Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Interdição de Bolsonaro é desejo do PDT

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, anunciou, nesta sexta-feira (5), que o partido solicitará, na Justiça, a interdição de Bolsonaro. Na medida, o partido alegará a sua incapacidade para seguir no cargo de presidente da República. Como provas, as omissões e ineficiências do chefe do Executivo no combate à pandemia da Covid-19, que já matou mais de 260 mil pessoas no Brasil.

“Nós já fizemos de tudo. Estamos na Corte de Haia contra ele por esse crime contra a humanidade, no Supremo Tribunal Federal e, agora, eu vou pedir ao nosso jurídico para fazer a interdição”, explica, ao acrescentar: “Eu acho que ele é louco e precisa ser interditado antes que mais brasileiros morram por sua loucura.”

Para Lupi, o volume de mortes de Covid-19, desde o começo de 2020, foi diretamente potencializado por Bolsonaro, que confronta diretrizes científicas a partir de ações negacionistas. O pedetista destaca ainda, como exemplo, o atraso do plano nacional de imunização como um fator determinante para o pedido de interdição de Bolsonaro.

“Realmente, para nossa tristeza e infelicidade, mais de 260 mil brasileiros perderam a vida para uma pandemia diabólica, incontrolável e, principalmente, pela corresponsabilidade do senhor Jair Bolsonaro”, afirmou.

“O presidente da República é o maior mandatário da nação. É o responsável pela nação brasileira e desconheceu a medicina e as recomendações médicas, incentivou a aglomeração pessoalmente, não usa máscara, já pegou o Covid e continua dizendo que é uma ‘gripezinha”, completou.

Leia ainda: Lira diz que não haverá furo no teto de gastos

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.