Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Gilmar Mendes defende vacinação urgente contra coronavírus no Brasil

Gilmar Mendes, é a favor do uso da vacina contra o coronavírus. Para o ministro do STF, é necessário que a vacinação chegue à população o mais rápido possível. Bem como, cita que vacinas não tem ideologia. 

Segundo afirmação do ministro, a vacina tem a função de salvar vidas. Além disso, já são quase 220 mil mortes no Brasil. Portanto, precisa-se que a vacinação seja feita o quanto antes.

Ministro Gilmar Mendes defende vacina do coronavírus

Na última sexta-feira, 25 de dezembro, Gilmar Mendes disse que é a favor da vacina do Covid-19. Conforme Mendes, é ideal que a vacinação ocorra o mais rápido possível. Pois só assim o número de mortes não aumentará. 

Além disso, o posicionamento do ministro mostra a pressão contra o governo sobre a vacinação no Brasil. Atualmente, Jair Bolsonaro, vem manifestando-se sobre a vacina ser eficaz contra o Covid-19.

Neste sentido, Bolsonaro, em uma transmissão nas redes sociais, levantou questionamentos sobre a vacina. Onde o mesmo citou sobre a vacina de São Paulo estava lá embaixo em eficácia. Assim, demonstrando que a vacinação no Brasil poderá não ser ideal. 

Brasil ainda não tem data para vacinação contra Covid-19 

Enquanto diversos países já estão vacinando contra Covid-19, o Brasil não tem data prevista. Certamente, algo preocupante, já que o número de óbitos está em quase 220 mil mortos. 

Devido a esse fato, Gilmar Mendes aponta que a vacinação deve ocorrer o mais rápido possível. Além disso, Mendes ainda cita: “Vacinas não possuem ideologia… E sua função científica é salvar vidas”.

Por que a vacinação ainda não aconteceu no Brasil

Gilmar Mendes cobra medidas de urgência para a vacinação.Eis que surge uma dúvida, porque ainda não foi aprovada a vacina contra o Covid-19.

Segundo o instituto Butantan, Corona Vac tem eficácia e segurança para iniciar a vacinação. Contudo, para utilizar-se a substância deve-se superar as seguintes etapas: 

  • Divulgação de dados oficiais da eficácia e segurança;
  • Publicação em revista sobre todos os dados referentes à pesquisa e resultados;
  • ANVISA receber dados para então fazer a aprovação. Somente assim libera-se para vacinação; 
  • Defini-se a logística para que aplique-se a vacina na população.

Assim, cumpridas essas etapas, será possível imunizar um total de 9 milhões de pessoas. Contudo, esse número de doses irá aumentando conforme ocorrer a aprovação das demais vacinas.

Enquanto não libera-se as vacinas é preciso apoio da população. Então, evite sair de casa sem necessidade. Bem como, faça uso de máscara e álcool gel.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.