Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

A Crise do Sistema Prisional Brasileiro: um resumo

Esse tema vai cair na sua prova!

A Crise do Sistema Prisional Brasileiro: tudo o que você precisa saber

Todos nós sabemos que o sistema prisional brasileiro sofre com uma série de problemas, os quais ocasionam uma crise generalizada no mesmo.

Dessa forma, não é de se surpreender que esse tópico seja tão abordado pelas principais provas do país, tanto na forma de questões de atualidades e geografia como também no formato de tema de redação.

Assim, para que você se prepare de forma adequada para o seu exame, o artigo de hoje separou um resumo com alguns tópicos relevantes sobre a crise do sistema prisional brasileiro. Vamos conferir!

A Crise do Sistema Prisional Brasileiro: população carcerária 

Você sabia que o Brasil possui uma das maiores populações carcerárias do mundo?

Isso mesmo. Só ficam à nossa frente em termos de população carcerária a China e os Estados Unidos. O Brasil, em números absolutos, ocupa o terceiro lugar no mundo em número de presos,  mantendo em suas prisões cerca de 812 mil detentos. 

Dados apontam que a população carcerária no Brasil cresce mais de 8% ao ano, contribuindo para a superlotação dos presídios.

Com mais de 1500 unidades penitenciárias ativas, a capacidade prisional deveria ser  de 420 mil vagas. Assim, por meio dos números observados, podemos perceber  que podem existir grandes problemas no sistema. 

Ainda, devemos analisar também os custos com o sistema prisional e sua crise. As prisões superlotadas causam ao governo despesas de mais de 15 bilhões de reais ao ano.

Caso o governo decidisse acabar com o problema da superlotação, o investimento deveria ser de pelo menos 5 bilhões por ano.

A Crise do Sistema Prisional Brasileiro: educação 

Enquanto um aluno matriculado regularmente em escolas do governo custa aos cofres públicos cerca de R$2.800 ao ano, um detento às custas do Estado custa algo como 20 mil reais ao ano. 

Assim, melhor seria dar estudo do que prisão, tanto do ponto de vista social como do ponto de vista financeiro.

A Crise do Sistema Prisional Brasileiro: pode cair no ENEM

Nós podemos também pensar em possíveis soluções para resolver o problema da crise que o sistema prisional, principalmente se o tema aparecer dentro da prova do ENEM.

Podemos citar, por exemplo: investimentos do Estado, educação de qualidade, programas de ressocialização, entre outros. 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.