Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Ministério das Comunicações e PRF: Pedidos avançam no MPOG! Mais de 1.600 vagas!

Os concursos programados para o Ministério das Comunicações e  Departamento de Polícia Rodoviária Federal – PRF, que somam 1.687 vagas para os níveis médio e superior tiveram avanços significativos desde a última semana. Confira mais detalhes.

Ministério das Comunicações

Boa notícia para quem deseja ingressar no quadro de pessoal do Ministério das Comunicações (MiniCom). O pedido para abertura de concurso com 187 oportunidades de níveis médio e superior avançou no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Encaminhada em 28 de maio ao Planejamento, a solicitação está em trâmite no Gabinete da Secretaria de Gestão Pública (Gabin/Segep) desde 21 de novembro. Com isso, cresce a expectativa para que a autorização seja concedida em breve.

Como anunciado anteriormente pela assessoria de imprensa do MiniCom, o pedido refere-se a diversos cargos com exigência de ensino médio e formação superior. Os que necessitam de diploma de graduação serão destinados aos profissionais com formação geral e específica, como administração, economia, ciências contábeis, estatística, arquivologia, entre outras.

O setor de comunicação ainda informou que o ministério espera fazer o processo seletivo no próximo ano. “A realização do concurso está vinculada às aprovações necessárias por parte do Ministério do Planejamento. A expectativa do MiniCom é que o pleito seja aprovado e que o concurso possa ser realizado ainda em 2015”.

Todas as carreiras apresentadas na solicitação pertencem à carreira do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (PGPE), cujas remunerações variam de R$ 2.800 a R$ 4.247.

Encontre apostilas e cursos online para o concurso da PRF: Clicando aqui

Polícia Rodoviária Federal – PRF

Depois de quase seis meses, desde que o pedido de autorização foi encaminhado ao Ministério do Planejamento, o processo relativo ao concurso da Polícia Rodoviária Federal (para preenchimento de 1.500 vagas) avançou no último dia 25. Isso sinaliza que a autorização poderá acontecer em breve, depois do processo eleitoral concluído. O período das eleições acabou retardando todos os processos que se encontram em estudo naquele ministério, inclusive esse da PRF, cujo concurso é considerado uma das prioridades do governo, sobretudo para intensificar o combate do tráfico de drogas e de armas.

Com vencimentos que, a partir de janeiro, chegam aos R$7.092,91 mensais, o concurso da Polícia Rodoviária Federal tem atraído um grande contingente de candidatos (nos dois últimos concursos foram contabilizados 210 mil inscritos para a disputa de 1.750 vagas). A previsão é de que o próximo processo seletivo registre um recorde de concorrentes, pois é crescente o interesse pelo concurso. Para participar da disputa, basta ter concluído o curso superior em qualquer área – o que amplia o leque de participantes.

Nos últimos dias 21 e 25, o processo avançou na burocracia interna do do Planejamento, sinalizando que o concurso pode ser um dos primeiros a serem autorizados, embora ainda não haja uma data definida para isso. Há, inclusive, a possibilidade de que a autorização saia logo depois da posse do novo Ministro, o que está para acontecer nos próximos dias. De qualquer forma, a autorização será inevitável, pois o governo federal tem ratificado que uma das prioridades na política de segurança será o combate ao tráfico de armas e drogas e, nesse processo, o papel dos policiais rodoviários torna-se estratégico. Além do mais, é sabido que a deficiência de pessoal no quadro da PRF é grande, o que tem preocupado as autoridades federais.

A nova seleção faz parte dos planos da PRF de preencher os 13.098 cargos da carreira policial. Inicialmente, a meta era completar o quadro até 2013. Segundo dados do Planejamento de setembro deste ano, o departamento conta atualmente com 10.402 policiais, havendo ainda portanto 2.696 vagas a serem preenchidas. Além do novo concurso, o órgão aguarda autorização para nomear mais 450 classificados no concurso aberto no ano passado, além de outros 766 excedentes (aprovados fora do número de vagas). O departamento deverá convocar todos os aprovados na última seleção antes de realizar o novo concurso, como aconteceu na última oportunidade.

 

Fonte: GranCursos

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?