Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Crime de denunciação caluniosa no Código Penal

De acordo com o Código penal, em seu artigo 339, o crime de denunciação caluniosa, está previsto no capitulo Dos crimes contra a Administração Pública, e aduz que:

Art. 339 –  Dar causa à instauração de investigação policial, de processo judicial, instauração de investigação administrativa, inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe crime de que o sabe inocente:

Pena – reclusão, de dois a oito anos, e multa.

§ 1º – A pena é aumentada de sexta parte, se o agente se serve de anonimato ou de nome suposto.

§ 2º – A pena é diminuída de metade, se a imputação é de prática de contravenção.

O crime de denunciação caluniosa trata-se de um crime contra a administração da Justiça, e em segundo lugar, protege-se a honra da pessoa inocente a quem se imputa o tipo penal de forma criminosa.

O sujeito ativo do crime pode ser qualquer pessoa, sendo então caracterizado como um crime comum e o sujeito passivo será o Estado.

O crime de denunciação caluniosa é um crime doloso e seu dolo consiste na vontade de provocar investigação policial ou processo judicial, em que o agente leva ao conhecimento da autoridade, fato que sabe ser falso, para que uma investigação sobre determinada pessoa seja então suscitada.

Entretanto, o mencionado crime só restará configurado, quando a inocência do suposto criminoso, em que teve o ato para si imputado, for devidamente comprovada.

E a ação no crime de denunciação caluniosa será a ação penal pública incondicionada, sem requisitos para que a procedibilidade da ação penal.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?