Cliente do Nubank sofre golpe e tem R$ 255 mil roubados; Entenda o caso

No dia 19 de maio, a servidora pública Eliana Miranda enfrentou um prejuízo significativo de R$ 255 mil depois que golpistas invadiram sua conta no Nubank. A fintech, ao ser informada sobre o ocorrido, afirmou que está investigando minuciosamente o incidente para tomar as medidas adequadas.

Em uma entrevista concedida ao site Tilt, Eliana relatou como tudo se desenrolou. Tudo começou quando recebeu uma ligação de uma suposta funcionária da equipe de segurança de operações do Nubank. No entanto, a ligação era apenas um pretexto utilizado pelos golpistas.

A golpista convenceu Eliana a fornecer seus dados pessoais e acessar o aplicativo do Nubank para uma suposta validação de segurança. Após seguir as instruções, Eliana percebeu que seu celular ficou com a tela preta e o aplicativo do Nubank foi removido.

Mais tarde, ao conseguir acessar sua conta novamente, a vítima descobriu que todo o seu dinheiro havia sido retirado. Os golpistas também realizaram operações em cartões de crédito, totalizando R$ 126.717,27, e pagaram 11 boletos no valor de R$ 128.307,00. Além disso, criaram oito cartões virtuais para efetuar compras.

A vítima relatou que, apesar do ocorrido por volta das 11h30, ela só recebeu notificações de bloqueio preventivo do Nubank às 13h32. Eliana tentou entrar em contato com o banco por e-mail, mas não recebeu uma resposta imediata.

O Nubank informou que está investigando minuciosamente o incidente e tomando as medidas cabíveis. É importante ressaltar que o banco não costuma entrar em contato telefônico com seus clientes para solicitar informações pessoais ou senhas.

Confira o posicionamento do Nubank

Em nota, o Nubank informou que ainda não recebeu oficialmente uma intimação da decisão judicial ou do processo em andamento relacionado ao caso mencionado anteriormente. A empresa ainda ressaltou que está conduzindo uma investigação detalhada do ocorrido e tomará as medidas necessárias, caso sejam aplicáveis.

Devido às restrições de sigilo bancário, o Nubank não pode comentar especificamente sobre o caso em questão. No entanto, a empresa se comprometeu a entrar em contato diretamente com a cliente por meio dos canais oficiais de atendimento assim que concluir sua análise interna ou no contexto do processo judicial, quando for apropriado.

Saiba o que fazer ao cair em golpes virtuais

Se uma pessoa suspeita que caiu em um golpe no Nubank, é importante que ela tome medidas imediatas para minimizar os danos e proteger sua conta. Veja o que fazer ao ser vítima de um crime virtual:

  • Entrar em contato com o Nubank: É essencial notificar imediatamente o Nubank sobre o ocorrido, utilizando os canais oficiais de atendimento disponibilizados pela empresa.
  • Bloquear a conta: Caso seja possível, recomenda-se bloquear temporariamente a conta para impedir que os golpistas tenham acesso e realizem mais transações fraudulentas. O Nubank poderá auxiliar nesse processo e fornecer orientações específicas.
  • Alterar as senhas: A pessoa deve alterar imediatamente as senhas da conta do Nubank e de quaisquer outras contas que possam ter sido comprometidas. É importante utilizar senhas fortes e diferentes para cada serviço, garantindo maior segurança.
  • Monitorar as transações: É essencial verificar atentamente o histórico de transações na conta do Nubank e informar o banco sobre qualquer atividade suspeita.
  • Acionar as autoridades competentes: Recomenda-se que a pessoa registre um boletim de ocorrência em uma delegacia de polícia, preferencialmente em uma especializada em crimes digitais. É importante fornecer todas as informações disponíveis sobre o golpe, como números de telefone e e-mails utilizados pelos golpistas.

Ressalta-se que essas são orientações gerais, e é sempre recomendado seguir as instruções e recomendações específicas fornecidas pelo Nubank para lidar com situações de golpe. É possível encontrar mais informações sobre o que fazer nesses casos nos canais oficiais do banco digital.