Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Seja um Diplomata: Bolsonaro vai abrir novo CONCURSO com salário de R$19.657,06

O salário inicial será de R$ 19.199,06, além do auxílio-alimentação de R$458, totalizando R$19.657,06.

Foi divulgado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 14 de maio, o regulamento oficial do próximo concurso público para Diplomata. De acordo com o documento, o edital vai contar com 25 vagas.

O presidente Jair Bolsonaro garantiu um novo edital de concurso de Diplomata (Concurso Diplomata 2020) e também nos demais anos de seu governo. O certame para este ano está mais próximo de acontecer.

Para concorrer ao cargo de Diplomata, o candidato deverá apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior, emitido por instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC).

No caso de a graduação ter sido realizada em instituição estrangeira, caberá exclusivamente ao candidato a responsabilidade de apresentar, até a data da posse, a revalidação do diploma exigida pelo MEC, nos termos do art. 48 da lei nº 9.394/1996. O salário inicial será de R$ 19.199,06além do auxílio-alimentação de R$458, totalizando R$19.657,06.

O concurso Diplomata 2020

De acordo com o documento publicado no Diário Oficial da União, o concurso vai ser realizado em três fases, conforme disposto a seguir:

Primeira fase: prova objetiva, de caráter eliminatório, constituída de questões de: Língua Portuguesa; História do Brasil; História mundial; Geografia; Língua Inglesa; Política Internacional; Economia; Direito.

Segunda fase: provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, com questões de: Língua Portuguesa e Língua Inglesa.

Terceira fase: provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, com questões de História do Brasil, Política Internacional; Geografia; Economia; Direito; Língua Espanhola e Língua Francesa.

Provas do concurso

Ainda segundo portaria divulgada no Diário Oficial da União, as primeiras provas do concurso para Diplomata vão ser aplicadas dois meses após publicação do edital do concurso.

Segundo o órgão, o prazo foi reduzido devido à necessidade de que a data de conclusão do concurso seja compatível com o planejamento de atividades do Instituto Rio Branco em 2021. A data de publicação do edital ainda não foi definida.

Segundo o texto, a diretora-geral do Instituto Rio Branco terá a responsabilidade de publicação do edital do concurso.

Agora, o próximo passo vai ser a contratação da banca organizadora do certame.

Anúncio do concurso

Bolsonaro confirmou que estão mantidos os concursos anuais para ingresso no Instituto Rio Branco (IRB), do Ministério das Relações Exteriores. A decisão foi tomada após consulta aos ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

“O nosso ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em contato com o nosso ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que manterá o concurso dos senhores [ao se referir aos diplomatas] no corrente e nos demais anos. É um reconhecimento do trabalho de todos os senhores e senhores”, declarou Bolsonaro, aos aplausos da plateia.

Último concurso

O último concurso para Diplomata foi divulgado em 2018. Na ocasião, o certame foi organizado pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES). Foram 6.411 inscritos concorrendo 20 vagas.

O último concurso foi realizado em duas fases:

a) Primeira Fase: prova objetiva, constituída de questões do tipo CERTO ou ERRADO de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, economia e direito e direito internacional público, de caráter eliminatório, que habilitará os candidatos a se submeterem à fase seguinte;

b) Segunda Fase: provas escritas de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, geografia, política internacional, economia, direito e direito internacional público, língua espanhola e língua francesa, de caráter eliminatório e classificatório.

História do Brasil, Política Internacional; Geografia; Economia; Direito; Língua Espanhola e Língua Francesa.

A Primeira Fase foi realizada nas capitais dos 26 estados da Federação e no Distrito Federal, enquanto a segunda fase será realizada nas capitais onde houver candidatos aprovados na Primeira Fase.

A prova objetiva da Primeira Fase foi constituída de 73 questões. A etapa foi aplicada no dia 08 de setembro de 2019, em dois períodos: o primeiro, iniciando-se às 9 horas e 30 minutos, com duração de 3 horas; e o segundo, iniciando-se às 15 horas, com duração de 3 horas.

Cada questão foi composta por 4 (quatro) itens para julgamento. O julgamento de cada item será CERTO ou ERRADO, de acordo com o comando a que se refere o item.

Houve, na folha de respostas, para cada item, dois campos de marcação: o campo designado com o código C, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item CERTO, e o campo designado com o código E, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item ERRADO.

Serão convocados para a Segunda Fase os candidatos classificados dentro dos números previstos no quadro a seguir, respeitados os empates na última colocação.

A prova escrita de língua portuguesa foi aplicada nas capitais onde houve candidatos aprovados na Primeira Fase, na data provável de 12 de outubro de 2019, e teve duração de 5 horas, com início às 14 horas.

Veja o último edital

Sobre

O CACD é o processo seletivo para ingresso na carreira de diplomata. Desde 1996, vem sendo realizado com a regularidade de pelo menos uma vez por ano. Sucede o exame vestibular para admissão no Curso de Preparação à Carreira de Diplomata (CPCD), o qual vigorou até 1995. Desde a edição de 2002, o CACD é realizado com a colaboração do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CEBRASPE/UnB). Trata-se de concurso de abrangência verdadeiramente nacional, pois todas as fases são aplicadas em todas as capitais estaduais e no Distrito Federal.

A aprovação no CACD habilita o candidato a ingressar no cargo de terceiro secretário da carreira de diplomata de acordo com a ordem de classificação obtida e a matricular-se no Curso de Formação do Instituto Rio Branco.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?