Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Ministério do Planejamento autoriza 372 nomeações para o IBGE e ANAC

Excelente notícia. O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) autorizou na última sexta-feira (28) por meio das Portarias nº 110 e 111, publicadas no Diário Oficial da União, a realização de 300 nomeações no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e de outras 72 na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Ambas as contratações dizem respeito a concursos públicos autorizados em 2015 (mais informações abaixo).

Lembrando que em razão da suspensão de concursos públicos no Executivo Federal, as vagas serão asseguradas com os saldos remanescentes dos orçamentos de 2015 e 2016 e terão de ser preenchidas a partir da data de publicação da portaria, não podendo ocorrer após 31 de dezembro de 2017.

Veja também: Concursos Abertos têm 35.093 vagas abertas para todos os níveis! Até R$ 24mil

Nomeações do IBGE

No IBGE, serão 230 cargos de técnico em Informações Geográficas e Estatísticas, exigência de nível médio, 45 de analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas e 25 de tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, ambos os cargos de nível superior.

As nomeações foram liberadas devido à necessidade de repor os cargos que vagaram nos últimos seis anos em razão de aposentadorias. O MP avaliou que manter esse déficit de pessoal projetaria graves impasses operacionais na realização das próximas operações censitárias.

topapostilas.com.br

Nomeações da ANAC

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou por meio do Diário Oficial da União (DOU) do dia 07 de dezembro, o edital de concurso público para preencher 150 vagas em cargos de nível médio e superior. As oportunidades são para atuação na capital federal, Brasília-DF. Além das vagas imediatas, haverá formação de cadastro reserva, para contratação conforme necessidade da Agência.

O edital contou com vagas para os cargos de Técnico Administrativo (15) e Técnico em Regulação de Aviação Civil (45), amos com requisito de nível médio e salários iniciais de R$ 5.689,52 e R$ 5.957,52, respectivamente; e para nível superior nos cargos de Analista Administrativo (25) e Especialista em Regulação de Aviação Civil (65). Para concorrer é necessário graduação em qualquer área de formação ou ainda formação específica em Engenharia Mecânica, Engenharia Aeronáutica, Engenharia de Produção, Economia, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia de Produção ou Arquitetura, dependendo da área pretendida. A remuneração dos Analistas é fixada em R$ 11.071,29 e dos Especialistas em R$ 11.974,49.

O planejamento autorizou 47 vagas de especialista em Regulação de Aviação Civil (áreas 1, 3, 4 e 5) e 25 de analista administrativo, ambos os cargos com exigência de formação superior. Já sobre a ANAC, trata-se provimento obrigatório por se tratar de preenchimento de cargos dentro do número original de vagas estabelecido no edital do certame.

Confira as portarias divulgadas no Diário Oficial da União clicando aqui.

Leia Também:

Comentários estão fechados.