Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Polícia Federal impede fraude em concurso do TRT MS; três envolvidos são presos

A Polícia Federal (PF) deflagrou no último domingo, 26 de março, a Operação Gabarito com objetivo de coibir a prática de fraude no concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Mato Grosso do Sul (Concurso TRT MS). O certame foi realizado para os cargos de técnico e analista, que tem requisito de ensino médio e superior.

Materiais eletrônicos são apreendidos. Foto: Assessoria PF

Eles foram detidos na Operação Gabarito, deflagrada pela PF após uma denúncia anônima de que um dos membros do esquema iria alegar problemas de saúde para deixar o local no início da prova enviaria as perguntas do concurso para membros do grupo em Brasília, que repassariam para outros envolvidos. Por meio de ponto eletrônico estes membros responderiam as questões e repassar aos outros envolvidos. Diante disso, agentes da PF foram aos locais de prova disfarçados e, logo no começo da prova, um candidato pediu para deixar o local do certame alegando problemas de saúde. Segundo a PF, o candidato pretendia trocar a prova por um simulado, entregando o simulado aos fiscais do concurso, e levando com isso as perguntas oficiais do concurso.

Quarto hotel em Brasília

Os agentes, então, acompanharam o suspeito e o abordaram em um quarto de hotel em Brasília onde estavam outros dois envolvidos com equipamentos eletrônicos para repassar as perguntas. À PF, eles informaram que pagaram R$ 6.000,00 (seis mil reais) para obter as respostas.

Todos os membros do grupo eram de Alagoas. Os três foram detidos e indiciados pela Polícia Federal por formação de quadrilha e por fraudar a credibilidade do concurso público. “Até o presente momento, acredita-se que a atuação da PF evitou que esta quadrilha obtivesse sucesso em fraudar o certame”, diz a nota da Polícia Federal.

O Concurso TRT MS

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial desta segunda-feira, 05 de dezembro, o certame visa o preenchimento de uma vaga efetiva, além da formação de cadastro reserva nos cargos de Técnico e Analista Judiciário, com exigência de nível médio e superior. A Fundação Carlos Chagas (FCC) coordenará o certame.

O Concurso do TRT MS contou com vagas para Técnico Judiciário – Área Administrativo, cuja exigência é de nível médio completo. Haverá oportunidades também para Técnico de Segurança e Transporte, com requisito de nível médio, além de Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria D ou E. Por fim, os candidatos poderão concorrer a função de Analista nas especialidades Judiciária, Administrativa e Oficial de Justiça Avaliador Federal, com requisito de nível superior. As oportunidades para área Judiciária contará com vagas para as especialidades de Contabilidade, Tecnologia da Informação, Biblioteconomia, Engenharia e Medicina.

Os salários oferecidos pelo certame chegam a R$10.119,93 para Analista, com exceção da especialidade de Oficial de Justiça – Avaliador Federal, cujo salário chega a R$11.822,80. Já o nomeado na função de Técnico contará com remuneração de R$ 6.167,99, com exceção da especialidade Segurança e Transporte, que tem salários de R$ 7.205,87.

*Com informações do Correio Web

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?