Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Quem sacou R$500 do FGTS em 2019 poderá receber R$498 em 2020? Saiba!

Os valores estarão disponíveis para saque pelo trabalhador até 31 de março de 2020

Quem já sacou até R$ 500 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e têm direito ao adicional de até R$ 498, já pode retirar os valores. Segundo informações da Caixa, o direito de resgate do valor depende de quanto a pessoa tinha na conta do fundo de garantia em 24 de julho de 2019.

Quem tinha até R$998 na conta no dia 24 de julho e já sacou R$500 poderá sacar mais R$498.

Já quem tinha até R$998 na conta em 24/07 e não sacou R$500, poderá sacar R$998,00 a mais por conta. Quem tinha mais do que R$ 998 na conta no dia 24 de julho e já sacou R$ 500 não poderá sacar nenhum valor. Por fim, quem tinha mais de R$998 na conta em 24 de julho e não sacou, poderá sacar R$500.

Vale lembrar que só vai poder sacar quem tem até um salário mínimo (R$ 998). Se tivesse mais na conta, o limite de saque eram de R$ 500 mesmo e não será pago nenhum adicional.

Os valores estarão disponíveis para saque pelo trabalhador até 31 de março de 2020. “A CAIXA seguirá a estratégia de atendimento que tem sido muito bem sucedida, inclusive com o modelo simplificado de pagamento, e atenderá com tranquilidade os mais de 10 milhões de trabalhadores que receberão valores complementares do Saque Imediato”, disse o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.

Saques do FGTS

Segundo informações da Caixa Econômica Federal, 56,3 milhões dos 96 milhões de trabalhadores fizeram os saques imediatos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 500. Ou seja, quase 40 milhões ainda não foram efetuar o saque do valor nas agências bancárias.

Segundo o banco, foram pagos R$ 24,7 bilhões do total de R$ 40 bilhões liberados. Ou seja, 59% dos trabalhadores sacaram 62% dos recursos.

Os saques do FGTS foram iniciados no segundo semestre do ano passado. Em setembro, começaram para os correntistas da Caixa, que tiveram o crédito automático em conta, e em outubro para não correntistas.

O pagamento do benefício seguiu o calendário, conforme aniversário do trabalhador. Agora, com o fim desse calendário, quem ainda não sacou o dinheiro, independente do mês em que nasceu, tem até o dia 31 de março para efetuar os saques.

Veja também: INSS: Justiça libera revisão da vida toda, que inclui todos salários na aposentadoria

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?