Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Vai fazer concurso? Confira cursos quem podem aumentar o salário de um concursado!

Existem situações especiais onde o salário de um emprego concursado pode sofrer aumentos, a depender da especialização do profissional. Muitos desses casos são previstos não só em lei, mas também no edital do concurso, como recurso atrativo para chamar a atenção de candidatos mais especializados. Geralmente, isso ocorre com concursos de nível superior. Mas para quem possui superior incompleto, o mesmo já aconteceu. Vamos te mostrar alguns exemplos e explicar as situações em que isso acontece. E também, te daremos dicas de como estudar mais para garantir benefícios como este.

Um dado importante antes de você continuar a ler os próximos tópicos: a Catho Online, uma ramificação da Catho, que faz pesquisas, concluiu em uma de suas pesquisas que profissionais que fazem pós-graduação recebem cerca de 70% a mais do que aqueles que não fazem. Estudar a mais, portanto, pode ser recompensador.

O que a lei diz a respeito?

            A lei 11.355 prevê progressão de carreira para cargos e instituições estatais específicas, como o INSS, o IBGE, Inmetro, HFA, entre outras. A lei descreve uma série de benefícios e garantias para esses servidores, e entre as garantias salariais, o texto da lei torna obrigatório a gratificação salarial dos seus servidores, na proporção que estes possuírem cursos de especialização ou capacitação, ou cursos do ensino superior. Por exemplo, no último concurso do IBGE, as gratificações acima do salário chegavam a R$ 1.539,16, se fossem comprovadas no mínimo 360 horas de curso! A gratificação mínima era de R$426,36 por 180 de cursos. E esse concurso era específico para ensino médio. Logo, é um concurso diferencial, pois apresenta oportunidades de salário melhor, caso pessoas com nível superior sejam nomeadas.

Ou seja: nem todos ganham?

            Esse benefício que descrevemos se enquadra no chamado Adicional de Qualificação – AQ – que fornece valores adicionais no salário do profissional que se qualifica. Ele era fornecido apenas a professores, mas hoje contempla diversas áreas. Esse adicional, tem o valor mínimo de R$140,00. Mas como você viu no exemplo dado, esses valores podem ser bem mais acima.

            Outra coisa que poucos sabem, é que esse adicional foi criado em 2009, e como já é computado na aposentadoria, quem não trabalha mais hoje, mas era qualificado em 2009 enquanto trabalhava, pode solicitar os valores referentes ao adicional. Basta se informar no RH do antigo emprego e apresentar o diploma, e demais documentações comprobatórias.

Onde e como você pode se qualificar?

            Bem, há diversas opções. Se você possui ensino superior, e pretende especializar-se, pode fazer cursos de extensão, MBA, ou pós-graduação mais incisiva: mestrado ou doutorado. Esses cursos garantem adicionais em áreas políticas, de ensino e de gestão.

            Mas, onde estudar? Você pode fazer pós-graduação e capacitação em instituições privadas de ensino superior, devidamente autorizadas e reconhecidas pelo MEC.  E nisso, há diversas opções flexíveis: pode-se optar por estudo presencial, ou à distância. Dependendo da área, hoje é possível ter um diploma de ensino superior, em nível tecnológico, em pelo menos 2 anos. São cursos da área de logística, marketing e gestão de recursos. Vale a pena investir em si mesmo.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?