Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Não tenho dinheiro para pagar cursinho! E Agora? Saiba Como Estudar Sozinho!

Diante da atuação situação econômica brasileira, estudar para se qualificar e passar em concursos públicos tem se tornado a realidade de muitos brasileiros ao redor de todo o Brasil. Contudo, apesar e existirem diversos cursos pagos especializados em métodos de estudos e programas voltados para concursos públicos ao redor do país, eles apresentam um custo mensal com o qual muitos não podem arcar. Mesmo que sejam até mais baratos do que outros, não deixam de representar um custo a mais no final do mês, o que acaba por representar mais uma preocupação para aqueles que só querem estudar para passar em um bom concurso que lhe proporcione aumento salarial e garantia de cargo.

Veja TODAS nossas Dicas: Clique Aqui

Portanto, se você deseja estudar sozinho para concursos públicos, é interessante conhecer dicas e métodos de estudo que o tornem apto a estudar de forma eficiente, a fim de proporcionar o sucesso durante a prova. Sendo assim, confira as dicas que separamos para você, cidadão comum, que busca conquistar uma vaga em um concurso público, mas não tem orçamento mensal disponível par arcar com as despesas de um cursinho.

Veja as melhores formas de estudar sozinho para um concurso público e, principalmente, como passar na prova. Boa sorte!

Não menospreze seu tempo de sono!

Na hora de estudar sozinho para concursos – tendo você que conciliar trabalho com estudo ou não – qualidade de sono é algo muito importante, além de também ser aquilo que muitos estudantes menosprezam.

Devido a diversos afazeres, preocupações e disciplinas que temos para estudar, muitas vezes não tiramos a cara dos livros, exercícios e vídeo aulas, quando já é muito tarde! Isso não é saudável e não coopera para a facilitação do aprendizado referente ao conteúdo estudado. Com isso, você só está gastando seu tempo de descanso à toa, pois não aprenderá assuntos novos com o cansaço e o sono poderia lhe ajudar a assimilar tudo o que aprendeu ao longo do dia através dos sonhos.

Ao invés disso, você dormirá mal e acordará, novamente, cansado no dia seguinte, e não conseguirá assimilar as matérias direito por causa dessa fadiga adquiria por uma (ou várias!) noites mal dormidas.

Tudo isso se torna um ciclo vicioso em sua vida de estudante, e até um determinado momento pode até ser que você consiga levar esse estilo de vida. Entretanto, há uma hora em que essa bola de neve fica insustentável, e quando isso acontece, a única solução a ser tomada é mudar radicalmente seu estilo de vida e passar a priorizar um bom sono, todos os dias, se quiser ter sucesso não só nas provas de concurso, mas também em todos os outros afazeres da vida, sejam eles trabalho, família ou escola.

Para aqueles que não estudam em cursinho, a rotina de sono ainda deve ser rigorosa, pois o autocontrole é o segredo de tudo para aqueles que não têm dinheiro para pagar cursinho, mas desejam ser bem sucedidos na realização de concursos públicos.

Quando se estuda em casa, é um pouco mais difícil separar os limites entre a hora de estudar e descansar, e da mesma forma que você pode se desligar dos estudos e só relaxar no conforto da casa, você também pode acabar se desligando de todo o resto de sua vida que não envolva os estudos, e isso também é prejudicial a você. Não se permita estudar nem de mais, nem de menos! Assim como você deve estabelecer um horário de estudo, estabeleça também um horário certo para dormir! Deite, e marque cerca de oito horas e meia no relógio, considerando que você levará cerca de 30 minutos para pegar no sono.

Da mesma forma, não relaxe só porque o sono é importante! Não exagere nas horas de sono! Oito horas de sono, no máximo oito horas e meia, já são suficientes para você acordar bem disposto no dia seguinte. Nos finais de semana, relaxe um pouco mais, talvez possa dormir cerca de nove horas, mas não deixe o estudo de lado! Como você não freqüenta um cursinho, não pode relaxar, pois deve conseguir alcançar os estudantes dessas instituições em nível de conteúdo. Depois de acordar bem relaxado, volte aos estudos!

Portanto, não menospreze seu horário de sono! Não pense que só porque você tem muitos assuntos e atividades a conciliar você deve desconsiderar o sono como uma prioridade em sua vida. Não faça isso, pois é justamente uma boa noite de sono que vai lhe ajudar a conciliar todas as obrigações e tarefas que você deve arcar ao longo do dia.

Se você está estudando, deve saber que o sono é responsável pela restauração de nossas sinapses, ou seja, o sono é responsável, por, toda noite, restaurar as “pontes” entre os nossos diversos neurônios. Sendo assim, nada de ficar “queimando neurônios” em frente ao livro ou computador quando na verdade deveria estar dormindo! Vá já para cama e durma pelo menos 8 horas por dia para se sentir renovado para acordar e estudar com a corda toda no dia seguinte!

Escolha um bom lugar para estudar

A escolha do local de estudo faz total diferença no nível de absorção do conteúdo. Diversos fatores devem ser considerados na hora de começar a estudar. Afinal, esse será o local onde você passará muitas horas seguidas, e mesmo que você faça pausas e intervalos entre matérias para descansar um pouco, o lugar de estudo deve ser o mais confortável, luminoso, quieto e adequado possível.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Se você mora em uma casa com sua família, procure fixar seu lugar de estudos o mais longe possível das distrações dos irmãos, pais, tios, avós e cachorros! Porém, não é por causa disso que você deve estudar em qualquer canto apertado e escuro! Procure uma sala vazia ou mesmo estude em seu quarto, mas garanta que ninguém entrará para atrapalhá-lo subitamente no meio de um raciocínio importante.

Coloque também um abajur com lâmpada perto dos livros, pois a correta leitura do conteúdo ajuda a rápida assimilação. Se você estuda em um lugar mal iluminado, acaba gastando esforços extras para ler o conteúdo, o que te deixa cansado mais rapidamente.

Outro fator determinante para o sucesso daqueles que não tem dinheiro para pagar cursinho e devem estudar sozinhos em casa para concursos é o barulho. Apesar de que muitos dizem, a verdade é que nosso cérebro não consegue assimilar duas informações da mesma forma ao mesmo tempo. Assim, se você começa a ouvir barulhos ou conversas paralelas ao estudo, o instinto de seu cérebro é, inicialmente, deslocar o foco da atenção. Por mais que você tente voltar para os estudos, pode ser mais difícil do que imagina! Então, é mais fácil estudar em um lugar silencioso do que tentar se adaptar ao barulho.

O que muitas pessoas aplicam na hora dos estudos é a utilização da música para melhorar os estudos. Sobre a questão de ouvir música enquanto estuda, especialistas consideram essa uma opção válida, mas você deve ficar atento ao estilo da música. Na hora de estudar raciocínio lógico, cálculos e fórmulas, o indicado é ouvir músicas lentas, com poucos instrumentos de percussão e melodias mais suaves. Música clássica é uma boa escolha para estudar matérias relacionadas a disciplinas exatas e que abrangem contas. Por outro lado, na hora de estudar disciplinas que se liguem à área de humanas ou linguagens, músicas mais rápidas e com instrumentos de percussão ajudam a assimilar melhor o conteúdo.

Quanto à luminosidade, fica também um alerta: enquanto uma boa iluminação ajuda a diminuir a sonolência e foca melhor sua atenção no conteúdo, iluminação excessiva causa inibição na produção do hormônio melatonina, que nada mais é do que o hormônio responsável pelo descanso, o que também acaba causando sonolência. Então, fique de olho! Nada de luz de mais, nem luz de menos! Assim seu estudo autodidata com certeza não vai falhar! Quem precisa de cursinho, não é mesmo?

Estabeleça metas

O importante para aqueles que não estudam em cursinho e pretendem render bastante nos estudos é estabelecer metas. Isso é muito importante devido ao fato de que, em escolas ou cursinhos, essas metas são estabelecidas por professores e cronogramas da própria escola e curso. Quando você não freqüenta essas instituições, seu cérebro tende a relaxar quando não tem um objetivo ou foco mais urgente.

Sendo assim, seja o curso ou a escola de si mesmo e estabeleça prazos, metas e objetivos mais urgentes antes da chegada da prova do concurso em que deseja passar. Ao elaborar seu cronograma de estudos, analise todo o conteúdo que terá que estudar durante aquele dia, e estabeleça a média de capítulos, páginas ou matérias diárias. Dessa forma você se sentirá mais motivado e estimulado a prosseguir estudando e seu foco continuará na matéria, e você não estará lendo apenas por ler um conteúdo.

Além de considerar a política de metas na hora de planejar seus estudos, é aconselhável também recompensar a si mesmo toda vez que conseguir cumprir o objetivo estabelecido para os estudos daquele dia. Toda vez que sua organização der certo e você conseguir estudar todo o conteúdo planejado, coma alguma coisa que goste, assista algo que não vê há muito tempo, ou faça qualquer outra coisa que lhe dê prazer em vista de servir como recompensa ao seu bom trabalho. Mas não vá abusar nessas recompensas!

Com essa política, você mantém o foco e melhora o planejamento de seus estudos, pois passa a ter consciência do que estudar no dia, e depois na semana, e após, isso, estabelece todo um conteúdo para ser estudado durante um mês inteiro. Duvido que até mesmo um cursinho seja tão organizado para estudar para concursos públicos!

Escolha bem seu material didático

Para quem estuda sozinho e deseja passar em concursos públicos, o material didático escolhido pode fazer a diferença no resultado final do concurso. Você deve tomar bastante cuidado ao escolher o material para estudar para esses concursos: apostilas e livros devem sempre estar atualizados segundo as mais recentes provas; devem conter conteúdos pragmáticos; as instituições organizadoras do material devem ser de total confiabilidade; e, o mais importante de tudo, deve ser voltado para o concurso desejado por você.

Não compre seu material didático apenas por propaganda! Antes de efetuar a compra, dê uma olhada no livro ou apostila de forma detalhada, veja o sumário, a quantidade de questões disponíveis e também a própria quantidade de páginas que o livro apresenta.

Nesse quesito, buscar informações e sugestões nunca é demais. Consulte a opinião de fóruns especializados e a opinião de outros candidatos a respeito desse material. Depois de consultar todos esses meios de informação, você terá certeza se o livro ou apostila realmente é ou não bom para estudar para seu concurso público.

É preciso sempre ficar atento ao material de estudo, pois como ele não é direcionado por uma instituição como escola ou cursinho, você deve ser o responsável por escolher o melhor meio de adquirir conteúdo para o concurso. Se você escolher um livro ruim, podem faltar conteúdos importantes para o sucesso da prova, e você não vai querer perder essa oportunidade escolhendo o material de estudo errado, não é? Então não deixe de pesquisar bastante antes de comprar seu material didático para concurso público!

Saiba como estudar

O mais importante disso tudo é saber como estudar sozinho. Geralmente o modo de estudo é direcionado por cursos ou escolas, e como você não tem dinheiro para freqüentar essas instituições, deve estudar da maneira mais eficiente possível sozinho.

Dicas que são aprovadas por especialistas na área de estudos dizem respeito na hora de ler o conteúdo. Na hora de começar a estudar, faça uma leitura rápida da teoria para ter uma noção inicial quanto ao tema abordado no texto. Leia a primeira e depois a última parte do texto, e depois se aprofunde na leitura.

A marcação do texto ajuda na assimilação do conteúdo. Principalmente se essa marcação for feita na cor amarela, pois ela foca melhor nossa mente e ajuda ainda mais a aprender mais rápido. Contudo, vale uma ressalva: não faça essas marcações enquanto está lendo o texto, pois isso quebra o raciocínio e você também acaba marcando excessivamente tudo o que está lendo, resultando em marcações desnecessárias. Leia todo o texto e depois volte para marcar as partes que acreditou serem as mais importantes.

Por último, as anotações e resumos do conteúdo lido também ajudam muito na hora de aprender tudo o que foi estudado. Elabore esquemas, desenhos, tabelas, linhas do tempo, e todo tipo de estratégias para gravar o que foi lido. Escolha a forma que mais se adapta a sua maneira de assimilação, e aplique nos estudos de seu dia-a-dia.

Tenha Sucesso

Bom, essas foram as dicas que separamos para ajudá-lo a estudar sozinho para concursos públicos. Esperamos que essas informações ajudem a otimizar seus estudos, tanto à quantidade de conteúdo quanto a qualidade destes.

Seguindo esses métodos aprovados por especialistas, será mais fácil se manter motivado e focado ao objetivo: passar em um concurso público para assegurar um bom cargo com bom salário. Estabeleça sua rotina e comece a estudar! Boa sorte!

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?