Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Saque de R$ 998 do FGTS foi aprovado no Congresso; quando é possível sacar?

Com decisão de aumento para R$998 no FGTS, surgiram dúvidas sobre quanto esse dinheiro do benefício do FGTS seria liberado.

Fique atento, trabalhadores. O Congresso decidiu liberar o saque integral do fundo para quem tinha no máximo um salário mínimo (valor atual de R$998) na conta até o dia 24 de julho de 2019. Com essa decisão, surgiram dúvidas sobre quanto esse dinheiro do benefício do FGTS seria liberado.

Quando o saque de R$998 do FGTS será liberado?

Como as alterações aprovadas ainda não foram assinadas pelo presidente Jair Bolsonaro, ainda não há previsão de quando o trabalhador poderá sacar o montante total. A Caixa disse que “aguarda a apreciação e publicação do texto legal pela Presidência da República para divulgar informações sobre eventuais mudanças nas regras do saque imediato do FGTS”.

Por enquanto, vale o cronograma de saque de até R$500,00. Quem nasceu entre janeiro e julho já podem sacar. Quem faz aniversário entre agosto e dezembro precisa esperar, mas todos os saques serão liberados ainda em 2019.

Nascidos em janeiro: já podem sacar

Nascidos em fevereiro ou março: já podem sacar

Nascidos em abril ou maio: já podem sacar

Nascidos em junho ou julho: já podem sacar

Nascidos em agosto: recebem a partir de 29/11/2019

Nascidos em setembro ou outubro: recebem a partir de 6/12/2019

Nascidos em novembro ou dezembro: recebem a partir de 18/12/2019

Os trabalhadores que já realizaram o saque de R$500 e teriam direito ao saque de até R$998 devem aguardar o anúncio da Caixa para saber quando e como poderão retirar o restante do saldo na conta.

Saque Aniversário

Foi divulgado no Diário Oficial da União, o calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para 2020. Trata-se do saque-aniversário. A modalidade vai permitir que pagamentos anuais para quem tem dinheiro no fundo, seja de contas ativas ou inativas.

De acordo com o texto, uma medida provisória, o cronograma está de acordo com o aniversário do beneficiário. Por enquanto, foi revelado apenas os meses de saques para quem nasceu no primeiro semestre.

Em 2020, os saques para os aniversariantes do primeiro semestre terão o seguinte cronograma:

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Nascidos em janeiro e fevereiro – os saques serão efetuados no período de abril a junho de 2020;

Nascidos em março e abril – os saques serão efetuados no período de maio a julho de 2020;

Nascidos em maio e junho – os saques serão efetuados no período de junho a agosto de 2020.

Na medida provisória, ainda não foi revelado o calendário para quem nasceu no segundo semestre. Mas, durante o anúncio no dia 24 de julho, o Ministério da Economia informou que, após junho, os saques poderão ser feitos no mês de aniversário do trabalhador. A partir de 5 de agosto, a Caixa Econômica Federal dará mais detalhes, como cronograma e canais de atendimento.

Lembrando que o saque-aniversário do FGTS vai começar a valer a partir de 2020. A modalidade será para quem optar por receber parte do FGTS a cada ano. Nesse caso, os interessados em migrar para a modalidade terão que comunicar a decisão à Caixa Econômica a partir de outubro deste ano.

Se confirmar a mudança, o trabalhador não vai poder efetuar o saque em caso de rescisão do contrato de trabalho. O beneficiário que optar pelos saques anuais só poderá voltar à modalidade que permite o saque total em caso de demissão sem justa causa dois anos depois da mudança. Porém, quem optar pelo saque-calendário continuará com direito à multa de 40% sobre o valor total da conta.

Segundo o Ministério da Economia, a migração não é obrigatória. Se o trabalhador não comunicar à Caixa a intenção de aderir ao saque-aniversário, permanecerá na regra anterior.

Caso opte pelo saque-aniversário, o trabalhador vai poder retirar o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, de aposentadoria e de falecimento do titular, algumas das hipóteses previstas para saque.

Além do saque de até R$500 por conta, o governo anunciou uma nova modalidade de saques: o saque-aniversário. Essa nova opção estará disponível a partir de 2020.

  • a modalidade permitirá a realização de saques anuais;
  • os interessados em migrar para a modalidade terão que comunicar a a decisão à Caixa Econômica a partir de outubro;
  • ao confirmar a mudança, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.

Na modalidade saque-aniversário, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores, conforme tabela abaixo.

Saldo Alíquota Parcela adicional
Até R$ 500,00 50% 0
De R$ 500,01 a R$ 1.000,00 40% R$ 50,00
De R$ 1.000,01 a R$ 5.000,00 30% R$ 150,00
R$ 5.000,01 a R$ 10.000,00 20% R$ 650,00
R$ 10.000,01 a R$ 15.000,00 15% R$ 1.150,00
R$ 15.000,01 a R$ 20.000,00 10% R$ 1.900,00
acima de R$ 20.000,01 5% R$ 2.900,00

 

Segundo o governo, o calendário do saque-aniversário em 2020 será divulgado oportunamente pela Caixa. A partir de 2021, o saque do FGTS deverá ser feito no primeiro dia do mês do aniversário até o último dia útil do segundo mês subsequente. Por exemplo: se a data de aniversário for dia 10 de março, o trabalhador terá de 1º de março até o último dia útil de maio para efetuar o saque.

Leia Também:

3 Comentários
  1. Rafah Diz

    Graças a essa nova lei eu recebi um dinheiro q nunca imaginei q um dia eu receberia ,

  2. Jose Teixeira do Nascimento Diz

    Se esse governo não mudar sua estratégia de economia pondo a classe trabalhadora em dificuldade financeira, e os idosos do pobre que o elegeu com esse ministro Paulo Guedes que a política de economia é só tirar do trabalhador, escravizando os brasileiros o Lula estará agradecido porque ninguém nunca entregou o poder de mão beijada como Bolsonaro e Paulo Guedes,e nós que votamos confiando em receber uma política moderna que apoia e ajuda mossas famílias fomos vendidos por um governo que quer economizar nos sacrificando em vez de buscar recursos externo para nos ajudar é contrário tira agora até o último do nossos salários, aí virá a queda do governo Bolsonaro com maior responsabilidade de Paulo Guedes, Bolsonaro já despediu vários ministros e o que vai derrubar ele ele está abraçando,acorde Bolsonaro aínda está em tempo seus eleitores não são leigos não foi isso que o senhor nos prometeu, estamos bem de olho abraço presidente

  3. Joao Diz

    Assina essa Porã logo. Tá faltando caneta azul?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?