Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Ajuste nos benefícios do INSS ganham valor maior que o esperado; Entenda

O valor foi reajustado por conta do aumento do salário mínimo.

Os pensionistas do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS) ganharam, em 2020, um ajustes nos benefícios pagos pelo governo. O valor foi reajustado por conta do aumento do salário mínimo.

Segundo o governo, o salário mínimo para 2020 está fixado no valor de R$1.039.

Sendo assim, os aposentados e pensionistas já vão receber, neste ano, o salário deste mês de janeiro com o reajuste. Anteriormente, 70% destes segurados recebiam R$998, são cerca de 4,1% de ajuste nos benefícios do INSS para 2020.

Em abril, a proposta do governo era de que o valor fosse de R$ 1.040, conforme constava no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias. No entanto, o valor ficou acima do valor aprovado no orçamento de 2020 pelo Legislativo – de R$ 1.031. O reajuste foi de 4,1% em relação ao atual mínimo, de R$ 998.

A estimativa do salário foi alterada no decorrer deste ano, de acordo com a variação da inflação. De acordo com a Constituição, o salário mínimo tem de ser corrigido, ao menos, pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Novo salário mínimo altera piso de benefícios, revisões e atrasados do INSS; Entenda

O novo salário mínimo para 2020, no valor de R$1.039, está confirmado. O novo ganho dos trabalhadores, aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro, vai provocar alterações que vão além da remuneração de parte dos trabalhadores assalariados.

A mais importante alteração está no novo piso das aposentadorias, pensões e auxílios-doença pagos pelo INSS, que, obrigatoriamente, devem ter o mesmo valor fixado no salário mínimo. Pelo menos 70% dos beneficiários da Previdência recebem um salário.

Para quem recebe o piso salarial das aposentadorias, pensões e auxílios do INSS, os depósitos com o salário mínimo corrigido vão acontecer a partir do dia 27 de janeiro. Os depósitos vão seguir até 07 de fevereiro.

Os pagamentos, na ordem de fila, são estabelecidos conforme o número final do cartão de benefício do segurado. Vale destacar que o dígito verificador, que fica após o traço, não é considerado.

Para entrar em um dos lotes mensais de pagamentos, o valor do débito quitado pelo governo federal não pode ultrapassar 60 salários mínimos (o valor vai passar de R$ 59.880 para R$ 62.340). Os valores mais altos de dívidas judiciais da União são convertidos em precatórios, cujos lotes de pagamentos ocorrem uma vez por ano.

Leia Também:

brasil 123  
1 comentário
  1. Milton Cleber Nogueira Mourao Diz

    Ótimo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?