nesta sexta-feira (26). Eles precisam movimentar a quantia em até 120 dias a contar da data de hoje.

Isso não significa que eles precisam usar todo o dinheiro dentro desta janela de tempo. Basta uma pequena movimentação para que o governo federal entenda que este grupo de pessoas precisa do saldo. Neste caso, o dinheiro não será devolvido.

ALERTA: veja como evitar que dinheiro do Bolsa Família seja devolvido ao governo
Bolsa Família pode ser movimentado pelo Caixa Tem. Imagem: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Como movimentar o Bolsa Família

Não é preciso sair de casa para movimentar o dinheiro do Bolsa Família. Segundo a Caixa Econômica Federal, a movimentação pode acontecer de maneira remota através do aplicativo Caixa Tem. Esta aplicação é gratuita e está disponível para download em celulares Android e iOS.

Através do Caixa Tem, é possível:

  • Pagar contas;
  • Transferir saldos para outros bancos;
  • Fazer um Pix;
  • Gerar um código para saques em caixas eletrônicos, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.

Também existe a possibilidade de movimentar o dinheiro do benefício através dos cartões do Bolsa Família e do Auxílio Brasil. Ao contrário do que muita gente imagina, estes dois dispositivos seguem válidos, desde que estejam em bom estado de conservação.

Pagamentos do Bolsa Família

Em abril, os pagamentos do Bolsa Família foram iniciados no último dia 17 e devem seguir até o dia 30. Assim como ocorreu nos meses anteriores, o cidadão deve se basear no final do seu Número de Identificação Social (NIS) para saber quando poderá receber o saldo em sua conta.

Abaixo, você pode conferir o calendário detalhado dos pagamentos de abril do Bolsa Família:

  • Usuários com NIS final 1: 17 de abril;
  • Usuários com NIS final 2: 18 de abril;
  • Usuários com NIS final 3: 19 de abril;
  • Usuários com NIS final 4: 22 de abril;
  • Usuários com NIS final 5: 23 de abril;
  • Usuários com NIS final 6: 24 de abril;
  • Usuários com NIS final 7: 25 de abril;
  • Usuários com NIS final 8: 26 de abril;
  • Usuários com NIS final 9: 29 de abril;
  • Usuários com NIS final 0: 30 de abril.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.