Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

R$200 por mês: saiba quem tem direito à ajuda do governo durante o coronavírus

Segundo informações do Ministério da Economia, a medida visa minimizar os prejuízos da pandemia do novo coronavírus. A medida deverá atingir até 20 milhões de pessoas.

Como parte do plano para combater o novo coronavírus (COVID-19), o Governo anunciou que vai conceder vouchers para repassar dinheiro à parcela da população que não tem trabalho formal. Para isso, o governo anunciou que vai pagar o valor de até R$200 por três meses para trabalhadores de baixa renda que sejam informais, autônomos e desempregados.

Para receber o valor de até R$200, o  cidadão não deve receber valores de  programas como Bolsa Família e BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Segundo informações do Ministério da Economia, a medida visa minimizar os prejuízos da pandemia do novo coronavírus. A medida deverá atingir até 20 milhões de pessoas.

Vale lembrar que a medida ainda não está em vigor. Para começar a valer,  ela deverá ser implementada através de um projeto de lei, que o governo vai encaminhar ao Congresso e, só depois de aprovada, começará a vigorar no país.

Até o momento, o projeto não foi divulgado pelo governo. No entanto, membros do governo adiantou alguns pontos que devem constar no texto oficial da medida. Veja o que foi anunciado até o momento logo abaixo.

Sobre o vale de R$200

Veja os principais pontos da proposta do governo:

  • A pessoa que tiver o direito vai receber o valor de R$200 mensais, durante três meses (a princípio), conforme informou o Ministério.
  • Segundo o governo, poderão receber os trabalhadores que não têm carteira assinada, microempreendedores individuais e desempregados, que tenham mais de 18 anos e se enquadrem nos critérios do CadÚnico (Cadastro Único), registro de pessoas de baixa renda para que possam receber benefícios sociais.
  • Conforme informado na matéria, o cidadão não poderá estar recebendo algum outro benefício, como BPC (Benefício de Prestação Continuada), Bolsa Família, seguro-desemprego, aposentadoria ou pensão, segundo o Ministério.

Cadastro

Segundo o governo, não é necessário se inscrever no Cadastro Único para receber os valores. De acordo com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, será criado um site juntamente com o Ministério da Cidadania para que a pessoa que não esteja no CadÚnico, mas que cumpre os requisitos, possa se inscrever.

“Quem não está no CadÚnico fará inscrição, fará cadastramento, nesse site que nós divulgaremos no momento oportuno, faremos esses mesmos batimentos (para saber se cumpre os critérios) e ela receberá o benefício”, disse. Até o momento o governo não disponibilizou o site de inscrição.

O cidadão que está cadastrado no Cadastro Único e cumpre os critérios para o benefício de R$ 200 (ter mais de 18 anos, não receber outro benefício nem ter emprego com carteira assinada) já está inscrito para receber e não precisa fazer nada, de acordo com informações do Ministério.

Quando começa o pagamento?

O benefício ainda deve ser criado através de Projeto de Lei. No entanto, a proposta ainda não foi encaminhada ao Congresso. O Ministério revelou que ainda não sabe quando serão iniciados os pagamentos.

O pagamento do governo federal deverá ser feito na conta do próprio trabalhador, conforme informou Bruno Bianco Leal. Para quem não tem conta em banco, o governo pretende viabilizar com bancos públicos o fornecimento de um cartão virtual que permitiria o saque dos valores em caixas eletrônicos.

Veja também: Dinheiro na conta! Governo libera FGTS e PIS em quatro modalidades

Leia Também:

top planilha
8 Comentários
  1. Milanedes da Silva Almeida Diz

    O meu bolsa família foi cancelado a um ano me escrevi denovo e até agora não tive resposta nenhuma já vai para um ano que foz o cadastramento

  2. Selma Regina Souza dos Santos Diz

    Meu processo de aposentadoria ainda não foi liberado já faz mais de 5 meses . Não recebi nada até o momento.

  3. Maria Izabel fernandes Diz

    Gostaria muito de fazer parte deste programa só maior de 18anos tenho 47 anos estou desempregada já faz 3anos

  4. Silvana Pedro do nascimento Diz

    Eu recebia o bolsa família até o ano passado e não recebo mais dês outubro cancelar o meu benefício porque não tinha como eu atualiza porque eu to grávida e não podia sai porquê estava segurando o bebê eu achei em justo porque com 5 crianças em casa sem emprego grávida será que vai volta o meu benefício porque preciso muito

    1. Marcela Diz

      Estou registrado Intermitente se trabalho tenho direito se não eu não ganho salário.. trampo em escola só trampo se tiver Aula..como a escola nao tendo assinei meu termo de nao ganhar na..so se voltar as aulas..tenho direito aos 200 para me ajudar..

    2. Jonathan Diz

      Sai logo esse benefício bolsonari! !!!!!!!!

  5. Viviane Diz

    E as pessoas que estão aguardando a mais de 6 meses os processos aposentadoria sem receber nada?

    1. Rodrigo Diz

      Todos os políticos (municipais, estaduais e federais) estão inclusos no conceito de sercidor público? ( O que eles de fato são).
      Estava vendo em outros portaia além desse w não ficou claro se seria realizado corte na remuneração dos politicos, incluindo ministros e principalmente a “nata” STF. Vcs, da página, poderiam dar voz a esse ponto e estimular os demais portais nesse questionamento. Não seria justo que esses políticos não fossem sacrificados, visto que possuem as melhores remunerações do país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.