Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Mutirão de renegociação: Caixa, BB e Santander abatem dívidas em até 92%

Mutirão de renegociação: Caixa, Banco do Brasil e Santander abatem dívidas em até 92%


A Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e o Santander definiram novas normas para a semana de educação financeira e renegociação de dívidas em atraso, anunciada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e pelo Banco Central no dia 21 de novembro.

A Caixa e o Santander prometeram descontos de 90% no valor da dívida, enquanto o Banco do Brasil confirmou que vai abater até 92% da dívida. A ação, batizada de Semana de Negociação e Orientação Financeira, será realizada de entre 02 e 06 de dezembro.

Segundo o Banco do Brasil, todos os clientes pessoa física com operações de crédito vencidas há mais de 30 dias poderão participar.A instituição financeira revelou que condições incluem desconto no valor do débito, parcelamento em até 120 meses e carência de até 180 dias para iniciar o pagamento.  Já no dias do mutirão de renegociação, 57 agências em capitais e no Distrito Federal funcionarão com horário estendido para esse atendimento.

Os interessados poderão realizar operações de negociação no site e aplicativo do BB. O banco revelou que serão cobrados juros menores e redução de até 14% nas taxas.

Já a Caixa revelou que as condições para renegociação dependerão do perfil do cliente. Para os clientes jurídicos com crédito comercial em atraso, haverá a possibilidade de unificar os contratos e fazer um parcelamento só para todas as dívidas, que ainda poderão ser pagas em até 96 vezes.

Outras condições previstas pela Caixa são a realização de uma interrupção no pagamento de até uma prestação que esteja vencida ou a vencer e a repactuação de uma dívida, com novo prazo para quitação.

Já no crédito imobiliário, o devedor poderá pagar uma entrada sobre o valor que deve e incorporar o restante às demais prestações.

Uma outra opção a ser oferecida pelas instituições, será fazer um pagamento de entrada e comprometer-se a fazer os demais pagamentos em dia, pelos três meses seguintes. Após esse prazo, o restante do saldo devedor será incorporado ao restante do contrato.

Já quem tiver até três parcelas do financiamento imobiliário em atraso terá a possibilidade de usar o saldo do FGTS para reduzir em até 80% o valor da prestação, por 12 meses.

Os bancos ainda divulgarão que agências terão funcionamento estendido.

No Santander, os clientes com atrasos de até 60 dias terão reduções de até 20% nas taxas. Os descontos de até 90% do valor da dívidas são previstas para clientes com débitos vencidos já mais de 60 dias.

No caso do Bradesco, a instituição revelou que vai participar e informou que terá prazos e taxas diferenciadas, conforme perfil dos clientes, mas não ainda definiu os parâmetros.

No caso do Banrisul, o Banco diz que terá desconto sobre o total da dívida e nos juros.

Leia Também:

top planilha
4 Comentários
  1. Marcelo Diz

    Gostaria muito de resolver minha pendência com a caixa econômica, mas até agora não consigo falar com ninguém e quando alguém fala diz que só na agência e a agência diz que no site, alguém pode me dizer ou pedir pra alguém da caixa economia fazer a campanha acontecer mesmo, quero ficar azul. Só isso. Quero pagar e seguir minha vida financeira.

  2. Marcos Nogueira Diz

    Boa noite, e para quem tem crédito imobiliário e está em dia com a prestação e precisa reduzir o valor da prestação? O que pode ser feito? Uma vez que quando foi feito o financiamento, o valor do salário era compatível e hoje com a crise é menos que a metade do salário na contratação do crédito?

  3. María Diz

    Eu tenho dívida do cartão de crédito da Caixa como faço pra participa desse multirao já que a caixa não específico por qual canal posso fazer o acordo ,

    1. Vitor avalo kaufert Diz

      Meu numero Whatsapp 66-999564161 [email protected]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.