Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

FGTS: trabalhador que não quiser sacar R$ 500 terá valor devolvido; Entenda

Depósito automático do FGTS foi feito somente para os beneficiários que tinham conta poupança na Caixa

A Caixa Econômica Federal vai devolver, em até um dia útil, o dinheiro retirado do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para viabilizar o saque imediato de até R$ 500 por conta. O pedido terá que ser feito em uma agência do banco.

De acordo com o diretor-executivo de fundos de governo da Caixa, Edilson Carrogi, os valores, ao serem devolvidos ao FGTS, serão depositados com a mesma correção que teriam se ainda estivessem nas contas vinculadas do trabalhadores.

Segundo informações da Folha de São Paulo, o prazo menor para o retorno do dinheiro ao fundo vale para os trabalhadores que não têm conta na Caixa e que fazem aniversário até o mês de outubro. Quem nasceu em novembro e dezembro ainda conseguem impedir que o dinheiro saia do Fundo.

No site do saque imediato, é possível pedir o cancelamento do débito, ou seja, o desfazimento.

Os titulares de poupança ou conta-corrente da Caixa que tenham recebido os valores nessas contas podem desistir da adesão ao saque imediato. No entanto, nesses casos, o prazo para retorno ao FGTS será de até 60 dias.

O diretor-executivo de fundos de governo da Caixa revelou ainda que a opção pela antecipação do débito no FGTS foi feita considerando que a maioria das pessoas deve optar por retirar o dinheiro. Por esse modelo, segundo o diretor, seria possível evitar um deslocamento desnecessário do trabalhador a uma agência da Caixa. Edilson afirmou que o procedimento é uma economia de processo.

Em comparação com o que foi adotado em 2017, quando foram liberados os saques das contas inativas, o diretor disse que muitos trabalhadores buscaram as agências da Caixa em busca de informações. Agora, com o saque disponibilizado previamente, o banco considera ter reduzido a necessidade de o trabalhador se deslocar.

Como cancelar?

Se o trabalhador nasceu em novembro e dezembro, ainda dá tempo de cancelar. Para isso, ele deve:

1- Acessar www.caixa.gov.br/fgts

2- Cliquar em “Acesse aqui”, na opção “Saque Imediato

3- Identificar: É possível acessar com o CPF ou o número do PIS; depois, é necessário informar a senha cadastrada; quem ainda não tiver, terá que fazer

4- Nessa página, é possível consultar o total disponível para saque

5- Por último, o sistema informa a data da liberação e dá a opção “Desfazimento”

Para quem nasceu até outubro

  • Esses trabalhadores precisam pedir a devolução à Caixa
  • O site do Saque Imediato não dá essa opção
  • É necessário pedir em uma agência

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

A Caixa

O procedimento, na avaliação da Caixa, incluiu identificar quem tinha o direito e fazer o débito antecipado “Em todos os casos, ele [o trabalhador] pode solicitar o desfazimento”, diz Carrogi.

Ele afirma também que em todas as situações não haverá prejuízo ao trabalhador. “O dinheiro vai voltar à conta vinculada e terá a correção como se nunca tivesse saído. Vamos calcular e creditar a correção junto com o dinheiro.”  As declarações foram dadas ao Jornal Folha de São Paulo.

Leia Também:

brasil 123  
2 Comentários
  1. Nádia Beatriz froes Nunes Diz

    gostaria de saber se realmente é verdade um novo saque a partir do dia 6!? a Segunda remessa

  2. HELCIA Diz

    Eu já vi o saldo da minha conta da bolsa família mas não veio com 13º

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?