Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Coronavírus: Bolsonaro inclui cultos religiosos em lista de serviços essenciais

Os serviços e atividade religiosas, ao serem considerados como essenciais, ficarão autorizados a funcionar mesmo durante restrição ou quarentena em razão do coronavírus.

O presidente da República Jair Bolsonaro acaba de editar um decreto que torna, conforme o texto publicado no “Diário Oficial da União”, as atividades religiosas como parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate da pandemia do novo coronavírus.

Os serviços e atividade religiosas, ao serem considerados como essenciais, ficarão autorizados a funcionar mesmo durante restrição ou quarentena em razão do coronavírus. De acordo com o texto, as determinações do Ministério da Saúde devem ser obedecidas para que o funcionamento seja legal.

O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, 26 de março. A medida tem validade imediata, ou seja, não há necessidade de aprovação do Congresso, por se tratar de um decreto.

No mês de fevereiro, Bolsonaro havia sancionado uma lei com normas de quarentena durante a epidemia de coronavírus no Brasil. Na última sexta, 20, o presidente fez algumas alterações na lei através de medida provisória. O novo texto trouxe que devem ser resguardados da quarentena “o exercício e o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais”.

Ainda na mesma Medida Provisória, Bolsonaro deu ao presidente República, ou seja, a si próprio, o poder para definir através de decreto o que é serviço público e atividade essencial.

Ainda na sexta-feira, Bolsonaro fez alterações no primeiro decreto que tratava de atividades essenciais para população brasileira. Foram incluídas, nesse texto, nada menos que 35 itens, entre eles, medidas de assistência à saúde, segurança pública e transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. Nesta quinta-feira, 26 de março, o presidente voltou a incluir mais 12 atividades – entre elas, as religiosas.

O Presidente Jair Bolsonaro, em pronunciamento na noite da última terça-feira, 24, criticou o pedido para que todas aqueles que possam fiquem em casa. A declaração foi de encontro a tudo o que os especialistas e autoridades sanitárias do país e do mundo inteiro vêm anunciando.

Bolsonaro culpou todos os meios de comunicação por espalharem uma sensação de “pavor”. Segundo ele, se ele contrair o vírus, não pegará mais do que uma “gripezinha”.

Outros serviços essenciais

O decreto desta quinta-feira também torna essenciais, entre outros, os seguintes serviços:

Veja também: Saque do FGTS não é liberado automaticamente no Estado de calamidade pública

Leia Também:

top planilha
6 Comentários
  1. curtir dicas Diz

    olá muito obrigado pelas dicas do seu site eu pude compreender como funciona melhor agora kkk
    obrigado e um abraço .

  2. Bruno Diz

    Só vai quem quiser.

  3. Vanda martins Diz

    Se tenho como ir e vim de carro como posso fazer pra abastece sendo ñ quero vim de onibus para o trabalho

  4. Vanda martins Diz

    Quero saber como ficou o vale combustivel. Sendo que tenho como chegar ao trabalho de carro

    1. Eugênia Pinheiro Bráz de Assis Diz

      Quando for liberado esse dinheiro todos já morreram de fome, só fala mas não cumpri.

  5. Aline Diz

    Está certo o povo brasileiro não está tendo noção da gravidade que isso vai causar a economia nacional, quantos pais de família perderam o emprego, quantos destes moram de aluguel e deram despejados. A Globo lixo mostra os riscos, mais notem se dessas tantas eles divulgaram imagens deles entubados?? Emissora mentirosa e fica deixando o povo apavorado. Veja se eles está preocupados com a nação trabalhadora que levanta cedo pega ônibus, os casos que eles divulgam vêm apenas de hospitais ricos e super conceituados, não se iludam, busquem informação real não lixo da Globo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.