Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Com recursos do Judiciário o município de Capelinha (MG) inaugura dez leitos de UTI

Os recursos repassados ao município são oriundos de penas pecuniárias e ajudou a garantir atendimento aos pacientes de covid-19

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em uma ação conjunta com a Comarca de Capelinha (MG),  permitiu o aparelhamento de uma nova unidade de tratamento intensivo (UTI) para o enfrentamento da pandemia de covid-19 na região do Vale do Jequitinhonha.

Ação conjunta

A iniciativa em ação conjunta, também contou com a participação do município, do Ministério Público, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), entre outras entidades públicas e privadas.

Assim, foram disponibilizados R$ 180 mil de recursos financeiros, provenientes de prestações pecuniárias, para a compra de novos aparelhos, entre eles: 12 bombas de infusão, 4 monitores multiparâmetro e 1 analisador de gasometria. A destinação desses recursos para financiamento de projetos nas comarcas é regulamentada pelo Provimento Conjunto 27/2013 da Corregedoria-Geral de Justiça do TJMG.

A juíza da Vara de Execuções Penais de Capelinha, Camila Gonçalves de Souza Vilela, ressalta que, com a aprovação do projeto, foi possível aparelhar 10 novos leitos de UTI para o atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus na região.

Vazio assistencial

A Fundação Hospitalar São Vicente de Paulo da cidade de Capelinha, em nota,  afirmou que já está trabalhando para que os novos leitos permaneçam e possam atender outros quadros clínicos após a pandemia. A princípio, os novos leitos da ala de covid-19 do hospital estão habilitados por 90 dias. Dessa forma, o projeto deve reduzir o vazio assistencial na região, que até então contava com apenas dois leitos de UTI.

Apoio à iniciativa

A juíza Camila Gonçalves comemorou a iniciativa e declarou: “Agradecemos a todos que contribuíram e se empenharam para que tudo desse certo. Continuemos unidos para que essa UTI seja definitiva em nosso hospital e atenda a demanda da nossa população.”

Além do Poder Judiciário, também participaram da iniciativa: a empresa Café Três Corações, entidades, empresários, produtores rurais e toda a comunidade capelinhense, por meio da colaboração e de várias doações.

 Fonte: TJMG

Veja mais informações e notícias sobre o mundo jurídico AQUI

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?