Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Carteira de motorista, punição para infrações e radares de velocidade passam por mudanças

Saiba mais sobre as decisões do governo

Além de aumentar de 20 para 40 o número de pontos que o motorista deve acumular para ter sua carteira suspensa, o ministro disse que o projeto vai acelerar a suspensão em casos de infrações graves e gravíssimas, como dirigir depois de beber.

Simplificação e rapidez na punição de infrações mais graves

“A gente vai aumentar a pontuação para perda da carteira. Hoje você perde a carteira com 20 pontos e você vai passar a responder o processo de suspensão com 40 [pontos]. No entanto, para aquelas faltas mais graves, como a questão da alcoolemia a gente vai simplificar o processo de suspensão, para fazer com que ele seja feito de forma mais rápida”, disse.

Segundo informações do Ministério da Infraestrutura, hoje o processo de suspensão em casos de infrações graves e gravíssimas chega a passar por seis instâncias. Com a proposta, seriam apenas três instâncias até que o motorista perdesse o direito de dirigir.

“A gente vai punir com mais celeridade o condutor que comete infrações mais graves e também aumentar a quantidade de pontos para aqueles condutores que cometem infrações mais leves. Aquele distraído, que passa repetidamente em um pardal. Não faz sentido ele perder a carteira com 20 pontos”, afirmou o ministro.

Radares

Na último dia 1º, o ministério anunciou a suspensão da instalação de radares em rodovias federais após ordem de Bolsonaro, que, um dia antes, disse em uma rede social que radares têm “único intuito de retorno financeiro ao estado”.

Esses equipamentos seriam para rodovias administradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Um dia depois, o governo também disse que vai adotar a medida também nas rodovias federais concedidas à iniciativa privada.

O ministro Tarcísio Freitas afirmou que o objetivo do governo não é acabar com os radares nas rodovias federais, mas, sim, instalar os equipamentos onde o excesso de velocidade causa acidentes.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

5 Comentários
  1. Marcelo De Moraes Rocha Diz

    Queria saber qual a finalidade de ter que andar com.os faróis ligados durante o dia.🙏

  2. Wilson R G Jr Diz

    VALDISON SANTOS CARDOSO – Parabéns pelas palavras, tirou as da minha boca, só a conscientização muda. Multa só foi criada para arrecadação. Arrancar o dinheiro suado do cidadão
    E engordar o bolso dos políticos.

  3. VALDISON SANTOS CARDOSO Diz

    Para os adeptos a punicoes financeiras, fica o alerta. Acidente será prevenido quando o motorista tornar consciente do valor da vida e não por punição com valor material ou financeiro . A prevenção mais efetiva contra acidentes de trânsito se dá com mais educação, mais conscientização , mais ensinamentos sobre o verdadeiro da valor da vida de si próprio e dos demais circulantes nas estradas. o gastos com radares devem ser verdadeiramente invertidos em campanhas de educação de trânsito, seja através de mídia, planfetos ou visuais nas estradas ou até mesmo mensagens audiovisuais em praça de pedágio.

  4. Mateus Diz

    Infelismente o Ilustrissimo Presidente Jair Bolssonaro e aqueles que o cercam não passam de um bando de retardados mentais, a única que vai acontecer e aumentar a impunidade e os números de acidentes graves com vítimas fatais.

    1. FLAVIO.MORAES Diz

      Acho que vai melhor para os bons consutores e piorar para os maus condutores.
      Meus patabens a Admistracao Fedeal.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?