Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$600: 10 milhões AINDA aguardam aprovação do Dataprev

O auxílio paga R$ 600 para trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs), em três parcelas.

Ainda há 10 milhões de brasileiros aguardando o auxílio de R$600 ser aprovado, de acordo com a Caixa. Pedro Guimarães, presidente da Caixa, afirma que esse número de pessoas é referente a quem precisou refazer o cadastro pela segunda ou terceira vez, após inconsistências ou irregularidades.

Além de inconsistências nos dados preenchidos no formulário, outra irregularidade comum no CPF era decorrente de questões eleitorais. O auxílio paga R$ 600 para trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs), em três parcelas. Esse número de brasileiros ainda não foi aprovado para receber a primeira.

Ao ser perguntado sobre a longa demora para esses cadastros serem analisados, o presidente da Caixa Econômica Federal informou que a Dataprev que tem a função de cruzar os dados e o Ministério da Cidadania, de autorizar o pagamento do auxílio emergencial.

Ainda de acordo com o presidente da Caixa, foram feitos 101,2 milhões de cadastros. Destes, aproximadamente 60 milhões foram aprovados, 30 milhões foram recusados e os cadastros “em análise” representam 10%.

“Mas de novo, dos 100 milhões de brasileiros, mais de 90% tiveram uma resposta definitiva, seja a grande maioria que recebeu o benefício, seja vários que não podem receber, como por exemplo, ganharam mais de R$ 28 mil em 2018. Então, não tem o que fazer”, disse ele sobre o auxílio emergencial em transmissão online.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Uma das dúvidas mais comuns sobre o auxílio emergencial, de acordo com ele, é sobre pessoas que ficaram desempregadas após o dia 2 de abril. Se essas pessoas se enquadrarem nos demais requisitos, terão direito ao auxílio, mas terão que esperar mais tempo para recebê-lo. A demora será para que a “Receita valide a nova situação de desemprego”, de acordo com ele.

O cadastro para o auxílio emergencial pode ser feito até dia 3 de julho, no site oficial.

Calendário da PRIMEIRA parcela

Veja o calendário de pagamentos da primeira parcela:

  • 19 de maio: nascidos em janeiro
  • 20 de maio: nascidos em fevereiro
  • 21 de maio: nascidos em março
  • 22 de maio: nascidos em abril
  • 23 de maio: nascidos em maio, junho ou julho
  • 25 de maio: nascidos em agosto
  • 26 de maio: nascidos em setembro
  • 27 de maio: nascidos em outubro
  • 28 de maio: nascidos em novembro
  • 29 de maio: nascidos em dezembro

De acordo com informações da DATAPREV, no último lote de pagamentos foram analisados 15 milhões de pedidos. Desse total, 8,3 milhões de pagamentos foram aprovados no sistema.

De acordo com o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto,  as pessoas foram informadas por meio do aplicativo, se o pagamento foi autorizado ou não até 18h da última sexta-feira (15).

Os outros 5,7 milhões de pedidos do auxílio feitos pelo site ou aplicativo seguem em anáise pela Dataprev, de acordo com Gustavo Canuto.

No último sábado, a Caixa efetuou o pagamento para 405.163 mil pessoas. Elas receberão a primeira parcela do auxílio emergencial no sábado (16), totalizando R$ 246 milhões.

Início da segunda parcela

Calendário da 2ª parcela (uso digital) – Poupança Social
  • 20 de maio (quarta-feira) – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira) – nascidos em março e abril
  • 22 de maio (sexta-feira) – nascidos em maio e junho
  • 23 de maio (sábado) – nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio (segunda-feira) – nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio (terça-feira) – nascidos em novembro e dezembro
Calendário da 2ª parcela (saque) – Bolsa Família
  • 18 de maio (segunda-feira) – NIS 1
  • 19 de maio (terça-feira) – NIS 2
  • 20 de maio (quarta-feira) – NIS 3
  • 21 de maio (quinta-feira) – NIS 4
  • 22 de maio (sexta-feira) – NIS 5
  • 25 de maio (segunda-feira) – NIS 6
  • 26 de maio (terça-feira) – NIS 7
  • 27 de maio (quarta-feira) – NIS 8
  • 28 de maio (quinta-feira) – NIS 9
  • 29 de maio (sexta-feira) – NIS 0
Calendário da 2ª parcela (saque) – Poupança Social e demais públicos
  • 30 de maio (sábado) – nascidos em janeiro
  • 01 de junho (segunda-feira) – nascidos em fevereiro
  • 02 de junho (terça-feira) – nascidos em março
  • 03 de junho (quarta-feira) – nascidos em abril
  • 04 de junho (quinta-feira) – nascidos em maio
  • 05 de junho (sexta-feira) – nascidos em junho
  • 06 de junho (sábado) – nascidos em julho
  • 08 de junho (segunda-feira) – nascidos em agosto
  • 09 de junho (terça-feira) – nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira) – nascidos em outubro
  • 12 de junho (quinta-feira) – nascidos em novembro
  • 13 de junho (sexta-feira) – nascidos em dezembro

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

A proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  • 1. O cidadão, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  • 2. Na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  • 3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  • 4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  • 5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  • 6. Feito isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  • 7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH;
  • 10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  • 11. Na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: 

Leia Também:

brasil 123  
23 Comentários
  1. Jéssica Diz

    E os que ainda estão em análise??? Quando vão ser realmente analisados???

  2. Daina Silva De Oliveira Diz

    Meu título está cancelado já paguei a taxa , mais não consigo regularizar o titulo não consigo o auxílio sou autônoma e pago o INSS

  3. Elisangela Diz

    É absurdo que uma pessoa esteja desempregada e não tenha o direito de receber o auxilio por causa do IR 2018. Fizeram propositalmente para não pagar a quem tbm teria o direito. Pensam que desde então vivo da restituição.?!?! Palhaçada #indignada#

  4. Elisangela Diz

    É um absurdo a pessoa que está desempregada (o) não ter direito ao auxílio por causa do IR 2018. Palhaçada incluírem isso como requisito, é só pra não pagar a quem tbm teria direito. #indignada#

  5. Jorge Henrique Diz

    Estou em análise desdor dia 24 d abril ir até hj será q devo esperar mais um mês pra sai disso será

  6. Marli Diz

    Pensionista mae solteira nao tem auxilio emergencial ..e moro nuna casa dividida por 3 irmaos mas eu e meu filho somos uma das casas. Nao consigo receber e porque….?

  7. Tah Diz

    Droga de auxílio emergencial…..eu tinha acabado de arrumar emprego depois de um ano desempregada……e perdi meu emprego por causa dessa pandemia…..pedi o auxílio pois preciso mesmo dele…..seria minha unica renda no momento…..mas p minha surpresa fui negada ……pq??? Pq. Consta que sou funcionária pública …quando ma verdade fui exonerada em fevereiro do ano passado…..ai meus dados constam na rais q embora a prefeitura ja temha enviado os documentos ainda não foi dado baixa…..e qurm se ferra???? Euuiuuu…pq não tem quem resolva minha situação…..nao me dao nem o dirrito de contestar…….uma droga fe aplicativo…..q nO srrve de nada….o povo só se lasca hoje sou prova viva disso……

    Agora até aqui nao me deixam reclamar…….afis

    1. Dan Diz

      O meu está nessa situação! Eu não sei a quem pedir respostas. Não consigo fazer a contestação. Triste situação.

    2. Gennyy Diz

      Eu ja refiz pela 3 vez o cadastro ,e ainda continua em análise…..n aguento mas esperar….tanta demora…quero ver se vai vim a resposta mandando eu recadastra novamente pela 4 vez…..

  8. Tah Diz

    Droga de auxílio emergencial…..eu tinha acabado de arrumar emprego depois de um ano desempregada……e perdi meu emprego por causa dessa pandemia…..pedi o auxílio pois preciso mesmo dele…..seria minha unica renda no momento…..mas p minha surpresa fui negada ……pq??? Pq. Consta que sou funcionária pública …quando ma verdade fui exonerada em fevereiro do ano passado…..ai meus dados constam na rais q embora a prefeitura ja temha enviado os documentos ainda não foi dado baixa…..e qurm se ferra???? Euuiuuu…pq não tem quem resolva minha situação…..nao me dao nem o dirrito de contestar…….uma droga fe aplicativo…..q nO srrve de nada….o povo só se lasca hoje sou prova viva disso……

    1. Janaína Diz

      O meu aconteceu a mesma coisa…

  9. Wallison Diz

    O meu ainda está em análise e estou desempregado

  10. Claudia Gama Diz

    Estou cadunico foi Aprovada verifiquei no site do Dataprev , o pagamento seria o mesmo da bolsa família até agora nada .
    Um absurdo

  11. Fernanda Diz

    Que adianta depositarem se a gente tá com o dinheiro na conta e não pode sacar

  12. Kezia Diz

    O do meu esposo foi aprovado ele faz aniversário em janeiro e até agora não caiu dinheiro nenhum

  13. Déia Diz

    Palhaçada paga tds que está em análise primeiro, agora fica pagando segunda parcela sistema burro até quando vamos ficar esperando esse análise q nunca sai disso aff dq a pouco vcs paga a terceira e quem não recebeu nem a primeira fica vendo navio me poupe

    1. Brasil Diz

      Falta De respeito a pessoal espera tanto tempo pra receber a segunda parcela é no meu caso q sou de dezembro só vou poder sacar dia 13 até lá como é que fica a situação aki em casa falta de respeito

  14. Nayara De Sousa Diz

    Refiz meu cadastro pq da primeira vez deu negado.
    No momento continua em análise.
    Já que se pode fazer o cadastro ate dia 02 de Julho, quero saver se nesse caso irei receber as 03 parcelas que tenho direito juntas ou nos próximos 03 meses seguintes?!.

  15. Jose Roberto Diz

    É eu que pedi o auxílio doença em março e não aprovou ainda, o que faço?

  16. Katia Diz

    Gostaria de saber pq não consigo completar o cadastro da CPF do meu esposo já cadastrado e não me dá chance de proseguir com os dados pro auxílio

  17. nina Diz

    nem saiu a primeira parcela p td mundo, e os qe foram aprovados , é só promessa de dinheiro n conta,,

    1. Elias Silva Diz

      O meu ja foi encaminhado pra caixa desde o dia 15 e até o momento não caiu nada na minha conta e o caixa tem diz que não tem beneficio porém no 111 diz que tenho direito e sou de fevereiro e até o momento não sai disso

      1. Gennyy Diz

        Eu ja refiz pela 3 vez e continuo ainda em análise, quanta demora p dar uma resposta definitiva….so quero saber se quando a resposta vinher se vai ser preciso eu refazer pela 4 vez…..

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?