Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Portaria limita total de funcionários dos Correios e da Caixa

A Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais – Sest publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 21 de agosto, portarias que fixam o limite no quadro de funcionários da Caixa Econômica Federal e dos Correios. De acordo com o texto, as estatais deverão seguir um teto de, respectivamente, 86.837 e 102.351 vagas.

Em junho deste ano, reafirmando o objetivo de enxugar o número de funcionários públicos, o ministro Paulo Guedes afirmou que “não haverá concursos por um tempo“.

Na Caixa, a medida limita o quadro total de empregados do Banco a 86.837 vagas, incluindo os trabalhadores da Caixa Participações S.A. – Caixapar e da Caixa Seguridade. O banco estatal chegou a ter mais de 100 mil funcionários em meados de 2014. No entanto, atualmente conta com um quadro próximo do total estabelecido na portaria.

Nos Correios, o quadro total de funcionários não deverá exceder 102.351 vagas – incluindo 170 funcionários anistiados, cujos cargos deverão ser extintos ao término dos contratos de seus atuais ocupantes.

Em ambas estatais, há exceções de empregados que não devem ser contabilizados: aqueles com contrato de trabalho suspenso por aposentadoria por invalidez. As duas empresas diminuíram consideravelmente o total de servidores nos últimos anos, através de programas de demissão voluntária.

“Compete às empresas gerenciar seu quadro próprio de pessoal, praticando atos de gestão para repor empregados desligados ou que vierem a se desligar do quadro funcional, desde que seja observado o limite ora estabelecido e as dotações orçamentárias aprovadas para cada exercício, bem como as demais normas legais pertinentes”, afirma o secretário Fernando Antônio Ribeiro Soares, responsável pela assinatura das portarias.

Leia Também:

top planilha
Sem comentários
  1. Fernando Diz

    E o limite de preenchimento de vagas de funcionários de parlamentares e políticos? E o corte de despesas dos políticos como que fica?

  2. Janice Diz

    Já decidiram quando vão de parar de acabar com o País? Porque vos não vão embora para os Estados Unidos , lavar e cozinhar para Trump? Aí vos estariam no lugar certo???????

  3. Antônio Ferreira Santos FILHO Diz

    Acho muito interessante. Para os políticos não tem limites de acessores de gabinetes em Brasília e em seu curral eleitoral, ai eles não falam nada. Agora eu digo uma coisa por que vocês na coloca este projeto que está engavetado para votação para o voto não ser obrigatório. Já que voceis falam tanto que o nosso país é democrático.
    Este país só tem esperto.

  4. Mércia Maria Pereira Neves Diz

    E a Amazônia? Tá bem!

  5. Jayme Diz

    Volta a ditadura..produzindo mais desempregados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.