Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Trump pressiona secretário para recontagem de votos

O ainda presidente dos EUA, Donal Trump, é acusado por um jornal americano de pressionar o secretário de estado da Geórgia, Brad Raffensperger, para que ele realizasse uma recontagem de votos. O republicano teria ligado à autoridade eleitoral que “encontrasse 11780 votos” a seu favor para virar a disputa eleitoral no país.

Recentemente, Donald Trump foi derrotado pelo democrata Joe Bide na disputa pela Casa Branca, mas não aceitou a vitória de seu rival. Ele chegou a incitar revoltas ao redor dos EUA em que seus rivais pediam a anulação dos resultados das urnas.

O que o jornal dos EUA sabe sobre o pedido de recontagem de votos?

Segundo o jornal The Washington Post, que teve acesso à conversa de uma hora entre Trump e Raffensperger, o atual presidente ameaçou o secretário ao indicar que uma recusa a seu pedido poderia acarretar em “grande risco”.

Os votos, segundo o presidente, seriam necessários para virar o jogo no estado da Geórgia e modificar o resultado final das eleições no país. De acordo com os dados oficiais, Biden venceu a eleição por 306 a 232 e também levou no voto majoritário, com votação recorde na história dos EUA.

Os argumentos de Trump

O principal argumento de Donald Trump para pedir uma recontagem de votos nas eleições se deu devido à virada que ele sofreu após a contagem dos votos enviados pelos americanos através dos Correios.

Trump chegou a cantar vitória na madruga do dia das eleições, mas foi surpreendido pela enxurrada de votos recebidos por Biden através de postagens.

Segundo os especialistas, a virada ocorreu porque os votos via correio seriam em sua maioria de democratas, que estavam respeitando em maior nível o distanciamento social durante a pandemia.

Por outro lado, no entanto, os votos presenciais foram de maioria republicana, já que o próprio Donald Trump diversas vezes negou os perigos da pandemia de Covid-19 e incentivou seus apoiadores a viverem normalmente.

Como as acusações de Trump não foram fundamentadas, nenhuma autoridade eleitoral aceitou seu pedido de recontagem de votos e ele foi considerado oficialmente derrotado.

Joe Biden deve assumir a Casa Branca no fim de janeiro.

Veja também: Biden acusa Trump de atrapalhar transição

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.