Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Ajuste nos benefícios do INSS ganham valor maior que o esperado; Entenda

O valor foi reajustado por conta do aumento do salário mínimo.

Os pensionistas do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS) ganharam, em 2020, um ajustes nos benefícios pagos pelo governo. O valor foi reajustado por conta do aumento do salário mínimo.

Segundo o governo, o salário mínimo para 2020 está fixado no valor de R$1.039.

Sendo assim, os aposentados e pensionistas já vão receber, neste ano, o salário deste mês de janeiro com o reajuste. Anteriormente, 70% destes segurados recebiam R$998, são cerca de 4,1% de ajuste nos benefícios do INSS para 2020.

Em abril, a proposta do governo era de que o valor fosse de R$ 1.040, conforme constava no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias. No entanto, o valor ficou acima do valor aprovado no orçamento de 2020 pelo Legislativo – de R$ 1.031. O reajuste foi de 4,1% em relação ao atual mínimo, de R$ 998.

A estimativa do salário foi alterada no decorrer deste ano, de acordo com a variação da inflação. De acordo com a Constituição, o salário mínimo tem de ser corrigido, ao menos, pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Novo salário mínimo altera piso de benefícios, revisões e atrasados do INSS; Entenda

O novo salário mínimo para 2020, no valor de R$1.039, está confirmado. O novo ganho dos trabalhadores, aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro, vai provocar alterações que vão além da remuneração de parte dos trabalhadores assalariados.

A mais importante alteração está no novo piso das aposentadorias, pensões e auxílios-doença pagos pelo INSS, que, obrigatoriamente, devem ter o mesmo valor fixado no salário mínimo. Pelo menos 70% dos beneficiários da Previdência recebem um salário.

Para quem recebe o piso salarial das aposentadorias, pensões e auxílios do INSS, os depósitos com o salário mínimo corrigido vão acontecer a partir do dia 27 de janeiro. Os depósitos vão seguir até 07 de fevereiro.

Os pagamentos, na ordem de fila, são estabelecidos conforme o número final do cartão de benefício do segurado. Vale destacar que o dígito verificador, que fica após o traço, não é considerado.

Para entrar em um dos lotes mensais de pagamentos, o valor do débito quitado pelo governo federal não pode ultrapassar 60 salários mínimos (o valor vai passar de R$ 59.880 para R$ 62.340). Os valores mais altos de dívidas judiciais da União são convertidos em precatórios, cujos lotes de pagamentos ocorrem uma vez por ano.

Leia Também:

top planilha
1 comentário
  1. Milton Cleber Nogueira Mourao Diz

    Ótimo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.