Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (3 votes)

Concurso Senado 2022: Etapas e disciplinas estão definidas

Cresce a expectativa de liberação do edital de concurso público do Senado Federal (Concurso Senado 2022). Diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, afirmou que o concurso deve ocorrer no segundo semestre de 2022

Cresce a expectativa de liberação do edital de concurso público do Senado Federal (Concurso Senado 2022). O projeto básico, documento utilizado no processo de escolha da banca, já foi divulgado.

O documento conta com diversas informações importantes sobre a seleção, como, por exemplo, os cargos, requisitos, salários, taxas de inscrição, etapas do concurso, disciplinas e conteúdo programático.

Segundo o projeto básico, o concurso do Senado terá 1.002 vagas disponíveis, sendo 19 para contratação imediata e 983 para cadastro de reserva.

Concurso Senado confirmado para 2022

Segundo informações da diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, no dia 23 de junho, o novo concurso será aberto ainda neste ano.

“Esse concurso que vamos realizar este ano vai dar condições para que os colegas possam ter mais material humano, para que pessoas novas possam exercer com ainda mais maestria (as funções)”, disse.

Segundo informações da diretora, o atual efetivo de policiais legislativos, por exemplo, é pequeno para suprir toda a demanda.

“Hoje em dia, com o número de policiais legislativos que nós temos, não só precisam trabalhar, como precisam fazer hora extra e precisam fazer missões fora. E com o número que temos isso está ficando muito difícil”. 

O cargo de policial legislativo é uma das funções que será contemplada no próximo Edital Senado 2022. Ao todo, o concurso vai contar com 19 vagas.

No momento, a Casa Legislativa trabalha na escolha da banca organizadora do certame.

Foi publicado no Diário Oficial da União, edição do dia 08 de junho, o aviso de chamamento público convocando empresas interessadas em organizar o concurso público do Senado Federal.

De acordo com o documento, as bancas organizadoras terão um prazo de 12 dias úteis para envio das suas propostas. O Senado analisará os documentos para definir qual instituição será contratada para organizar e operacionalizar o concurso público.

A banca organizadora terá missão de finalizar o edital, receber as inscrições em seu site, viabilizar e aplicar as provas objetivas.

Em 2019, o concurso público do Senado chegou a ser autorizado. Na ocasião, oito bancas enviaram suas propostas. Veja a lista:

  1. Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe);
  2. Instituto Acesso de Ensino, Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego;
  3. Instituto AOCP;
  4. Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC);
  5. Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan);
  6. Instituto Mais de Gestão e Desenvolvimento Social (Imais);
  7. Fundação Getulio Vargas (FGV);
  8. FUNRIO – Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

O mais cotado para organizar o concurso, na época, foi o Cebraspe. Todavia, durante a pandemia da Covid-19, em 2020, os preparativos do certame foram suspensos. Agora, em 2022, um novo concurso público foi autorizado.

Concurso Senado 2022

Foi divulgado no Diário Oficial da União, edição do dia 13 de abril, a informação de que a comissão organizadora do certame já está formada. O grupo de trabalho terá a missão de cuidar do certame, inclusive a contratação da banca organizadora.

O concurso público do Senado foi autorizado oficialmente no dia 07 de abril de 2022. O edital do certame foi autorizado para o preenchimento de 19 vagas efetivas, de nível superior. Agora, com o concurso já oficializado e com comissão formada, a expectativa é que uma banca organizadora seja contratada.

O concurso do Senado

Um edital de concurso do Senado chegou a ser autorizado em 2019 para o preenchimento de 40 vagas. Na época, a Casa também anunciou uma comissão examinadora, e o grupo formado elaborou um projeto básico. As bancas organizadoras enviaram propostas, sendo o Cebraspe a instituição mais cotada para organizar o edital.

No entanto, a pandemia da Covid-19 atrasou os trâmites de abertura do concurso. Em agosto de 2020, a comissão organizadora do concurso foi suspensa, sob justificativa da contenção de gastos diante da situação da pandemia.

Agora, com a pandemia mais controlada, o Senado decidiu retomar os preparativos do concurso público. Com o processo retomado, uma nova autorização para o edital foi publicada e uma nova comissão formada.

Concurso Senado autorizado com 19 vagas e salários iniciais de até R$34 mil

O novo concurso público do Senado Federal foi autorizado para o preenchimento de 19 vagas, distribuídas entre os cargos de policial legislativo, advogado, consultor legislativo e analista legislativo.

Para o cargo de Policial Legislativo, o edital terá seis vagas. Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisa possuir o nível superior completo em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação na categoria B. Os salários iniciais chegam a R$20.410,07.

O cargo de Advogado conta com uma vaga para graduados em Direito. O salário inicial é de R$34.443,96.

Para consultor legislativo, são oferecidas duas vagas nas especialidades de Assessoramento em Orçamentos e Assessoramento Legislativo. Em ambos os casos, será exigido o nível superior. O salário chega a R$34.443,96.

O edital ainda vai contar com 10 vagas para o cargo de Analista Legislativo. As oportunidades são destinadas para ingresso nas áreas de Administração; Arquivologia; Assistência Social; Contabilidade; Enfermagem; Informática Legislativa; Processo Legislativo; Registro e Redação Parlamentar; Engenharia do Trabalho; e Engenharia Eletrônica e Telecomunicações.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter graduação na respectiva área de atuação. O salário de analista é de R$26.880,04.

Todos os valores já contam com o auxílio-alimentação de R$982,28.

A estimativa é que o concurso receba 71 mil inscritos. A taxa de inscrição não poderá exceder a 1% da remuneração inicial do cargo, conforme consta no projeto básico. Assim, os valores máximos das cobranças serão de:

  • Técnico Legislativo: R$194,27;
  • Analista Legislativo: R$258,97;
  • Consultor Legislativo: R$334,61;
  • Advogado: R$334,61.

Contudo, a comissão sugere que as taxas fiquem no valor de R$100 para técnico, R$130 para analista e R$170 para consultor e advogado.

As inscrições do concurso ficarão abertas por 30 dias no site da banca organizadora a ser contratada.

Etapas do concurso SENADO 2022

De acordo com o projeto básico do concurso, as etapas do concurso serão diferentes, a depender do cargo.

  • Técnico Legislativo (policial legislativo): Provas objetivas; provas discursivas; exame de sanidade física e mental; teste de aptidão física; exame psicotécnico; sindicância de vida pregressa e investigação social.
  • Analista Legislativo: Provas objetivas; provas discursivas; prova prática (especialidade de Registro e Redação Parlamentar);
  • Consultor Legislativo: Provas objetivas; provas discursivas; prova de títulos.
  • Advogado: Provas objetivas; provas discursivas; prova de títulos.

As provas serão aplicadas nas capitais dos estados brasileiros e no Distrito Federal.

Provas objetivas

Segundo o projeto básico, as provas objetivas para técnico legislativo e analista legislativo vão contar com 40 questões de conhecimentos gerais e 40 questões de conhecimentos específicos, totalizando 80 quesitos.

Por outro lado, os cargos de consultor legislativo e advogado terão 160 questões, sendo 80 de Conhecimentos Gerais e 80 de Conhecimentos Específicos.

A seguir, confira os conteúdos que serão cobrados para cada cargo:

Técnico legislativo (policial legislativo): 

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa, literatura nacional e redação
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Administração
  • Raciocínio Lógico
  • Línguas Estrangeiras: inglês ou espanhol

Conhecimentos Específicos

  • Direito Penal e Processual Penal
  • Criminalística
  • Direito Digital
  • Direitos Humanos
  • Informática
  • Conhecimentos na área de atuação

Analista Legislativo

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa, literatura nacional e redação
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Administração
  • Raciocínio Lógico
  • Línguas Estrangeiras: inglês ou espanhol

Conhecimentos Específicos

  • Conhecimentos na área de atuação

Consultor Legislativo 

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa, literatura nacional e redação
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Processo Legislativo Constitucional
  • Administração
  • Raciocínio Lógico
  • Línguas Estrangeiras: inglês ou espanhol

Conhecimentos Específicos

  • Ciência Política
  • Avaliação de Políticas Públicas
  • Conhecimentos na área de atuação

Advogado

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa, literatura nacional e redação
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Administração
  • Raciocínio Lógico
  • Processo Legislativo Constitucional
  • Línguas Estrangeiras: inglês ou espanhol

Conhecimentos Específicos

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo: geral
  • Direito Administrativo: licitações e contratos
  • Direito Administrativo: legislação de pessoal civil
  • Direito Civil e Empresarial
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito do Trabalho, Processual do Trabalho e da Seguridade Social
  • Direito Eleitoral
  • Direito Financeiro e Tributário
  • Direito Internacional público e privado
  • Direito Digital
  • Legislação complementar

Último edital

O último edital do Senado, divulgado em 2012, contou com 246 vagas para cargos dos níveis médio (93), médio/técnico (11) e superior (142). Os salários chegaram a R$13.833 para o técnico legislativo, R$18.440 para o analista e R$23.826 para consultor.

Para ser aprovado, o candidato precisou se classificar nas provas objetivas e discursivas. Além disso, os candidatos à especialidade de taquigrafia ainda passaram por avaliações práticas, enquanto os concorrentes a consultor legislativo realizaram uma prova de títulos. A primeira etapa foi aplicada em todas as capitais do país.

As avaliações objetivas contaram com 70 ou 80 questões, a depender da escolaridade. Os exames discursivos, por sua vez, contaram com uma redação e uma pergunta de tema específico.

Sobre o Senado Federal

Criado em 1824, o Congresso Nacional é um órgão constitucional que exerce, no âmbito federal, as funções do poder legislativo, quais sejam, elaborar/aprovar leis e fiscalizar o Estado Brasileiro (suas duas funções típicas), bem como administrar e julgar (funções atípicas). Uma das formas de ingresso é através de concursos públicos.

3.7/5 - (3 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

1 comentário
  1. Luan Diz

    Policial legislativo, salvo engano se encaixa como cargo técnico e exigiu nível médio no último concurso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.