Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$600: Saiba quem deve deve refazer o CADASTRO do benefício

De acordo com informações da Caixa, 12 milhões de inscritos que tiveram seus cadastros avaliados como "inconclusivos" devem refazer cadastro do auxílio emergencial

Atualmente 12,4 milhões de brasileiros que se inscreveram para saque do auxílio emergencial de R$600 deverão refazer seus cadastros pelo site ou pelo aplicativo do programa. De acordo com informações da Caixa, esse é o número de inscritos que tiveram seus cadastros avaliados como “inconclusivos”.

Quando um cadastro tem resultado como “inconclusivo”, as informações cadastrais do cidadão não foram possíveis de serem analisadas no primeiro cadastramento, que podem incluir dados divergentes sobre endereço, dependentes ou CPF, entre outros.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, apenas os trabalhadores com cadastro inconclusivo podem fazer essa nova solicitação. As solicitações foram negadas e tiveram resposta como inelegíveis estão excluídos definitivamente. “Inelegíveis não podem recadastrar, só os inconclusivos”, disse. “Qualquer um desses 12 milhões podem e devem ser recadastrar”, concluiu Guimarães.

Portanto, o recadastramento poderá ser feito através de aplicativo ou site, da mesma forma que foi feito o primeiro cadastramento, de acordo com Guimarães.

Calendário de pagamentos da segunda parcela

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, prometeu em coletiva de imprensa na última quarta-feira (6) que o pagamento da segunda parcela de R$600 do auxílio emergencial será “mais eficiente”.

“O segundo lote será feito de maneira muito mais eficiente, porque já temos a base das pessoas que receberão [os pagamentos]. Uma parte relevante do que a gente estava pagando eram pessoas que a gente ia montando dentro da base de dados. E, para não esperar um mês para começar a pagar, fomos pagando as pessoas sendo analisadas”, afirmou.

O presidente ainda disse que existe a possibilidade de que o pagamento da segunda parcela de R$600 — que ainda não tem datas oficiais — seja feito de maneira diferente, justamente para que a demanda, que é muito grande, não seja um obstáculo para a população.

Na segunda parcela, poderemos pagar de maneira diferente. Estamos discutindo com o Ministério da Cidadania, mas uma maneira onde já temos a base de dados. E a grande maioria das pessoas terá essa organização com datas espaçadas, ou seja, não faremos a forma de pagar janeiro e fevereiro em um dia ou maio e junta em outro dia. Porque pagar 20 milhões de pessoas que tenham um conhecimento muito baixo da questão de tecnologia acabava gerando demanda muito grande”, acrescentou Guimarães.

Calendário de pagamentos da segunda parcela

A Caixa vem sendo alvo de críticas nas últimas semanas após muitos beneficiários relatarem problemas para conseguir se cadastrar ou movimentar o dinheiro.

Na semana passada, com o início do calendário de saque em espécie direto da poupança digital, foram registradas em diversas partes do país, filas e aglomerações em agências da Caixa Econômica Federal. Para quem não é beneficiado pelo Bolsa Família ou não está no Cadastro Único, o auxílio só pode ser solicitado através  do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, ou site.

No caso de quem optou receber por meio da poupança digital, ou não possui conta em banco, a movimentação dos valores também depende do uso de um aplicativo Caixa Tem.

Caixa já pagou a 50 milhões

De acordo com informações da Caixa, conforme o último levantamento, feito ontem, desde o dia 09 de abril, quando os pagamentos do auxílio emergencial foram iniciados, a Caixa Econômica Federal  (CEF) efetuou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para 50 milhões de brasileiros, o que resulta em um total de R$ 35,5 bilhões no total.

Até o momento, 49,7 milhões de brasileiros já concluíram o cadastro no site e no aplicativo, através do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs podem solicitar o benefício.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Saiba como é feita a análise dos trabalhadores e o que pode levar à exclusão

Saiba como regularizar o CPF

O site oficial de cadastro, o “auxilio.caixa.gov.br”, já superou a marca de 539,3 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 107,9 milhões de ligações. Além disso, já foram feitos:

  • 70,4 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial Caixa
  • 68,9 milhões de downloads do aplicativo Caixa Tem (para movimentação da poupança digital).

Saiba quem pode receber o auxílio emergencial

O projeto altera uma lei de 1993, que trata da organização da assistência social no país. De acordo com o texto, durante o período de três meses será concedido auxílio emergencial de R$ 600 ao trabalhador que cumpra, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

A proposta estabelece que apenas duas pessoas da mesma família poderão receber cumulativamente o auxílio emergencial e o benefício do Bolsa Família, podendo ser substituído temporariamente o benefício do Bolsa Família pelo auxílio emergencial, caso o valor da ajuda seja mais vantajosa para o beneficiário. A trabalhadora informa, chefe de família, vai receber R$ 1.200.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  • 1. O cidadão, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  • 2. Na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  • 3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  • 4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  • 5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  • 6. Feito isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  • 7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  • 9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH;
  • 10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  • 11. Na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: 

Leia Também:

brasil 123  
27 Comentários
  1. Jonatas Diz

    Mi cadastrei mais meu benefício foi negado pq minha esposa está no cadastro único dá minha sogra, tenho direito a receber sou autônomo. Eles falaram pra gente coloca todos CPF da nossa família agora ficam ligando nosso CPF com pessoas nada ave com sua real família, agora eles nao li dão a opção de refazer colocando so o meu cpf pra eles analisarem

    1. Sonia Diz

      Meu nome e Sonia…Tenho 64 anos me cadastrei e foi negado a primeira vez disseram que meu cpf era de obito e a segunda que um da familia ja tinha recebido .Sim meu filho e cadu ico recebeu 600 reais mas ele mora em casa separada no mesmo quintal ..na epoca que ele se i svreveu no nis ele morava juntio mas agira mora separado o que fazer p me rescrever

  2. Janete Diz

    Minha amiga fez o meu com o nome da mãe errado aí deu dados inconclusivo tive que resazer fiz dia 4 de maio é até agora não saio de análise estou precisando já nem estou pagando minhas contas sei que tenho direito Não estou trabalhando e estava pagando minha autonomia e não pago porque estou sem dinheiro

  3. Franklin de Souza Diz

    Se nós brasileiros realmente dependesse desses R$ 600.00 reais pra matar a fome de nossos filhos estaríamos mortos .
    Dataprev,data bosta e por aí vai.
    Agora sonegue imposto,deixe de pagar o seu IPTU e outros impostos que dá noite pro dia eles sabem de tudo .
    Agora pra dar um mísero benefício aos brasileiros leva-se meses pra isso acontecer umas quem de fato não precisa compra esse militares sem vergonha e que sabem que eles não fazem parte dos que tem direito eles sim já receberam e a data bosta não conseguiu ver essas irregularidades me deixe viu ô Brasil complicado!

    1. Janete Diz

      Minha amiga fez o meu com o nome da mãe errado aí deu dados inconclusivo tive que resazer fiz dia 4 de maio é até agora não saio de análise estou precisando já nem estou pagando minhas contas sei que tenho direito Não estou trabalhando e estava pagando minha autonomia e não pago porque estou sem dinheiro

  4. Marcos Aurélio Rodrigues Diz

    tenho que recadastrar o meu pedido do auxílio pois coloquei os CPF dos meus filhos e fui reprovado pois ñ moro com eles quem recebeu foi eles e a mãe pela bolsa família e ainda tenho que pagar pensão mais como se eu ñ estou apto para o benefício sem contar que tenho que comer pagar aluguel Deus me ajude

    1. Rozilaine Diz

      Que absurdo fiz meu cadastro no primeiro dia,sou altonoma pago o MEI estou sem trab desde do dia 15/03/20 por não ter trab faço aplicativo e foi negado e cadastrei novamente a quase um mês que fazer morrer de fome deixar de pagar as contas estou desapontada com TD isso.

  5. Lenny Diz

    Gostaria de saber como faz para consertar o erro da conta do banco.

    1. ERENILDA CORREIA DA SILVA Diz

      Fiz meu cadastro no primeiro dia, deu dados inconclusivos, refiz imediatamente e até hoje só fica em a analise. Meu CPF começa com “0” e já fiz solicitação para a Receita que me informou que meu CPF está certo e que não há nada mais que eles possam fazer. Recebi e-mail da Receita me dizendo que o site do auxílio foi lançado com problemas, mas já foi ou está sendo corrigido. Enquanto isso não consigo nenhuma informação da CEF para saber o que está acontecendo. Estou desempregada há dois anos , sou trabalhadora informal, moro de aluguel e preciso da renda. O que devo fazer? Como recadastrar?

  6. Taiani Diz

    Análise e Análise e Análise que não acaba mais até quando????Ja estão falando em segunda parcela sendo que nem obtive o resultado da Análise ainda,estou desempregada, tenho duas filhas e pago aluguel,tá muitooo difícil

  7. Wanda Diz

    E quem já refez desde o dia 23/04 e continua em análise como fica?

  8. Miriam Diz

    Todo mundo tem direito de receber
    Eu não tenho renda nem uma não tenho bolsa família fiz meu cadastro do auxílio emergencial não fui aprovada porque coloquei meu filho num cadastro aí na mensagem veio escrito Motivo membros da família já receberão deu esse erro porque meu filho está num cadastro unico da bolsa família da minha mãe aí eu coloquei meu filho sem sabe aí fui reprovada poriso e por causa disso não vou receber podia eles colocar uma opção pra as pessoas que cometeu esse erro sem sabe.. porque foi meu filho que recebeu e não eu

  9. Tiago de Souza Ferreira Diz

    Eu Tiago de Souza Ferreira tive o auxílio negado no momento em que mais preciso tô doente desempregado ajuda só de deus não tenho como me manter

    1. Luci de Franco Diz

      Enquanto isso quem esta “em análise” ou tem que recadastrar ou não se encaixa no auxilio e está impedido de trabalhar e não tem outra renda ou parentes pra ajudar,acumula dívidas e morre de fome…o governo não vai deixar de cobrar iptu e impostos…e as contas de água e Luz de quem não está e não consegue se inscrever no cadunico pra ter as “taxas sociais” ou sequer uma cesta básica?!?

  10. Tiago de Souza Ferreira Diz

    Eu Tiago de Souza Ferreira tive o auxílio negado não tenho um ganho sequer tô doente a minha família passando necessidade e não sei o que fazer agora

    1. Taiani Diz

      Vamos sair de Análise quando???Esqueceram de nós, desempregados e com filhas pra sustentar e ainda pagando aluguel,vamos gente precisamos de resposta URGENTE

      1. Rozilaine Diz

        Essa merda de análise vai matar mais que a pándemia,isso e brincar com o povo estou desapontada país de merda aqui td é difícil ser onesta e dicil o meu cadastro deu que coloquei atestado de óbito do meu Filho ridículo isso meu filho faleceu fazem 12 anos ainda diz que não tem erro ou e fraude

  11. Edeilson Diz

    😡😡😡😡

  12. Gilberto Teixeira de almeida Diz

    Sou aposentado pelo lous o bpc tenho direito ao auxílio emergencial

    1. Ednamar Toledo do nascimento Diz

      Tenho o loas pago aluguel de 400 Reais sou de alto risco compro remédio me negaram o auxilio emergencial tem pessoas que pegam bolsa família auxilio emergencial.a renda mensal que o governo federal cobra e de Três mil em diante o meu e de 1 045 reais não está mal dividido como vai ficar minha situação

  13. Fabricia Do Amaral Pihno Soares Diz

    Por q não tou conseguindo fazer o cadastro ,do auxílio, por q tá cadastro não costa na receita Federal

    1. Benisio Diz

      Eu estou dentro dos requisitos , mas já vai pra 3 semana em análise e até agora nada .

    2. Taiani Diz

      Vamos sair de Análise quando???Esqueceram de nós, desempregados e com filhas pra sustentar e ainda pagando aluguel,vamos gente precisamos de resposta URGENTE

  14. Rose Diz

    Eu estou dentro dos requisitos pra receber até o momento estou em análise des do dia 07/04/2020…

    1. Taiani Diz

      Bom dia ,o pior é a espera que está acabando com meus dias,um mês, desde o dia 7.4 e nadaaa de resposta da Dataprev, so Análise,quem sabe lá pro ano que vem não saía nė, o tão aguardado resultado da Análise, estou desempregada, tenho duas filhas e pago aluguel,por favorDataprev, emitem o resultado das Análise, tanta gente que não precisa recebeu e eu nessa situação, uma pandemia lá fora e eu sem saída, vamos governo faça alguma coisa

  15. vania Diz

    n consegui me cadastra no auxilio dis que meus dados estão incorretos entrei no saite da receita meu cpf ta regular o que faco me ajude moro c 4 filhos to desempregada ta dificil

    1. Taiani Diz

      Vamos sair de Análise quando???Esqueceram de nós, desempregados e com filhas pra sustentar e ainda pagando aluguel,vamos gente precisamos de resposta URGENTE

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?