Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Reino Unido deve permitir mistura de duas vacinas para Covid-19 em raras exceções

O Reino Unido pode permitir a mistura de duas vacinas diferentes contra o coronavírus. Contudo, somente em situações de urgência. Por outro lado, o número de mortos no país já chegou a 74.000.

Esse país é o segundo colocado na lista de mortalidade na Europa. Portanto, na sua campanha de vacinação, o governo tomou uma medida diferente. Porque, permitiu a mistura de duas vacinas, em algumas situações.

Para saber quando essa exceção será aplicada, acompanhe esse artigo. Dessa forma, saiba como anda a vacinação nesse país europeu. Por fim, veja as últimas notícias logo a seguir.

Misturar vacinas traz mais resultado?

Recentemente, o Reino Unido lançou essa ideia. Porém, apenas como último recurso. Portanto, caso seja necessário, eles pretendem fazer a mistura de duas vacinas distintas.

Vale ressaltar que não há indícios de que mesclar dois imunizantes tornará a vacina mais eficaz. Ou que irá prolongar sua imunização. 

Essa proposta diferente apenas seria administrada se a primeira vacina acabasse. Então, adota-se apenas em caso de indisponibilidade do imunizante. Ou se houvesse apenas um produto desconhecido.  

A chefe de vacinação declarou que essa esperança é muito rara de acontecer. Dessa forma, tudo que estivesse ao alcance deveria ser feito para dar o mesmo imunizante. Contudo, se não for possível, o melhor é dar uma dose diferente.

Mistura de duas vacinas: número casos continua aumentando

Diante disso, o Reino Unido reativou os hospitais construídos no começo da pandemia. Além disso, o ministro declarou que as medidas de restrições seriam mais severas.  Por isso, o governo cancelou a abertura das escolas de Londres. Portanto, o país já possui quatro níveis de regras. A fim de evitar a transmissão ainda maior do Covid-19.

Os casos de coronavírus estão aumentando em tempo recorde. Sobretudo, por causa da nova cepa do vírus. Assim, os britânicos iniciaram o primeiro sábado de 2021 com 57.725 novos casos. 

Campanha de vacinação

O primeiro-ministro fez outra declaração. Segundo ele, espera-se que dezenas de milhões de cidadãos ingleses vacinem-se. Inclusive, dentro dos próximos 90 dias. Além disso, pretendem acelerar a vacinação no país na segunda-feira, dia 4. Assim, serão administradas 530 mil doses da vacina da AstraZeneca.

Elaborou-se essa vacina em conjunto com a Universidade de Oxford. Dessa forma, o Reino Unido comprou milhares de doses a fim de usar de modo emergencial. Portanto, elas já estão aprovadas para vacinar a população.

Enquanto o Reino Unido segue sua campanha, o Brasil ainda não tem data de início. Assim, segue muito atrás dos outros países. Além disso, registra um aumento nos casos.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.