Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Lula pede doação de vacinas a Biden

Lula no UOL

O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, deu entrevista nessa quarta-feira (17) à rede de televisão CNN, dos Estados Unidos. O petista falou de diversos assuntos, mas fez um apelo ao presidente dos EUA, Joe Biden, para uma possível doação de vacinas ao Brasil.

Lula lembrou que os Estados Unidos têm sobra de vacinas e que elas poderiam ser entregues ao Brasil ou a países mais pobres. A esse respeito, o ex-presidente pediu a Biden que ele chame uma reunião entre os países mais ricos do mundo de forma urgente. Assim, ele acredita, o tema das vacinas poderia ser melhor discutido.

Ele também resolveu lembrar que esse pedido só é possível devido à troca no comando do EUA, no início deste ano. Para o antigo presidente brasileiro, um pedido dessa natureza não poderia ser feito a Trump, porque Lula não acredita nele.

Lula e as eleições de 2022

O ex-presidente comentou também a sua projeção sobre a eleição presidencial de 2022. Perguntado sobre sua possível candidatura, Lula não descartou que poderia ser candidato, mas tentou ser “prudente” ao confirmar que estará concorrendo contra o atual presidente, Jair Bolsonaro (Sem Partido).

“Se quando chegar as eleições, o meu partido e os partidos aliados entenderem que eu posso ser candidato e eu estiver bem de saúde, com a energia que estou hoje, não me negarei a ser candidato”, afirmou ele. “Mas não quero fazer dessa a minha prioridade. Porque a prioridade agora tem que ser cuidar desse país (Brasil)”.

Leia ainda: Datafolha: Bolsonaro tem 22% de aprovação

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.