Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Polícia Civil MG: Governador autoriza o chamamento de 425 investigadores


Excelente notícia para os aprovados no último concurso público para investigador da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Concurso PC MG), realizado em 2014. O governador do Estado, Romeu Zema, autorizou o chamamento de nada menos que 425 excedentes, conforme documento publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 04 de julho.

A convocação dos excedentes só foi possível após aprovação da Câmara de Orçamento e Finanças (COF). Além disso, foi necessária uma nota técnica da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) para legitimar o ato, conforme prevê o texto da Lei de Responsabilidade Fiscal.

A diretora da Academia de Polícia Civil (Acadepol), delegada-geral Cinara Liberal, falou sobre o processo de convocação. “Eles farão o curso técnico de formação policial, que tem duração prevista de quatro meses. Após a conclusão, os policiais serão designados para atuar em unidades determinadas pela Superintendência de Investigação de Polícia Judiciária (SIPJ). Os melhores colocados escolhem em qual das delegacias relacionadas pela SIPJ querem servir”, disse.

Os aprovados podem ser lotados em Barbacena, Curvelo, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Lauras, Montes Claros, Patos de Minas, Pouco Alegre, Poços de Caldas, Unaí, Uberaba, Uberlândia, além da capital, Belo Horizonte.

O chefe da corporação, Wagner Pinto de Souza, também falou sobre o processo de convocação dos novos aprovados. “A chegada dos investigadores vai contribuir para intensificarmos o combate à criminalidade violenta. A redução dos crimes violentos é uma das principais metas da nossa gestão. Assim, conseguiremos aumentar a sensação de segurança da população”, disse.

O concurso de Investigador da Polícia Civil-MG foi divulgado em 2014 com oferta de 1.000 vagas para Investigador. Com salário de R$2.766,94, o cargo exigiu nível superior em qualquer área. Os aprovados são contratados sob regime estatutário.

topapostilas.com.br

Concurso Polícia Civil PC MG: corporação estuda abrir edital para nível médio e superior

Polícia Civil do Estado de Minas Gerais pode abrir um novo edital de concurso público (Concurso PC MG 2019) em breve. A corporação começou os estudos técnicos para verificar se é viável abrir editais para cargos policiais e administrativos. O objetivo, conforme informações da instituição, é abrir vagas para médico-legista, perito criminal, analista e técnico administrativo, as mesmas carreiras do concurso público realizado em 2013. As informações foram passadas ao site Folha Dirigida.

Ainda segundo informações da Polícia Civil, os estudos para o novo concurso observam os parâmetros da Lei de Responsabilidade Fiscal. Ainda não há uma previsão para abertura do concurso público.

Para concorrer ao cargo de Médico Legista, o candidato deverá ter nível superior completo em Medicina. O salário inicial do cargo é de R$8.874,60.

A carreira de Perito Criminal também exige nível superior. O salário inicial é de R$8.874,60.

O cargo de Analista da Polícia Civil requer nível superior e, a depender da área, pode exigir especialização. O salário é de R$2.782,16. Para carreira, as vagas podem ser distribuídas entre várias áreas, como Ciências Contábeis, Direito, Estatística, Tecnológica, Biblioteconomia, Cerimonial, de Relações Públicas, de Informação, de Comunicação, Gestão, Logística, de Engenharia e Arquitetura, Educação, Saúde e Psicossocial.

O cargo de técnico exige nível médio completo ou nível médio/técnico. A remuneração inicial é de R$1.530,18.

A Polícia Civil precisa da abertura de um novo concurso público urgente. A corporação conta com pouco mais da metade do pessoal necessário. A previsão legal é que Minas Gerais tenha 17.517 policiais civis. No entanto, o Estado conta com apenas 9.902 servidores, o que reflete em um déficit de 7.615 profissionais, 43% do efetivo.

Leia Também:

top planilha
1 comentário
  1. Bel silva Diz

    Chamar excedentes de concurso de 2014? Isso está dentro das regras da administração pública? Esse concurso está vencido. O máximo de homologação é de 4 anos. Muito estranho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.