Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso TRT MS 2017: Resultado final é divulgado!


O Tribunal Regional do Trabalho do Mato Grosso divulgou o resultado final do concurso público (Resultado do Concurso TRT MS) que tem objetivo de preencher vagas em cargos de Técnico e Analista. O certame contou com 32.517 inscritos, sendo 14.460 para o cargo de técnico.

Resultado final do Concurso TRT MS 2017 – Clique aqui

O Concurso TRT MS

topapostilas.com.br

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial desta segunda-feira, 05 de dezembro, o Concurso TRT/MS visa o preenchimento de uma vaga efetiva, além da formação de cadastro reserva nos cargos de Técnico e Analista Judiciário, com exigência de nível médio e superior. A Fundação Carlos Chagas (FCC) coordenará o certame.

O Concurso do TRT MS contou com vagas para Técnico Judiciário – Área Administrativo, cuja exigência é de nível médio completo. Haverá oportunidades também para Técnico de Segurança e Transporte, com requisito de nível médio, além de Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria D ou E. Por fim, os candidatos poderão concorrer a função de Analista nas especialidades Judiciária, Administrativa e Oficial de Justiça Avaliador Federal, com requisito de nível superior. As oportunidades para área Judiciária contará com vagas para as especialidades de Contabilidade, Tecnologia da Informação, Biblioteconomia, Engenharia e Medicina.

Os salários oferecidos pelo certame chegam a R$10.119,93 para Analista, com exceção da especialidade de Oficial de Justiça – Avaliador Federal, cujo salário chega a R$11.822,80. Já o nomeado na função de Técnico contará com remuneração de R$ 6.167,99, com exceção da especialidade Segurança e Transporte, que tem salários de R$ 7.205,87.

Suspeita de fraude

A Polícia Federal (PF) deflagrou no dia 26 de março, a Operação Gabarito com objetivo de coibir a prática de fraude no concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Mato Grosso do Sul (Concurso TRT MS).

Eles foram detidos na Operação Gabarito, deflagrada pela PF após uma denúncia anônima de que um dos membros do esquema iria alegar problemas de saúde para deixar o local no início da prova enviaria as perguntas do concurso para membros do grupo em Brasília, que repassariam para outros envolvidos. Por meio de ponto eletrônico estes membros responderiam as questões e repassar aos outros envolvidos. Diante disso, agentes da PF foram aos locais de prova disfarçados e, logo no começo da prova, um candidato pediu para deixar o local do certame alegando problemas de saúde. Segundo a PF, o candidato pretendia trocar a prova por um simulado, entregando o simulado aos fiscais do concurso, e levando com isso as perguntas oficiais do concurso. Saiba mais aqui.

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.