Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5 fatos sobre as mulheres no mercado de trabalho

Confira os dados para aprimorar a sua argumentação em discussões sobre o tema

Felizmente, a participação das mulheres no mercado de trabalho cresceu ao longo dos anos, segundo dados levantados pela OIT – Organização Internacional do Trabalho.

Em contrapartida, as mulheres têm menos chances de participar do mercado de trabalho do que os homens. Além disso, as chances de caírem no desemprego são maiores nos quatro cantos do mundo.

Trata-se de um tema atual que pode ser cobrado nos vestibulares do país todo, assim como no Enem. Desse modo, resolvemos listar cinco fatos sobre o assunto que podem 

Às mulheres trabalham mais horas semanais

Isso em comparação com a jornada masculina. Estima-se que as mulheres trabalham três horas a mais que os homens semanalmente. Além disso, se colocarem as atividades domésticas e cuidados com os filhos, geralmente destinados às parceiras, é possível que o número aumente bem mais. 

Poucos cargos de liderança

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, as mulheres ocupam somente 37% dos cargos de direção. Além disso, em comitês executivos de grandes empresas elas representam apenas 10% dos cargos. 

Possuem melhor escolaridade

Ainda segundo dados do IBGE divulgados em 2018, 61,2% das trabalhadoras possuíam ensino médio completo, já os trabalhadores homens 53,2%. 

Tomando por base a população a partir de 25 anos com ensino superior completo em 2016, as mulheres somam 23,5%, e os homens, 20,7%. Quando se comparam os dados com homens e mulheres de cor preta ou parda, os percentuais são bastante inferiores: 7% entre os homens e 10,4% entre mulheres.

Mesmo assim, elas ainda enfrentam desigualdade no mercado de trabalho em relação aos homens.

Diferença salarial

O IBGE através de um estudo também levantou a diferença salarial entre homens e mulheres. Em conclusão, notaram uma queda na desigualdade salarial entre os anos de 2012 e 2018.

Porém, as mulheres trabalhadoras, recebem em média 20,5% menos que os homens no Brasil. 

Mulheres estão em maioria nos trabalhos informais

Para se ter uma ideia, de acordo com dados da OIT – Organização Mundial do Trabalho, a informalidade representa 20% do trabalho masculino e 42% do trabalho feminino. 

Devido toda essas discrepância, surgiram diversos movimentos sociais que lutam pelos direitos das mulheres com o objetivo de diminuir a desigualdade de gêneros. 

Muitos desafios estão em jogo, principalmente quando parte da população ainda vive sob intenso preconceito e discriminação.

E então, você sabia de todos esses dados sobre as mulheres no mercado de trabalho?

O assunto pode surgir em questões interpretativas de vestibulares. Além disso, pode até cair na redação. Portanto aproveite para estudá-lo mais a fundo.

Leia também – 4 livros indispensáveis escritos por mulheres

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.