Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

6 questões para estudar sobre o espaço

Astronomia e exploração espacial são tópicos que realmente fazem as pessoas pensarem sobre mundos distantes e galáxias distantes.

Observar as estrelas sob um céu estrelado ou navegar na web olhando imagens de telescópios sempre desperta a imaginação.

Mesmo usando um telescópio ou um par de binóculos, os astrônomos podem ter uma visão ampliada de tudo, desde mundos distantes até galáxias próximas. E esse ato de observar as estrelas estimula muitas perguntas.

Confira cinco questões importantes para estudar sobre o espaço.

Como o universo começou?

O universo começou há cerca de 13,7 bilhões de anos em um evento chamado Big Bang.

Não foi uma explosão (como muitas vezes é retratado em algumas obras de arte), mas mais uma expansão repentina de um minúsculo ponto de matéria chamado singularidade.

Desde aquele início, o universo se expandiu e se tornou mais complexo.

Onde o espaço começa?

A resposta padrão para viagens espaciais a essa pergunta coloca a “borda do espaço” a 100 quilômetros acima da superfície da Terra.

Essa fronteira também é chamada de “linha de von Kármán”, em homenagem a Theodore von Kármán, o cientista húngaro que a descobriu.

Do que é feito o universo?

Essa é uma daquelas perguntas que tem uma resposta que expande bastante a mente. Basicamente, o universo consiste em galáxias e nos objetos que elas contêm: estrelas, planetas, nebulosas, buracos negros e outros objetos densos.

O universo primitivo era basicamente hidrogênio com um pouco de hélio e lítio, e as primeiras estrelas se formaram a partir desse hélio.

À medida que evoluíram e morreram, eles criaram elementos cada vez mais pesados, que formaram estrelas de segunda e terceira geração e seus planetas.

Será que o universo vai acabar?

O universo teve um início definido, denominado Big Bang. Seu final é mais como uma “expansão longa e lenta”.

A verdade é que o universo está morrendo lentamente à medida que se expande e cresce e esfria gradualmente.

Levará bilhões e bilhões de anos para esfriar completamente e interromper sua expansão.

Quantas estrelas podemos ver à noite?

Isso depende de muitos fatores, incluindo o quão escuro está o céu. Em áreas poluídas pela luz, as pessoas veem apenas as estrelas mais brilhantes e não as mais fracas.

Lá fora, no campo, a vista é melhor. Teoricamente, a olho nu e em boas condições de visão, um observador pode ver cerca de 3.000 estrelas sem usar um telescópio ou binóculo.

Que tipos de estrelas existem?

Os astrônomos classificam as estrelas e atribuem “tipos” a elas. Eles fazem isso de acordo com suas temperaturas e cores, juntamente com algumas outras características.

De modo geral, existem estrelas como o Sol, que vivem bilhões de anos antes de inchar e morrer suavemente.

Outras estrelas mais massivas são chamadas de “gigantes” e geralmente são de cor vermelha a laranja.

Também existem anãs brancas. Nosso Sol está devidamente classificado como uma anã amarela.

E então, curtiu conhecer esse conteúdo?

Não deixe de ler também – 11 fatos para estudar sobre o Planeta Terra

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.