Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS: Demora na concessão de benefícios pode gerar prejuízo de R$ 14 milhões

O valor de R$14 milhões de perda para o INSS foi feito considerando o valor médio mensal dos benefícios; veja os valores

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), caso liberasse todos os 1,3 milhão de pedidos de benefícios que estão parados nas agências há mais de 45 dias, de um total de dois milhões de requerimentos à espera de concessão, o órgão teria que pagar, hoje, mais de R$ 14 milhões somente em correção monetária pelo atraso.

Acontece que o órgão, por lei, tem 45 dias para liberação do pagamento do benefício. Do contrário, tem que pagar mais para compensar o segurado pela longa espera. 

O valor de R$14 milhões de perda para o INSS foi feito considerando o valor médio mensal dos benefícios, que, segundo o instituto, é de R$ 1.286,86. Além disso, foi levando em consideração o volume acumulado de 1,3 milhão de pedidos com mais de 45 dias de espera. e também o tempo de concessão de 72 dias, e a correção pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que fechou 2019 em 4,48%. Os cálculos são do jornal o Extra.

A Advocacia-Geral da União (AGU) comunicou ao INSS que efetuou, em 2019, pagamentos de benefícios em atraso administrativamente no montante de R$ 212.738.540,18, valor já com correção monetária. Porém, não foi informado o quanto desse montante é apenas referente à correção.

Qual o valor do aumento do INSS para quem se aposentou? Saiba!

INSS: Valores do aumento

Confira abaixo como ficam as correções proporcionais para valores de benefícios concedidos a partir de fevereiro de 2019:

Início em fevereiro (correção de 4,11%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.561,65
  • R$2.000 / R$2.082,20
  • R$2.500 / R$2.602,75
  • R$3.000 / R$3.123,30
  • R$3.500 / R$3.643,85
  • R$4.000 / R$4.164,40
  • R$4.500 / R$4.684,95
  • R$5.000 / R$5.205,50
  • R$5.839,45 / R$6.079,45

Início em março (correção de 3,55%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.553,25
  • R$2.000 / R$2.071,00
  • R$2.500 / R$2.588,75
  • R$3.000 / R$3.106,50
  • R$3.500 / R$3.624,25
  • R$4.000 / R$4.142,00
  • R$4.500 / R$4.659,75
  • R$5.000 / R$5.177,50
  • R$5.839,45 / R$6.046,75

Início em abril (correção de 2,76%)?

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.541,40
  • R$2.000 / R$2.055,20
  • R$2.500 / R$2.569,00
  • R$3.000 / R$3.082,80
  • R$3.500 / R$3.596,60
  • R$4.000 / R$4.110,40
  • R$4.500 / R$4.624,20
  • R$5.000 / R$5.138,00
  • R$5.839,45 / R$6.000,62

Início em maio (correção de 2,14%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.532,10
  • R$2.000 / R$2.042,80
  • R$2.500 / R$2.553,50
  • R$3.000 / R$3.064,20
  • R$3.500 / R$3.574,90
  • R$4.000 / R$4.085,60
  • R$4.500 / R$4.596,30
  • R$5.000 / R$5.107,00
  • R$5.839,45 / R$5.964,41

Início em junho (correção de 1,99%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.529,85
  • R$2.000 / R$2.039,80
  • R$2.500 / R$2.549,75
  • R$3.000 / R$3.059,70
  • R$3.500 / R$3.569,65
  • R$4.000 / R$4.079,60
  • R$4.500 / R$4.589,55
  • R$5.000 / R$5.099,50
  • R$5.839,45 / R$5.955,66

Início em julho (correção de 1,98%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.529,70
  • R$2.000 / R$2.039,60
  • R$2.500 / R$2.549,50
  • R$3.000 / R$3.059,40
  • R$3.500 / R$3.569,30
  • R$4.000 / R$4.079,20
  • R$4.500 / R$4.589,10
  • R$5.000 / R$5.099,00
  • R$5.839,45 / R$5.955,07

Início em agosto (correção de 1,88%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.528,20
  • R$2.000 / R$2.037,60
  • R$2.500 / R$2.547,00
  • R$3.000 / R$3.056,40
  • R$3.500 / R$3.565,80
  • R$4.000 / R$4.075,20
  • R$4.500 / R$4.584,60
  • R$5.000 / R$5.094,00
  • R$5.839,45 / R$5.949,23

Início em setembro (correção de 1,76%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.526,40
  • R$2.000 / R$2.035,20
  • R$2.500 / R$2.544,00
  • R$3.000 / R$3.052,80
  • R$3.500 / R$3.561,60
  • R$4.000 / R$4.070,40
  • R$4.500 / R$4.579,20
  • R$5.000 / R$5.088,00
  • R$5.839,45 / R$5.942,22

Início em outubro (correção de 1,81%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.527,15
  • R$2.000 / R$2.036,20
  • R$2.500 / R$2.545,25
  • R$3.000 / R$3.054,30
  • R$3.500 / R$3.563,35
  • R$4.000 / R$4.072,40
  • R$4.500 / R$4.581,45
  • R$5.000 / R$5.090,50
  • R$5.839,45 / R$5.945,14

Início em novembro (correção de 1,77%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.526,55
  • R$2.000 / R$2.035,40
  • R$2.500 / R$2.544,25
  • R$3.000 / R$3.053,10
  • R$3.500 / R$3.561,95
  • R$4.000 / R$4.070,80
  • R$4.500 / R$4.579,65
  • R$5.000 / R$5.088,50
  • R$5.839,45 / R$5.942,81

Início em dezembro (correção de 1,22%)

Benefício em 2019 / Benefício em 2020

  • R$1.500 / R$1.518,30
  • R$2.000 / R$2.024,40
  • R$2.500 / R$2.530,50
  • R$3.000 / R$3.036,60
  • R$3.500 / R$3.542,70
  • R$4.000 / R$4.048,80
  • R$4.500 / R$4.554,90
  • R$5.000 / R$5.061,00
  • R$5.839,45 / R$5.910,69

Leia Também:

top planilha
1 comentário
  1. Izabel Diz

    Meu esposo estar esperando já um ano até agora nada só enrolando INSS cada falta alguma coisa triste 😢 demais só por Deus.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.