Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

ENEM: você provavelmente comete estes erros na resolução de questões

Muitos alunos ficam tão focados em descobrir fórmulas e métodos inusitados que falem o que fazer para alavancar a eficiência dos estudos para posteriormente conseguir a tão sonhada aprovação que, eles não percebem que já estão fazendo as coisas certas, porém, de forma errada, como por exemplo as questões. Você já sabe que fazer questões é fundamental para ser aprovado, mas será que você está estudando por elas de forma errada? Descubra agora!

Fazer questões de outras bancas

Um grande erro que alguns dos estudantes cometem é fazer provas de bancas aleatórias. Sem nenhuma estratégia de estudo, esses estudantes simplesmente pegam quaisquer  questões que vêm pela frente e saem fazendo diversas delas, as quais não tem nada a haver com o estilo de prova particular que o Enem tem, pois o Exame Nacional do Ensino Médio tem duas características bem significantes em suas questões: interdisciplinaridade e formato: texto, enunciado e alternativas, ou seja, você não verá questões cobrando assuntos de forma simples e direta, então por quê você está fazendo questões desse tipo?

Não faz sentido treinar com uma bicicleta se você precisa dirigir uma moto, não faz sentido você treinar com questões do Enem e de outras bancas se você só vai prestar a prova do Enem, então já sabe: se concentre nas provas anteriores exclusivas do Enem, pois são nelas que você vai encontrar o que realmente vai encarar no dia da prova.

Apenas ver o gabarito

Novamente corrigindo um erro e vindo outro… se agora você está fazendo apenas as questões do Enem saiba que isso não basta para a sua aprovação. Por acaso adianta você fazer todas as provas anteriores e não obter o feedback do seu desempenho? Fazer isso é como se você estivesse atirando para todo lado sem saber se está acertando o alvo.

Calma, com essa metáfora eu não quis dizer que você deve ver o gabarito, isso você com certeza já faz, eu quero que você a partir de hoje não só veja o gabarito mas anote os assuntos que caíram nas questões que você errou, e logo em seguida os estude, os aprofunde, afinal, vê-lo e ficar frustado não vai te agregar em nada, o que agrega é aprender com os erros,e você só vai aprender come eles se identificar esses erros. Essa dica que te passei agora é muito importante, portanto não se preocupe, vou detalhá-la em um post exclusivo para ela, então fica ligado.

Ver respostas de cálculo em vez de tentar fazer sozinho

Nós somos muito ansiosos, queremos tudo rápido, tudo para ontem, é da natureza humana não gostar de esperar, e é claro que isso também se aplica a quando estamos diante de questões que só em ler a primeira linha do enunciado já dá para ver que é trabalhosa. Sim, são as nossas queridas questões de cálculos, as de exatas, as que mais fazem os alunos serem dependentes daquelas resoluções em vídeo, e que consequentemente, os fazem se acostumar a sempre “colar” a resposta, e depois copiar a resolução.

Isso geralmente acontece quando o aluno demora apenas dois, três minutos pensando, depois ele já parte para internet e procura a resposta, e o pior é que é um ciclo vicioso: leu, demorou, pegou na internet, copiou, depois vem a falsa sensação de que ele aprendeu e por isso ele mesmo diz: “na próxima vou acertar esse tipo de questão”, mas o que acontece depois? O mesmo ciclo se repete. Isso é fatal para a aprovação, pois na hora será só ele e a prova, e como ele vai fazer as questões de exatas se ele apenas anotava a resolução delas durante a maior parte da preparação?

Não pesquisar significado das palavras

Vamos combinar que o Enem é um tipo de prova que não tem a linguagem mais clara do mundo. Por vezes, nos deparamos com questões que contém conteúdos que sabemos, que já respondemos, que estão super frescos na nossa cabeça, mas mesmo assim temos dificuldades para resolvê-las em decorrência da dificuldade que tivemos para interpretá-la. Essa dificuldade, por sua vez, tem como causa uma palavrinha ou outra que são a peça chave para que sejam interpretadas mas que não sabemos seus significados, e essas mesmas palavrinhas estavam presentes em uma ou outra questão feita anteriormente, ou seja, se você tivesse pesquisado o significado antes, saberia resolver outra que a tivesse.

Pesquisar essas palavrinhas rebuscadas que uma vez ou outra o Enem gosta de colocar nas questões, não só te faz poupar tempo na hora te interpretar, como também aumenta seu vocabulário para a redação. O que melhor do que dois benefícios em um?

Tenho certeza que que com esse post você percebeu que estava cometendo alguns erros ou lembrou de um amigo que também está, então é para ele mesmo que você precisa compartilhar!

Veja também: 3 milhões de estudantes já se inscreveram para o ENEM 2020; prazo vai até sexta-feira (22)

Leia Também:

brasil 123  
2 Comentários
  1. Margot Diz

    Sim eu adoro estudar e me manter atualizada

  2. Margot Diz

    Sim

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?