Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Sebrae e Sicredi lançam financiamento de até R$ 10 mil; veja quem pode

Juros são mais baixos que bancos: Programa Acelera MEI tem juros mais baixos que bancos e permite parcelamento em até 36 vezes, com taxa de juros de somente 0,39% por mês.

Você sabe o que Sebrae significa? E os benefícios que ele oferece? Muitos não se atentam ao significado das siglas que escutam, mas Sebrae é a sigla para Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

O Sebrae oferece apoio até mesmo para microempreendedores individuais (MEIs), em forma de dinheiro “extra”, muitas vezes essencial, para investir no negócio. Esse dinheiro é oferecido através do programa Acelera MEI.

Sobre o programa Acelera MEI

O programa Acelera MEI surgiu de uma parceria entre o Sebrae – PA e o Sicredi Norte.

O Acelera MEI tem vantagens em comparação a empréstimos de bancos e concessoras de crédito. Uma das maiores vantagens são seus juros mais baixos. Os valores oferecidos pelo programa variam entre 2 e 10 mil reais, sendo que o objetivo é que esse dinheiro seja investido como capital de giro de microempresas (ou MEIs).

Depois de contratar esse programa, é possível parcelar o financiamento em até 36 vezes, sendo que a taxa de juros é de 0,39% por mês. Porém, o tempo de carência e o valor das parcelas são relativos, dependendo da capacidade de crédito do empreendedor.

Etapas do programa Acelera MEI

O Acelera MEI tem quatro etapas. Confira:

  1. Formalização: nessa primeira fase, o empreendedor aprende como obter o CNPJ. Depois disso, estará apto para participar das etapas seguintes do programa que o levarão a obter o crédito;
  2. Qualificação: o empreendedor participa de capacitações necessárias para o crescimento; se tratam de 12 horas de atividades em oficinas empresariais. Depois de concluir essas atividades, o MEI recebe um modelo para detalhar a aplicação da quantia que deseja receber por meio do crédito, com orientação de um analista do Sebrae;
  3. Crédito: depois de definido o plano de aplicação e a declaração de conclusão das capacitações, o microempreendedor pode solicitar o crédito junto ao Sicredi;
  4. Mercado: finalmente, depois de participar do programa, o microempreendedor tem acesso a diversos eventos, produtos e serviços oferecidos pelo Sebrae. O objetivo é ampliar a marca e garantir bons negócios ao MEI.

Veja como se inscrever no Programa Acelera MEI

Depois de participar das 12 horas de capacitação e também ter em mãos um modelo para detalhar a quantia que deseja receber e uma declaração com um plano de aplicação para o negócio, com os dois documentos, o MEI pode solicitar o financiamento junto ao Sicredi. Para o dinheiro ser concedido, o empreendedor deve detalhar onde pretende investir o dinheiro.

Outras exigências para o financiamento:

  • Não pode estar com o nome sujo ou possuir restrição junto ao SPC e Serasa.
  • É necessário associar-se o Sicredi, com um custo de R$ 500, podendo ser parcelado em até 20 vezes.

Mais informações

Os interessados podem conseguir mais informações e se inscrever no financiamento do Programa Acelera MEI através do site: m.sebrae.com.br. Para dúvidas, o Sebrae também oferece o atendidimento da Central de Atendimento, via telefone 0800 570 0800.

Veja também: Caixa confirma divisão do lucro do FGTS com os trabalhadores; Veja quem pode

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?