Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Golpe da ‘regularização do CPF’; descubra como não cair

A Receita Federal alertou a população em comunicado sobre o mais novo golpe da “regularização do CPF”. Nele sites não oficiais roubam seus dados e prometem serviços que nunca serão realizados.

O golpe pode enganar qualquer um, mas ler este artigo até o final é fundamental para que você se proteja e não tenha seus dados e seu dinheiro na mão de criminosos.

Ao pesquisar no Google ou outro buscador o termo “regularização do CPF” não é raro encontrar diversas empresas oferecendo este serviço.

Para efetivar esta suposta regularização, a empresa pede seus dados e o pagamento de uma taxa. Pagando o valor, o serviço nunca é realizado e os seus dados são roubados.

Algumas páginas deste tipo ainda dizem que os contadores possuem “acesso ao sistema da Receita” – o que é uma das estratégias para atrair cada vez mais vítimas.

Confira dicas de como não cair no golpe da “regularização do CPF”

  1. Prefira entrar em contato com contadores de sua confiança ou indicação de amigos;
  2. Saiba que é possível regularizar o CPF sem custo; veja mais abaixo.
  3. Não forneça seus dados para páginas que você não conhece a reputação;
  4. Duvide de depoimentos nos sites que oferecem regularização do CPF, os elogios podem ter sido criados apenas para enganar as pessoas;
  5. Não acredite em promessas milagrosas de regularização do CPF instantaneamente;
  6. Acesse a página da Receita Federal para entender a situação do seu CPF e o que fazer;

Qual é o valor da “regularização do CPF” e como realizá-la?

Importante mencionar que a regularização do CPF pode ser realizada gratuitamente pelo site da Receita Federal ou presencialmente nas unidades de atendimento.

Há quatro situações que o seu CPF pode constar, sendo que há única que você não precisa fazer nada é a “regular”.

As outras três são:

  •  Pendente de regularização;
  • Suspenso;
  • Divergência entre documentos;

Como saber se o CPF está regular?

A consulta pode ser feita de maneira online e em poucos segundos. Basta acessar o site da Receita Federal clicando aqui, colocar o número do seu CPF, sua data de nascimento e clicar em “não sou um robô”. Por último escolher a opção “consultar”.

Caso queira limpar todos os dados por algum erro de preenchimento ou nova consulta basta selecionar “limpar”.

Veja abaixo uma foto do site:

Consulta CPF — Foto: Reprodução/Receita Federal

Uma nova abra deve se abrir e na quarta opção, de cima para baixo, deve retornar a sua situação cadastral que poderá ser: 

  • Regular
  • Pendente de regularização
  • Suspenso
  • Divergência entre documentos

 

Situação regular

 

Isso significa que o seu CPF não tem nenhum problema ou pendência e está regularizado na Receita Federal. Porém, é importante que você confira todos os dados para evitar problema futuros e caso encontre algum dado incorreto informe a Receita para ajuste (clique aqui para acessar).

A ficha chamada “alteração de dados cadastrais do CPF”, no link acima, deverá ser preenchida corretamente e basta apenas clicar em “enviar” após o processo.

Pendente de regularização

O CPF “pendente de regularização” representa que a Receita identificou que você deixou de entregar alguma Declaração do Imposto Renda da Pessoa Física dos últimos cinco anos. Isso só acontece quando o órgão entende que você estava dentro das regras obrigatórias para declaração.

Para regularizar a sua situação você terá que entregar todas as declarações que faltam. Para saber quais declarações fizeram seu CPF estar “pendente de regularização será necessário acessar o portal gov.br. Clique aqui para descobrir qual ano você precisará entregar a Declaração do Imposto de Renda)

Suspenso

O CPF suspenso indica que há problemas com o seu cadastro, sendo ele considerado incorreto ou incompleto. Neste caso, não há cobrança para entrega de declarações do imposto de renda.

Sendo assim, faça a regularização em alguns minutos (clique aqui para acessar).

Você ainda poderá ter que enviar documentos para Receita Federal, isso acontece quando o sistema gera um número de protocolo.

O envio pode ser feito por e-mail, de acordo com estado. Veja abaixo a relação:

  • DF, GO, MT, MS e TO: atendimentorfb.01@rfb.gov.br
  • AC, AM, AP, PA, RO e RR: atendimentorfb.02@rfb.gov.br
  • CE, MA e PI: atendimentorfb.03@rfb.gov.br
  • AL, PB, PE e RN: atendimentorfb.04@rfb.gov.br
  • BA e SE: atendimentorfb.05@rfb.gov.br
  • MG: atendimentorfb.06@rfb.gov.br
  • ES e RJ: atendimentorfb.07@rfb.gov.br
  • SP: atendimentorfb.08@rfb.gov.br
  • PR e SC: atendimentorfb.09@rfb.gov.br
  • RS: atendimentorfb.10@rfb.gov.br
  • Exterior: cpf.residente.exterior@rfb.gov.br
1 comentário
  1. JEVERSON ALVES BARROS Diz

    Doutor Jeverson Alves Barros Prefeito de Trindade

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.